Irritado, Cristiano Ronaldo atira microfone de jornalista em lago na França

Ao ser questionado durante passeio em Lyon, jogador se mostra intolerante com jornalista. Presidente do Sindicato dos Jornalistas de Portugal afirma que o craque cometeu um crime

Irritado, Cristiano Ronaldo atira microfone de jornalista em lago na França
Momento em que o jogador português atira microfone (Foto: Reprodução/Youtube)

Um vídeo que viralizou nas redes sociais, na manhã desta quarta-feira (22), mostra a maior estrela do futebol português, Cristiano Ronaldo, irritado com o jornalista Luís Filipe Simões, do diário "A Bola", enquanto a delegação de Portugal caminhava próximo a um lago, em Lyon, na França. Durante o passeio, o repórter se aproximou do jogador e perguntou se ele estava confiante para a partida contra a Hungria. Cristiano pegou o microfone e atirou no lago sem responder Luís Simões (veja vídeo abaixo).

Investigação

De acordo com o presidente do Sindicato dos Jornalistas de Portugal, Henrique Teixeira, o jornalista estava fazendo o seu trabalho quando foi agredido e afirma que o craque cometeu um crime. "Foi um crime de liberdade de informação. O jornalista da CMTV estava trabalhando e cumprindo sua função. Resta saber se Ronaldo comentou o ato com objetivo de impedir o jornalista de informar, ou se houve algum problema entre ambos. Trata-se de um crime, e o Ministério Público terá de investigar - disse Teixeira em entrevista ao jornal Expresso.

O jornalista condenou a atitude de Cristiano Ronaldo. De acordo com Luís, não há necessidade de agressão se o jogador não quiser responder a uma entrevista. "É um comportamento que não é adequado, muito menos por parte do capitão da seleção nacional. O mais grave é ter sido um ato agressivo. Mesmo que entrevistas estivessem proibidas, não deveria responder com agressividade. A atitude não constitui uma violação, mas sim um atropelo com a liberdade de imprensa. Além da possibilidade de ser um crime de danos materiais, caso o microfone tenha sido danificado", disse Simões.