Estados Unidos 1 a 1 Suécia, tempo real futebol feminino nos Jogos Olímpicos (3 a 4)

Estados Unidos 1 a 1 Suécia, tempo real futebol feminino nos Jogos Olímpicos (3 a 4)
Estados Unidos x Suécia ao vivo online futebol feminino na Rio 2016

Encerramos a transmissão e agradecemos a companhia.

A semifinal será no estádio do Maracanã, na terça-feira (16), às 13h

A Suécia avança para a semifinal e espera o adversário do resultado do jogo entre Brasil x Austrália, hoje às 22h.

# 1 2 3 4 5 TOTAL
ESTADOS UNIDOS X O O O X 3
SUÉCIA O O X O O 4

Suécia marca!!!!!

Para fora, a estadunidense coloca para cima do gol

Quase que Hope SOlo defende outra, Suécia colocou no fundo da rede

EUA marca

Grande defesa da Hope Solo

A capitã estadunidense marca.

Bomba! Suécia marca

EUA converte

Suécia marca.

Morgan perde a primeira cobrança.

Começam os pênaltis

Dois minutos para a disputa de pênaltis

14' Substituição Suécia: sai - Samuelsson; entra - Berglund

12' A zaga estadunidense falhou, Schelin marca o gol, mas a bandeirinha aponta impedimento

11' A capitã estadunidense coloca a bola para o fundo da rede, mas a árbitra marcou falta e anulou o gol

10' Substituição EUA: sai - Pugh, entra - Horan.

7' Cartão amarelo EUA: Llody

Seguiremos para os pênaltis caso esses 15 minutos terminem em 1 a 1

Começa o segundo tempo da prorrogação

Fim do primeiro tempo da prorrogação

9' Substituição EUA: sai - Rapinoe, entra - Press.

8' A Suécia tenta puxar um contra-ataque, mas falha na oportunidade.

Os EUA tentam colocar a bola no chão para armar as jogadas e acertar o que estavam errando o jogo inteiro: a última bola

1' Substituição Suécia: sai - Jakobsson, entra - Schough.

Começa o primeiro tempo da prorrogação!

Vamos para a prorrogação, dois tempos de 15 minutos

A juiza deu mais três minutos

43' Falta de muito longe para os EUA, a bola é jogada na área, sobra na esquerda do campo e a jopgada para na mão da goleira sueca Lindahl

Se permanecer o empate a 1 a 1, iremos para a prorrogação, caso necessário, disputa de pênaltis.

Os EUA não perdem a 18 jogos pelo futebol feminino

41' É muita pressão estadunidense neste jogo! A bola não sai da área sueca.

37' Cartão amarelo para a Suécia: Seger

Lançamento longo para a área da Suécia. Dunn raspa de cabeça, a bola bate no rosto de Samuelsson e sobra para Alex Morgan. A atacante americana chuta caída no gramado e empata o jogo.

35' Gooooollllll dos EUA

29' Substituição nos EUA: sai - Ohara, entra - Rapinoe.

28' Substituição Suécia: sai - Rubensson, entra - Ericsson 

A torcida no estádio Mané Garrincha apoia o time da Suécia e vaia constantemente a goleira Hope Solo

O jogo continua o mesmo, a pressão maior é pelo lado estadunidense, mas elas erram o último passe e não conseguem finalizar a gol

20' Substituição EUA: sai - Long; entra - Dunn

Jogada iniciada no campo de defesa, a bola foi lançada e a camisa 11,Blackstenius, da Suécia não desperdiçou a oportunidade de frente para goleira Hope Solo

15' Gooooollllll da Suécia

6' Outra falta para os EUA, a capitã foi novamente para a bola e dessa vez arriscou um chute de longe que passou por cima do gol

A jogada ensaiada não surtiu efeito e a capitã Llody chutou fraco do lado da trave

3' Falta para os Estados Unidos

Começa o segundo tempo!

Intervalo de jogo

Um minuto de acréscimo

43' Lloyd recebeu a bola na frente da goleira Lindahl, precionada, arriscou o chute que foi defendido e originou em um rebote isolado do campo

35' A zaga estadunidense se enrolou, a goleira Hope Solo saiu estranhamente na bola e a Suécia teve uma chance de abrir o placar.

