Após resultados ruins, Mano Menezes não é mais o técnico do Shandong Luneng

Assistente chinês Li Xiaopeng deve comandar a equipe para o jogo contra o Hebei China Fortune; Canavarro deve substituir Luxembugo no comando do Tianjin Quanjian

Após resultados ruins, Mano Menezes não é mais o técnico do Shandong Luneng
Mano Menezes deixa o Shandong Luneng em décimo-quarto na tabela (Foto: Sina Sports)

Mais um treinador brasileiro deixou a China. O Shandong Luneng anunciou, em comunicado oficial, a saída de Mano Menezes do comando técnico da equipe. O treinador foi contratado no final de 2015, após boa passagem pelo Cruzeiro. O clube ainda não oficializou o substituto de Mano, mas segundo a imprensa chinesa, o assistente chinês Li Xiaopeng conduz a equipe interinamente. Na próxima rodada, o Shandong Luneng viaja para enfrentar o vice-líder Hebei China Fortune.

Apesar da heróica classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia, feito que o Shandong Luneng não conquistava desde 2005, a equipe vem colecionando resultados ruins na Super Liga Chinesa. Em 11 jogos, o time venceu apenas duas vezes, empatando três e perdendo seis jogos. O Shandong está em décimo-quarto, empatado em número de pontos com o Changchun Yatai, time que abre a zona de rebaixamento.

Mano Menezes era cobrado pela torcida e imprensa chinesa pela falta de rotatividade no elenco. Treze jogadores do elenco disputaram mais de 60% das partidas (entre 14 e 20 partidas) na temporada atual, com destaque para Jucilei e Dai Lin que jogaram 20 vezes. A crítica local enxergava os jogadores sofrendo com o acúmulo de desgaste e falta de oportunidades para os jogadores mais jovens. Para piorar, o clube sofreu com as constantes convocações de Gil para a Seleção Brasileira, lesões de Aloísio e a inconstância de Diego Tardelli.

Canavarro deve substituir Luxa no comando do Tianjin Quanjian

Enquanto isso em Tianjin, o clube da cidade continua sem se pronunciar sobre a saída de Vanderlei Luxemburgo. Mas segundo a mídia chinesa e italiana, o ex-zagueiro Fabio Cannavaro está na mira do Tianjin Quanjian. Cannavaro foi treinador do Guangzhou Evergrande no ano passado após a saída de Marcello Lippi, e entre outubro e fevereiro deste ano, dirigiu o Al-Nasr, da Árabia Saudita. O contrato do italiano seria de dois anos e meio, com uma cláusula de liberação imediata para a Seleção Italiana.