Chile: o caminho até a final da Copa América Centenário

Mesmo com alguns altos e baixos, chilenos fizeram boa campanha e chega embalados para a decisão

Chile: o caminho até a final da Copa América Centenário
Foto: Nelson Almeida/AFP/Getty Images

Neste domingo (26), Argentina Chile decidem, pela segunda vez consecutiva, a Copa América, só que dessa vez a edição centenária do torneio. Para chegar até a decisão, os chilenos, assim como os adversários deste domingo, não tiveram muitos problemas, perdendo apenas uma vez em todo o torneio.

A única derrota chilena na Copa América veio logo na estreia e para o adversário da decisão: a Argentina. Em um jogo equilibrado, mas com um começo fraco da seleção chilena, os argentinos venceram por 2 a 1, com gols de Angel Di María Ever BanegaFuenzalida fez o único tento chileno na derrota.

Porém, a derrota na estreia foi esquecida nos dois jogos seguintes da fase de grupos. Contra a Bolívia, os chilenos saíram com Arturo Vidal, tomaram um susto com o empate, mas com um pênalti bem "mandrake" no final da partida, Vidal, mais uma vez, garantiu o triunfo no sufoco. Contra o Panamá, mais um sufoco desnecessário, mas a vitória por 4 a 2 com show da dupla Alexis Sanchez Eduardo Vargas, com ambos marcando duas vezes.

Vargas comemorando um de seus quatro gols diante do México (Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images)
Vargas comemorando um de seus quatro gols diante do México (Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images)

O adversário nas quartas foram os mexicanos, e aí veio o grande massacre do torneio. Esperava-se um jogo complicado para os chilenos, mas foi muito diferente disso. Em uma noite onde nada deu certo para o México, o Chile massacrou os mexicanos e venceu por 7 a 0, com quatro de Vargas, dois de Edson Puch e um de Alexis Sanchez, um verdadeiro massacre.

Na semifinal, a Colômbia foi o adversário da vez. Mostrando uma consistência ofensiva e defensiva, os chilenos foram melhores no gramado do Soldier Field, em Chicago, e venceram por 2 a 0, com gols de Fuenzalida e Aranguiz, garantindo, assim, a vaga na grande decisão da Copa América Centenário.

Muito mais pelo momento do adversário, o Chile chega como a "zebra" à final, tendo em vista o futebol jogado pela seleção de Lionel Messi e cia. Mesmo assim, espera-se uma equipe chilena bem atenta e com forças para tentar parar os argentinos neste domingo.