27' Jogada feita pela direita, mas Heath chuta para fora

25' A defesa sueca tem que ficar atenta com os ataques estadunidenses

17' Substituição Suécia: sai - Rolfo; entra - Blackstenius

5' Escanteio para Suécia, bola sobe na área mas acaba sendo desperdiçada

2' EUA começa o jogo com pressão e avança mais na área adversária.

Começa o jogo no Mané Garrincha pela Olimpíada Rio 2016!

Boa tarde! Vamos começar a transmissão do jogo de futebol feminino entre Estados Unidos x Suécia

Mas o jogo das 13h no Mané Garrincha, em Brasília, é o início de uma nova fase no torneio e um novo começo para duas seleções que ainda estão devendo na competição. Quem vencer o confronto desta sexta, terá pela frente, nas semifinais, o ganhador do duelo entre Brasil e Austrália, que jogam às 22h no Mineirão. 

ESTADOS UNIDOS: Hope Solo, Kelley Ohara, Sauerbrunn, Engen, Klingenberg; Bryan, Heath, Carli Lloyd, Long; Alex Morgan, Crystal Dunn (T: Jill Ellis) 

SUÉCIA: Lindahl, Sembrent, Fischer, Eriksson, Samuelsson; Seger, Rubensson, Dahlkvist, Fridolina Rolfo; Schelin, Schough (T: Pia Sundhage)

Pia Sundhage é uma das responsáveis pelo recente predomínio norte-americano no futebol feminino. Sob a batuta da treinadora, Hope Solo, Megan Rapinoe, Carli Lloyd, Alex Morgan e companhia conquistaram em Londres 2012 o bicampeonato olímpico para os Estados Unidos.

Nesta sexta (12), porém, quando forem cumprimentar Sundhage no gramado do Mané Garrincha, verão a técnica vestida com um traje distinto: o agasalho azul e amarelo da Suécia. Sueca, Pia Sundhage assumiu o desafio treinar a seleção de seu país e tentar conduzi-la a uma inédita medalha olímpica.

Para isso, no entanto, terá de eliminar o grande favorito à conquista do ouro no futebol feminino, composto por várias jogadoras que foram suas pupilas entre 2007 e 2012. 

Além disso, a treinadora terá o desafio de fazer com que o setor ofensivo sueco se saia melhor do que demonstrou até aqui na competição. Com apenas dois gols marcados, em três partidas, a Suécia tem o pior ataque dentre as oito equipes quadrifinalistas, ao lado da China.

A única vitória das suecas na primeira fase veio contra a África do Sul, depois de sofrer goleada de 5 a 1 para o Brasil. O empate sem gols com a China, na última terça (9), mostrou que a equipe dirigida por Sundhage ainda tem muito a evoluir.

Contudo, deu às nórdicas a o direito de seguir sonhando com medalha graças à classificação para a fase seguinte como uma das duas melhores terceiras colocadas entre os grupos. 

Mais forte seleção da atualidade, os Estados Unidos cumpriram com as expectativas ao passar na primeira colocação do grupo G para enfrentar as suecas nas quartas de final. O que não quer dizer que as americanas, agora treinadas por Jill Ellis, não tenham enfrentado dificuldades durante a primeira fase do torneio olímpico.

As atuais bicampeãs do mundo estrearam bem contra a Nova Zelândia, mas sofreram para ganhar de 1 a 0 das francesas. O empate na rodada final contra a Colômbia, por 2 a 2, fechou a fase de grupos com chave de surpresa e decepção para as norte-americanas.

Sobretudo por verem a goleira Hope Solo, considerada a melhor do mundo, levar dois frangos e fazer a alegria da torcida brasileira, que pega no seu pé desde o início das Olimpíadas por causa do "kit zika".

Sejam bem-vindos, torcedores! Acompanhe agora a partida entre Estados Unidos e Suécia, pelas quartas de final do futebol feminino da Rio 2016! Fique conosco!