100% em casa: Uruguai bate Venezuela e segue líder das Eliminatórias

Lodeiro e Cavani, duas vezes, marcaram os gols do triunfo uruguaio no Centenário

100% em casa: Uruguai bate Venezuela e segue líder das Eliminatórias
Cavani marcou dois e foi muito festejado pelos companheiros (Foto: Gazeta Press)
Uruguai
3 0
Venezuela
Uruguai: Muslero; Corujo, Coates, Godín, Gastón Silva (Álvaro Pereira); Arévalo, Sánchez, Lodeiro (Vecino), Crístian Rodríguez; Suárez e Cavani Técnico Óscar Tabárez
Venezuela: Dani Hernández; Alexander González, Ángel, Vizcarrondo, Villanueva; Rincón, Figuera, Juanpi (Velázquez), Guerra, Peñaranda (Martínez); Rondón Técnico Rafael Dudamel
Placar: 1-0, 29' 1T, Lodeiro 2-0, 15'' 2T, Cavani 3-0, 34' 2T, Cavani
ÁRBITRO: Raúl Orosco, auxiliado por Juan Montaño e José Antelo, todos da Bolívia Cartões Amarelos: Lodeiro; Vizcarrondo, Figuera e González Cartão Vermelho: Vizcarrondo
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 9° rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo

Invicto, soberano e 100% líder. Esse é o Uruguai, que hoje bateu a Venezuela por 3 a 0 no Estádio Centenário, triunfando pela quinta vez em cinco jogos em casa nas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018. Cavani, que marcou duas vezes, agora vira o artilheiro da competição, com cinco gols. O outro tento uruguaio foi marcado por Lodeiro.

Agora, a Celeste segue na liderança da competição, com 19 pontos ganhos, enquanto os venezuelanos estão na lanterna, sem vitórias e tendo apenas dois pontos. 

Na próxima rodada, os uruguaios irão até Barranquilla para enfrentar a Colômbia (5°), enquanto a Venezuela irá receber o Brasil (2°) na cidade de Mérida.

Venezuela perde gol incrível e vê Lodeiro abrir o placar

Movimentado, o jogo começou com chances boas para ambos os lados, mas com maior volume de jogo da Viño Tinto, que logo aos dois minutos já chegava em chute de Juanpi, que forçou Muslera a espalmar, fazendo boa defesa.

Dono da casa, o Uruguai até chegou em chute de Sánchez, que passou perto. Nos minutos seguintes, o que se viu foi uma pressão gigantesca dos visitantes. Novamente, Juanpi estava na área para desviar cruzamento de Peñaranda, quase marcando um golaço.

Aos 22', veio o lance mais incrível do jogo, quando Peñaranda puxou contra ataque e foi cortado por Gastón Silva. Na sobra, Rondón devolveu para o meia, que, com o gol aberto e o goleiro totalmente deslocado pela surpresa do lance, mandou para fora. No lance seguinte, o meia serviu Rondón, que bateu cruzado e para longe.

A partir daí, o time visitante pareceu ter desmoronado completamente. E mais ainda quando, aos 29', Suárez recebeu pela esquerda e cruzou na medida para o peixinho de Lodeiro, que abriu o placar e mandou o time da casa para o vestiário em vantagem.

Cavani faz dois e decreta triunfo Celeste

Na volta para o campo, a Venezuela nem teve tempo para respirar: com apenas 15 segundos, a bola foi lançada para a área, onde Cavani dividiu com Ángel e, na sobra, bateu forte no cantinho de Hernández, aumentando o placar.

Determinado, o time uruguaio foi para cima e começou a sufocar os venezuelanos. Com 12 minutos no cronômetro, Cavani recebeu mais uma, cortou a zaga e bateu forte, por cima do gol.

Mais tarde, veio o golpe determinante para a derrota dos visitantes. Fazendo falta em SuárezVizcarrondo recebeu o segundo cartão amarelo e acabou sendo expulso. A partir daí, o goleiro Hernández precisou trabalhar muito. Logo na sequência do lance, Sánchez recebeu do atacante do Barcelona e bateu forte para grande defesa do arqueiro.

Aos 34 minutos, Sánchez foi lançado na ponta e cruzou rasteiro, Crístian Rodríguez desviou de letra e Cavani marcou seu segundo no jogo, virando artilheiro da competição. No último ataque da partida, o camisa 9 do Barcelona ainda teve a chance de fazer o dele, mas viu Hernández defender novamente.

Vitoriosa, a seleção uruguaia apenas tocou a bola e aguardou o apito final, que sacramentou a quinta vitória em casa na competição e garantiu a liderança ao final do primeiro turno do torneio.