Espanha conquista bronze no basquete masculino vencendo Austrália nos segundos finais

Maior jogador da história ibérica, ala-pivô Pau Gasol se despede das partidas internacionais dando recital de 31 pontos na Arena Carioca 1 e conquistando medalha de bronze

Espanha conquista bronze no basquete masculino vencendo Austrália nos segundos finais
Pau Gasol convertendo mais dois pontos. Foto:Fiba/Divulgação
Espanha
89 88
Austrália

O jogo mais esperado no basquete masculino é a disputa do bronze já que os Estados Unidos sempre vence o ouro e a prata pertence ao outro finalitsa. Espanha e Austrália mostraram que a máxima repetida ao longo do torneio é a mais pura verdade fazendo partida excepcional onde a Espanha se consagrou medalha de bronze na vitória por 89 a 88.

Patty Mills e Pau Gasol, futuros companheiros no San Antonio Spurs travaram duelo em alto nível a cada posse de bola. O armador australiano além de carregar a bola e assistir seus companheiros, anotou 30 pontos na partida sendo de sua equipe.

Gasol foi um ponto mais brilhante, podemos dizes, pois o Ala-pivô somou 31 pontos e ainda levou a medalha para casa em sua despedida das quadra pela seleção espanhola.Ainda foram 11 rebotes capturados por Gasol formando um duplo-duplo.

No quarto menos competitivo da partida, o primeiro, os espanhóis dominaram o jogo procurando sempre Gasol na área pintada ou Nikola Mirotic em tiros médios ou longos e com isso abriu 6 pontos ao fim do período.

Patty Mills começava a aparecer mas corrida inicial no marcador ainda foi em favor da Espanha, tanto que treinador australiano pediu tempo pois seu time estava 9 pontos atrás do adversário. David Andersen se juntou ao seu armador para ajudar na vitória por 21 a 17, deixando a Austrália dois pontos atrás no marcador.

Jogo concentrado no garrafão e pontuação altissíma deram o ritmo na volta do intervalo. Os australianos passaram a frente do placar pela primeira vez quando Matthew Dellavedova converteu dois pontos em largadinha na parcial 43 a 42. Foram várias trocas de cestas até que Mirotic acertou arremesso do perímetro e deixou a Espanha na frente por mais de dois pontos.

O primeiro ato no quarto derradeiro foi bola de fora com Sérgio Rodriguez aumentando a diferença para seis mas a Austrália anotou corrida de 6 a 0 empatando o jogo em 70 pontos, tanto que Scariolo gastou tempo para tenta ajustar marcação dos ibéricos.

Pontuar no garrafão erra seguro e as seleções abusaram das infiltrações e jogadas de costas para a cestas chegando aos segundos finais equilibrado. Foram 4 trocas de liderença nos 60 segundos derradeiros até que Sérgio Rodriguez bateu pra dentro faltando 5s, errou o chute mas sofreu falta, convertendo os lances, e deixando a Espanha na frente. A chance final foi da Austrália que trabalha o ataque e acabou tendo a bola roubada antes do chute. Fim de jogo e vitória da Espanha.