Tribunal nega apelo de Tom Brady e mantém suspensão de quatro jogos

Quarterback do New England Patriots foi suspenso por quatro jogos pelo Deflategate e não teve recurso aceito pela justiça norte-americana

Tribunal nega apelo de Tom Brady e mantém suspensão de quatro jogos
(Foto: Ezra Shaw/Getty Images)

O New England Patriots seguirá sem Tom Brady no início da temporada. Após a decisão da justiça a favor da NFL no início do ano, o recurso do jogador foi negado e a punição judicial se manteve. Brady ainda pode apelar para a Suprema Corte dos Estados Unidos.

O Deflategate seguirá dando dor de cabeça para o Patriots nessa temporada. Se no ano passado a franquia conseguiu anular a punição de Tom Brady, desta vez o caminho está sendo diferente. O caso voltou a ser julgado em abril e quem levou a melhor foi a NFL, que conseguiu convencer os tribunais que a Liga estava certa. Com isso, o QB apelou para a Corte de Apelação dos Estados Unidos, mas o pedido foi negado.

Brady ainda tem uma chance de anular a decisão antes do início da temporada. O jogador pode, e provavelmente irá, recorrer a Suprema Corte dos Estados Unidos, ainda que um desfecho diferente seja improvável. Com a suspensão, o QB do Patriots perderá os quatro primeiros compromissos da franquia, sendo eles contra Arizona Cardinals, fora de casa, e Miami Dolphins, Houston Texans e Buffalo Bills no Gillette Stadium.

No início do ano, o caso voltou a ser julgado após a decisão favorável a Tom Brady. A NFL apelou da decisão pela anulação da suspensão de Brady e ganhou nos tribunais, mantendo o QB fora dos quatro primeiros jogos da temporada regular.

Durante um evento realizado em Buffalo no mês passado, o comissário Roger Goodell afirmou que não há negociação de acordo com jogador e que apenas a Justiça definirá isso: "Como eu já havia dito, nós negociamos isto no ano passado. No momento, estamos olhando para a frente. A justiça tomará sua decisão e vamos nos basear nisso”.

Caso a apelação para a Suprema Corte seja recusada e a punição mantida, quem assume o posto de Brady é o reserva Jimmy Garoppolo, que ainda não foi titular em nenhuma partida nos três anos de carreira profissional.