Após gafe no hino nacional uruguaio, organização da Copa América pede desculpas

Hino chileno foi tocado no lugar do uruguaio; organização da Copa América se desculpou formalmente à seleção

Após gafe no hino nacional uruguaio, organização da Copa América pede desculpas
(Foto: ALFREDO ESTRELLA/AFP/Getty Images)

Protagonizando o melhor duelo da Copa América até agora, Uruguai e México deram ao público do University of Phoenix, no Arizona, exatamente o que eles queriam, um jogo disputado, brigado e cheio de emoções. Entretanto, não foi o confronto definido do fim que chamou mais atenção. Na tradicional hora do hino nacional, o sistema de som do estádio ecoou o hino do Chile, e não o dos uruguaios como deveria. Após a gafe, a Copa América fez questão de se desculpar nas mídias sociais.

Se com a bola rolando as equipes fizeram uma partida espetacular e cheia de emoção, fora a organização acabou deslizando. Em vez do hino nacional do Uruguai, o som do estádio acabou reproduzindo o hino do Chile, deixando jogadores e torcedores sem entender. Em silêncio e confusos, os presentes não souberam reagir ao erro. Pelo twitter e site oficial, a Copa América pediu desculpas e explicou o ocorrido: "Faremos tudo possível para evitar que erros assim voltem a ocorrer".

Confira o que Jay Berhalter, CEO do Comitê Organizador Local, escreveu ao presidente Valdez para pedir desculpas:

"Em nome da Copa América Centenário e do Comitê Organizador Local, lhe escrevo para expressar nossas sinceras desculpas por nosso erro durante a cerimônia prévia à partida deste domingo, 5 de junho. Apesar dos vários ensaios, devido a erro humado, tocamos equivocadamente o hino nacional incorreto.

Nos desculpamos com você, a Associação Uruguaia de Futebol, a seleção nacional do Uruguai, o povo do Uruguai e seus torcedores.

Temos um respeito profundo pelo Uruguai e todos os países particimantes da Copa América Centenário. Trabalharemos com todos os envolvidos para assegurar que esse erro não volte a ocorrer.

Por favor, aceite nossas sinceras desculpas por esse erro".

A Federação uruguaia respondeu a nota pouco dempois:

"Com toda nossa consideração.

Com suma tristeza e estupor tanto aos uruguaios presentes no Estádio University of Phoenix presenciando a estreia de nossa seleção nessa Copa Centenário, como aqueles que assistiram a transmissão da televisão em nosso país, não puderam cantar nosso hino nacional graças ao erro grotesco da organização ao tocar o hino de outro país e não o do Uruguai.

Consideramos que isto representa um reclamação da Assossiação Uruguaia de Futebol, de nossos futebolistas e os uruguaios por se tratar de um momento muito especial antes de cada partida.

Apesar das desculpas rebidas da organização, esperamos que tenha realmente sido um erro involuntário que não deve se repetir nod futuros jogos de nossa seleção neste torneio".