Potosí bate Universidad Católica e Peñarol empata com Luqueño na ida da Sul-Americana

Cinco partidas movimentaram terça-feira de confrontos internacionais na Copa

Potosí bate Universidad Católica e Peñarol empata com Luqueño na ida da Sul-Americana
Foot: Divulgação / Peñarol

Na noite desta terça-feira (9), jogos de ida da fase 32-avos da Copa Sul-Americana. Consagradas equipes a nível continental entraram em campo e iniciaram disputa por classificação entre as 32 melhores do torneio.

Real Potosí 3-1 Universidad Católica

Os bolivianos do Real Potosí se impuseram na impressionante altitude do estádio Víctor Agustín Ugarte. Na edição anterior da Sul-Americana, a zebra passeou nele com a classificação do Juventud de las Piedras, do Uruguai. Dessa vez não: logo aos 8 minutos, de la Cuesta fez 1 a 0.

Na arrancada da etapa final, Borda e Albre ampliaram o score para 3 a 0, proporcionando uma margem segura ao confronto. A reação chilena veio com gol de Cordero, a 27 minutos. A expulsão de Centurion poderia ter complicado a situação mandante, mas o Potosí vai para o jogo de volta com a vantagem de 3 a 1 e pode perder por um tento de diferença.

Os vencedores deste confronto encaram quem passar entre Fenix e Cerro Porteño, outro duelo em situação indefinida para o jogo de volta.

Fenix 1-0 Cerro Porteño

Os uruguaios do Fenix foram velozes para balançar as redes e definir o placar final. O meia Cantera, aos 3 minutos de partida, fez 1 a 0. Os paraguaios do Cerro tiveram a expulsão do atacante Dominguez, no minuto 19 da etapa final. Apesar disso, nada mais de gols no Parque Capurro, em Montevidéu. Na volta, o Cerro Porteño necessita de uma vitória por dois gols de diferença para avançar no torneio.

Sportivo Luqueño 0-0 Peñarol

Empate zerado na partida entre os outros paraguaios e os outros uruguaios da noite. Do lado do multicampeão da América, o zagueiro Bressan, ex-Grêmio levou cartão amarelo pelo Peñarol. Apesar das tentativas das duas esquadras, confronto completamente em aberto para ser decidido no estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, no jogo de volta. Empate com gols favorecerá o Club Sportivo Luqueño e los carboneros buscam uma vitória simples pela classificação.

Os vencedores deste duelo encaram quem passar de Independiente Medellín, os rivais do Nacional, e o Club Deportivo Universidad Católica do Equador, agremiação homônima da mais conhecida Universidad Católica chilena.

Lara 1-3 Junior Barranquilla

Os venezuelanos do Lara não foram páreo aos colombianos do Junior de Barranquilla. Destaque para Ovelar Maldonado, o paraguaio autor de dois gols no confronto. O outro tento do Junior foi anotado pelo meia Sanchez. O atacante Hernandez manteve um filete de esperança aos locais para o jogo de volta. O placar ficou totalmente favorável à classificação da representação de Barranquilla.

Na próxima fase, o vencedor enfrentará quem passar do confronto entre os bolivianos do Blooming e os uruguaios da sensação Plaza Colonia, campeões do clausura no país charrua.

Universitario 0-3 Emelec

O Universitario do Peru não esboçou reação para obter chances diante dos elétricos equatorianos. Os gols do Emelec foram marcados todos no segundo tempo. Achilier e Stracqualursi, duas vezes, balançaram as redes e deram total comodidade ao clube de Guaiaquil. Ao confirmar classificação na volta, o Emelec terá pela frente um duelo contra Tolima ou La Guara.