Sem sustos, Colômbia vence os Estados Unidos na abertura da Copa América Centenário

Com gols de Zapata e James Rodríguez, a seleção treinada por José Pekerman passou por cima dos donos da casa sem problemas

Sem sustos, Colômbia vence os Estados Unidos na abertura da Copa América Centenário
(Foto: CONMEBOL / Divulgação)
Estados Unidos
0 2
Colombia
Estados Unidos: Guzan; Yedlin, Cameron, Brooks, Johnson; Jones (Nagbe, min. 65), Bradley, Bedoya (Zusi, min. 85); Zardes, Dempsey, Wood (Pulisic, min. 65)
Colombia: Ospina; Arias, Zapata, Murillo, Diaz; Perez (Sánchez, min. 85), Torres; Cuadrado, James Rodríguez (Celis, min. 71), Cardona; Bacca
Placar: 0-1, min. 7, Zapata. 0-2, min. 41, James Rodríguez.
ÁRBITRO: Roberto Garcia (MEX) - advertidos: Bedoya (min. 56),
INCIDENCIAS: Partida do Grupo A, válida pela fase de grupos da Copa América Centenário de 2016. Disputada no Levi's Stadium. Público: 67.439 pessoas

Na noite desta sexta-feira (3), Estados Unidos e Colômbia se enfrentaram no Levi's Stadium, na partida de abertura da Copa América Centenário, em jogo válido pelo Grupo A, pela primeira rodada da fase de grupos. A seleção colombiana venceu o confronto por 2 a 0, com gols de Zapata e James Rodríguez, ambos no primeiro tempo.

Com o resultado, a equipe Norte Americana, comandada pelo treinador alemão Jurgen Klinsmann é a última colocada no Grupo A. Os Estados Unidos voltam a campo na próxima terça-feira (7), às 21h, contra a Costa Rica, no Estádio Soldier Field.

Com o resultado positivo na estreia, a Colômbia assumiu momentaneamente a liderança de sua chave. Os comandados de José Pekerman entram em campo novamente pela Copa América Centenário na terça-feira, às 23h, contra o Paraguai no Estádio Rose Bowl.

Colômbia joga melhor e constrói vantagem

A partida começou equilibrada, com as seleções tentando tomar o controle do meio-campo. A Colômbia tinha um pouco mais da posse de bola e trocava passes com maior facilidade, conseguindo abrir o placar logo aos 7 minutos, após a cobrança de escanteio de James Rodríguez, o zaueiro Cristian Zapata se livrou da marcação e finalizou sozinho para o fundo das redes.

O gol animou a seleção sul-americana, que começou a se fazer mais presente no campo ofensivo, principalmente pelo lado direito, levando perigo e obrigando o goleiro Guzan a trabalhar. Os Norte Americanos tentavam acertar a marcação e se encontrar ofensivamente em campo, pois não conseguiam criar problemas para a defesa adversária.

Melhor em campo, a Colômbia atacava mais e seguia dominando o jogo, porém dava espaços para a equipe americana começar a trabalhar a bola no campo de ataque e arrumar duas faltas frontais próximas a área, mas que foram desperdiçadas. No entanto, a primeira boa chance dos Estados Unidos só veio aos 35 minutos, na finalização de Dempsey.

Na parte final do primeiro tempo, a Colômbia não se expunha e esperava o time americano para uma saída mortal em contra-ataque. Os colombianos ampliaram o placar aos 41 minutos, após a bola bater na mão de Yedlin dentro da área, o juiz marcou pênalti, que Jamez Rodríguez converteu, finalizando a primeira etapa com vantagem para a seleção da América do Sul.

Colômbia segura vantagem e garante a vitória

Assim como na etapa inicial, a Colombia começou melhor, tomando a inicitiavia e tendo as principais ações ofensivas da partida, colocando o goleiro Guzan em alerta. O time americano, nervoso em campo e sem acertar a marcação, fazia faltas duras, o que deixava o jogo quente e com alguns jogadores se desentendendo em campo.

A equipe Norte Americana chegou a melhorar um pouco na partida, dando sinais de reação, quase diminuindo placar em duas oportunidades com Dempsey, a melhor delas em cobrança de falta. A Colômbia, sentindo a melhora do adversário, tratou de voltar a pressionar e a agir no campo ofensivo.

A seleção colombiana mostrava estar no controle da partida, colocando a defesa adversária em dificuldade e criando boas chances de marcar o terceiro gol, fazendo o goleiro Guzan se destacar e tendo acertado uma bola no travessão com Bacca, na melhor das chances.

Na parte final do jogo, a Colômbia novamente não se expunha, tinha a posse da bola e  tendo a vantage no placar, fazia o tempo passar. Enquanto, o time dos Estados Unidos, já partida desesperado e desornaganizado para o ataque, sem obter sucesso, encerrando o jogo assim com vitória 2 a 0 para a seleção colombiana.