Brasileiro marca, mas Celtic bate Hapoel Be'er Sheva e encaminha classificação na UCL

Lúcio Maranhão fez o primeiro gol dos israelenses, que viram um adversário inteligente nos momentos decisivos

Brasileiro marca, mas Celtic bate Hapoel Be'er Sheva e encaminha classificação na UCL
Foto: Steve Welsh / Getty Images
Celtic
5 2
Hapoel Be'er Sheva

Em partida de ida válida pela fase de playoff da Champions League, o Celtic recebeu o Hapoel Beer Sheva, de Israel, na tarde desta quarta-feira (17). Expulsando o fantasma das duas últimas temporada, quando não conseguiu avançar nesta fase, os Hoops venceram os israelenses por 5 a 2, deixando bem encaminhada a classificação. Griffiths marcou dois, Brown, Bitton e Rogic um cada. Melikson e o brasileiro Lúcio Maranhão descontaram para os visitantes.

Depois da vitória, as equipes voltam suas atenções aos seus campeonatos nacionais, onde o Celtic volta a disputar no fim de semana e o Hapoel joga a primeira rodada também no mesmo período. Voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (23), em Israel. 

Para os Hoops avançaram, podem até perder por até dois gols de diferença, ou três, desde que marque três ou mais gols (6 a 3, 7 a 4...). Passa com empate e vitória também. Para o Beer Sheva, só a vitória interessa. 3 a 0 e 4 a 1 são os mínimos, pois precisam de um triunfo por quatro de diferença. 5 a 2 para os israelenses leva à prorrogação.

Jogando em casa, o Celtic começou com cima, buscando marcar algum gol no início para que tivesse maior controle sobre a partida, impondo pressão inicial. No terceiro minuto, Griffiths recebeu pela esquerda e chutou, obrigando o goleiro do Hapoel de fazer bela defesa logo no começo. Com oito minutos, porém, essa pressão deu resultado. Sinclair recebeu lançamento por elevação, mas chocou-se com o arqueiro e, na sobra, Rogic conseguiu acertar um chute para tirar dos dois zagueiros que estavam próximos da linha e abriu o placar no Celtic Park.

A dominação dos donos da casa continuaram conforme o jogo foi prosseguindo. Algumas chances foram criadas, mas nada perigoso ao gol do oponente. O mesmo pode ser dito ao Hapoel. A jogada mais perigosa dos visitantes aconteceu em um cruzamento que passou por todo mundo, indo para lateral. Aos 39, Griffiths aproveitou cruzamento vindo da direita e cabeceou para o fundo das redes, ampliando a vantagem dos Hoops. No apito final do primeiro tempo, o camisa 9 cobrou uma falta magistral pela direita e fez o seu segundo no jogo, o terceiro do Celtic.

Tendo que sair mais para o jogo, o Hapoel acabou marcando um gol aos 10 minutos de partida. O brasileiro ex-Fortaleza Lúcio Maranhão recebeu, pedalou sobre a marcação, limpou e bateu com força, diminuindo. Dois minutos depois, com o incentivo, Melikson recebeu do brasileiro e bateu com força no canto de Gordon, marcando o segundo do time visitante. 

Com os israelenses voltando para o jogo, Rodgers preciosou mudar o estilo de jogo, além de fazer novas alterações. Buscando ter controle da partida enquanto que o adversário se perde com os gols tomados, o Hapoel também fez algumas mudanças. Contudo, uma mudança dos escoceses fez a diferença: depois de cruzamento para a área em cobrança de escanteio, Bitton subiu mais alto que todo mundo e mandou pro fundo das redes, fazendo o quarto. Com 42, os donos da casa avançaram em contra-ataque e Brown aproveitou sobra de bola, mandando pro fundo do gol e ampliando mais a vantagem.