Austrália vira no segundo tempo e bate Brasil na estreia do basquete feminino

Brasil chegou a abrir dez pontos de vantagem durante o jogo, mas levou a virada na etapa final

Austrália vira no segundo tempo e bate Brasil na estreia do basquete feminino
Foto: Getty Images
Brasil
66 84
Austrália

No primeiro dia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro neste sábado (6), o Brasil enfrentou a Austrália pelo basquete feminino, na Arena da Juventude, em Deodoro, e perdeu por 84 a 66. As australianas viraram no segundo tempo, lideradas por Penny Taylor, Erin Phillips e Liz Cambage, dando um grande passo rumo ao sexto pódio olímpico consecutivo.

O Brasil começou bem na partida e foi para o intervalo na liderança, após bom primeiro quarto. Entretanto, no segundo tempo a equipe brasileira sentiu a pressão de jogar em casa e teve atuação apática. Com a derrota, o Brasil mantém o tabu de nunca ter vencido a Austrália em Jogos Olímpicos. 

Brasil começa bem, abre vantagem e vai para o intervalo na frente

O primeiro período do jogo foi arrasador para o Brasil, com grande atuação de Iziane - que terminou o jogo como a cestinha com 25 pontos. A torcida brasileira empurrou a seleção e colocou pressão nas adversárias, que pareciam sentir. As brasileiras venceram o primeiro quarto por 24 a 14, sendo 12 pontos anotados por Iziane.

Mas as australianas reagiram no segundo quarto. O Brasil tinha jogadoras importantes com muitas faltas e elas precisaram ser poupadas para o restante da partida, com isso a Austrália aproveitou da situação e chegou a diminuir a vantagem de dez para apenas um ponto. Cambage era a principal destaque da equipe e as jogadas eram concentradas em cima da pivô de 2,03m e 98kg. No fim do quarto, o jogo ficou equilibrado e o Brasil conseguiu ir para o intervalo vencendo por 39 a 35.

Austrália reage, vira o jogo e vence na estreia

O equilíbrio tomou conta do jogo, mas durante um certo momento do terceiro período a seleção brasileira começou a errar arremessos preciosos, que custaram a liderança. A Austrália se impôs para cima do Brasil, aproveitou melhor as oportunidades e terminou o terceiro quarto vencendo por 57 a 53.

O Brasil ficou abalado com a reação da Austrália e continuou perdendo muitos arremessos. Por outro lado, as australianas chegaram a abrir mais de dez pontos graças a boa pontaria de Mitchell na linha de três pontos. Penny Taylor também repetiu a dose e a vantagem chegou a ser de 75 a 61. 

No fim do jogo, a torcida brasileira tentou apoiar, mas a seleção não conseguia acertar suas jogadas. Nádia Colhado tentou ajudar no fim, mas a derrota já estava concretizada. Vitória das australianas na estreia por 84 a 66.