Em jogo de sete viradas, Seahawks bate Patriots fora de casa

Reedição do Superbowl termina em vitória do Seattle, retirando invencibilidade de Tom Brady na atual temporada da National Football League

Em jogo de sete viradas, Seahawks bate Patriots fora de casa
Seahawks "rouba" mando do New Englad Patriots e triunfa em Boston. Foto: Divulgação/Seahawks
New England Patriots
24 31
Seattle Seahawks

Foi o Sunday Night Football que todo fã de futebol americano pediu aos deuses. New England Patriots e Seattle Seahawks reeditaram o Super Bowl XLIX e a partida acabou decidida também na linha de uma jarda, dessa vez em favor do Seattle Seahawks por 31 a 24 jogando no Gillette Stadium.

Donos de 6 vitórias, 1 empate e 2 derrotas o Seattle tem a liderança na divisão Oeste da Conferência Nacional abrindo vantagem sobre os rivais Los Angeles Rams e Arizona Cardinals. Na rodada que vem, recebe o Philadelphia Eagles no domingo às 19h25.

O Patriots ainda lidera com folgas na divisão Leste da Conferência Americana somando 8 vitórias e 2 derrotas. A campanha ainda é a melhor em sua conferência. New England agora visita o San Francisco 49ers também no domingo às 19h25.

Em primeiro tempo movimentado, Wilson conduz Seattle Seahawks a virada próximo ao intervalo

New England começou anotando touchdown logo na primeira campanha quando Legarrette Blount invadiu a endzone. Foram 04:41 minutos com a posse de bola, posse essa que gerou seis primeiras descidas, 75 jardas totais sendo grande parte delas conquistadas pelo alto. O risco maior foi uma terceira descida onde Rob Gronkowski precisou ser acionado por Brady para tirar a equipe do buraco. Para completar a ação ofensiva foi visto um típico ataque liderado pelo coordenador Josh McDaniels balanceando passes curtos e corridas até os sete pontos.

Russell Wilson respondeu levando sua equipe para redzone mas batendo na trave, ficando com apenas o field goal. A ação se iniciou num passe explosivo que viajou 36 jardas para Tyler Lockett fazer sua recepção. Não muito longe daquele momento, poucos segundos depois para ser mais preciso Seattle já estava em condição de anotar o touchdown e não conseguiu. Foi necessário a presença de Hauschka convertendo o chute e diminuindo o marcador, 3 a 7.

Parecia replay. O ataque do Seahawks começou fazendo tudo bem e ainda contou com ajuda de Justin Coleman, autor de falta na marcação, ganhando 20 jardas de presente. Próximo a endzone, outra falha ofensiva, passando longe do TD. Sobrou outra vez para Steve Hauschka anotar field goal, agora na linha de 31 jardas, 6 a 7.

Momento era todo visitante e na quarta campanha veio mais uma pontuação.Campanha um pouco mais sólida ofensivamente terminou em touchdown pela primeira vez após 04:10 de posse, 65 jardas percorridas em apenas dez jogadas. Doug Baldwin foi quem recebeu o passe na endzone, livre para anotar o TD e colocar Seattle na frente. O placar só não foi para 13 a 7 pois Hauchska errou o ponto extra, ficando 12 a 7.

Foram dois erros cedendo a posse de bola. Primeiro Tom Brady lançou a interceptação, filha única na temporada para o Patriots, e depois o Seahawks cometeu fumble e recuperou no mesmo lance. Durou pouco o ataque gratuito dado pelos donos da casa que defenderam e retomaram a posse. Corre, corre, passa. Desse jeito Blount brilhou na campanha de 81 jardas que deu ao Patriots a liderança rompendo a endzone através da sua força, 14 a 12. 

Cada vez mais a vontade em campo, Russell Wilson disparou bombas para todos os lados na "campanha da vitória". Parecia um ataque de 2 minutos que decide partidas. Explosão não faltou nos 59 segundos na campanha onde Doug Baldwin recebeu livre na endzone para recolocar Seattle na frente, 19 a 14.

Segundo tempo consolida jogo das viradas e Patriots tem chance para empatar na linha de uma jarda

O Seahawks teve a primeira posse na volta do intervalo e não conseguiu gerar pontuação.Já New England não perdeu a chance para provocar outra virada no placar fechando o ataque no terceiro touchdown corrido anotado por L.Blount. Foram dez jogadas, 91 jardas percorridas em pouco mais de 5:30. O camisa x dominou com arrancadas ferrozes e invadiu a endzone correndo 13 jardas para o TD, 21 a 19.

Sempre seguindo de perto o adversário no placar, o Seattle Seahawks voltou a ter a liderança passando a frente após field goal longo de 41 jardas convertido pelo kicker Steve Hauschka. A campanha durou nove jogadas,percorreu 63 jardas em 5 minutos dando por um ponto a vantagem no marcador, 22 a 21.

O Patriots fez campanha heróica saindo do buraco, uma terceira descida para 25 jardas onde Brady achou Julian Edelman, Martelus Bennett bloqueou como nunca e o touchdown acabou não vindo para a equipe de Massachusetts que parou na defesa. Coube à Gostkowski acertar chute de 63 jardas, placar foi para 24 a 22.

A sétima troca de lideração veio pelos pés de Steve Hauschka, dono de alguns pontos na partida. O tiro foi curtíssimo, 23 jardas, sem dificuldes no chute que deixou o jogo em 25 a 24. A campanha foi boa e denovo parou na defesa no espaço final do campo.

Russell Wilson liderou mais uma ótima campanha, dessa vez terminando em touchdown. A bola se ofereceu ao Seahawks por fumble cometido no retorno de kickoff, nem dando chance ao ataque aparecer pra jogar. Doug Baldwin foi o autor do touchdown que aumentou a vantagem. Pete Caroll tentou arriscar e mandou seus jogadores para quarta descida, não convertida. A vantagem ficou em uma posse, 31 a 24.