Costa Rica e Paraguai ficam no empate sem gols em jogo fraco tecnicamente

Em jogo de poucas chances, equipes ficam sem balançar as redes e assim empatam na estreia da Copa América

Costa Rica e Paraguai ficam no empate sem gols em jogo fraco tecnicamente
0
0
0: Costa Rica: Patrick Pemberton; Johnny Acosta, Oscar Duarte, Kendall Watson, Cristian Gamboa, Ronaldo Matarrita; Celso Borges, Yeltsin Tejeda (Randall Azofeifa, 59), Bryan Ruiz (Christian Bolaños, 77); Joel Campbell (Johan Venegas, 67) e Marco Ureña. Técnico:Oscar Ramírez.
0: Justo Villar - Bruno Valdez, Paulo Da Silva, Gustavo Gómez, Miguel Samudio; Derlis González (Juan Iturbe, 88), Robert Piris Da Motta, Celso Ortiz, Óscar Romero (Edgar Benítez, 70); Jorge Benítez (Nelson Haedo Valdez, 73) e Darío Lezcano Técnico: Ramón Díaz.
ÁRBITRO: Árbitro: Patricio Loustau (Argentina) Cartões Amarelos: Costa Rica: Yeltsin Tejeda (1), Ronald Matarrita (49) Paraguai: Jorge Benítez (13), Nelson Haedo Valdez (79), Derlis González (82) Cartão Vermelho: Kendall Watson (90+3)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª fase da Copa América Centenário 2016

Nesse sábado (4) ocorreu no Florida Citrus Bowl, o emparelhamento entre Costa Rica e Paraguai válido pelo grupo A da Copa América Centenário 2016. Num duelo de poucas emoções e também de poucas chances pra ambos os conjuntos, a partida não saiu de um moroso zero a zero.

A partir desse resultado, ambas as equipes ficaram com um ponto cada e ocupam o segundo lugar da chave, ficando atrás da Colômbia e a frente dos EUA no cenário do grupo.

Na próxima rodada a Costa Rica encara na terça (07) os EUA às 21h no Soldier Field. Já o Paraguai enfrenta a seleção colombiana no mesmo dia só que às 23h30 no Rose Bowl.

Paraguai tenta propor o jogo mas sofre com a marcação rival

Sob forte apoio da torcida que apoiavam a equipe e logo aos oito minutos após cobrança curta de tiro de canto, Benítez cruzou rasteiro, Ruíz desviou e a bola passou perigosamente ao lado da trave. Aos 13 em cobrança de escanteio, Romero cobrou a mesma e Paulo da Silva desviou porém a bola vai pra fora.

Com 16 minutos, Campbell cruzou da esquerda, onde estava Ruíz que cabeceou no meio do gol onde estava Villar que encaixou com tranquilidade, depois até pelo forte calor de mais de 30º C, os times diminuiram seu nível de intensidade em campo, com uma chance de Benítez que roubou a bola no meio campo, avançou e bateu firme porém saindo pra fora e assim o placar terminou em 0 a 0 no intervalo.

Segundo tempo continua bem lento e Costa Rica segue apostando nos contra-golpes

A primeira chance só foi aparecer aos 20 minutos com Romero cobrando escanteio da direita, Lezcano desviou entretanto novamente mandou pra fora. Um minuto depois veio a resposta com Ruíz aparecendo na esquerda e cruzando para Campbell que foi desarmado na hora da finalização. Aos 25 Gonzáles cobra escanteio da direita e Valdéz desviou forçando Pemberto a fazer segura defesa.

A Costa Rica seguia apostando nas escapadas de contra-ataque, Gamboa cruza da direita, onde estava Watson que cabeceou e forçou Villar a boa defesa, na reta final do jogo aos 42 minutos, Bolaños arriscou de longe e obrigou Villar a fazer boa intervenção evitando o tento e o jogo terminou mesmo zerado.