Ex-zagueiro da Romênia na Copa de 94, Daniel Prodan morre aos 44 anos vítima de enfarte

Prodan foi titular na histórica campanha da Romênia na Copa do Mundo de 1994, além de ter sido companheiro de equipe de Diego Simeone no Atlético de Madrid

Ex-zagueiro da Romênia na Copa de 94, Daniel Prodan morre aos 44 anos vítima de enfarte
Foto: Getty Images

Nessa última quarta-feira (16), o futebol entrou em luto. O ex-zagueiro titular da seleção da Romênia, Daniel Prodan, de 44 anos, morreu vítima de um enfarte. Segundo a rádio espanhola Onda cero, o ex-jogador passou mal enquanto assistia televisão em sua casa, na cidade de Voluntari, no sul da Romênia, e não resistiu ao problema cardíaco.

Prodan foi titular na histórica campanha da Romênia na Copa do Mundo de 1994, quando o país liderado por Gheorghe Hagi, chegou até as quartas de finais do torneio, passando pela Argentina nas oitavas e sendo finalmente eliminados pela Suécia, nos pênaltis. Além disso, o ex-zagueiro também esteve na fraca campanha dos Tricolorii na Eurocopa de 1996, eliminados logo na primeira fase da competição. Ao todo, Prodan realizou 54 partidas pela seleção entre 1993 e 2001. Apesar de tuda sua história pela equipe nacional, Prodan foi esquecido nas convocações para a Copa do Mundo de 1998 e Eurocopa de 2000, pelos treinadores Victor Piturca e Emerich Jenei.

Na carreira por clubes, destacam-se as passagens de Prodan pelo Atlético de Madrid (1997-1998) e Rangers (1998-2001). Nos Colchoneros, mesmo sem ter conquistado nenhum título, atuou ao lado de Diego Simeone, realizando 34 partidas e chegando à marcar quatro gols. Já pelos The Gers, o ex-zagueiro atuou em 68 partidas e não marcou gols, também não conquistou títulos na passagem pelo futebol escocês. O atleta defendeu também Olimpia Satu MareRocar (da Romênia), National Bucareste, Messina e Steaua Bucareste, tendo neste último, atuado em 121 partidas e vencido cinco Campeonatos Romenos, duas Copas e outras duas Supercopas.

A carreira de Prodan entrou em declíno a partir de 2000, pois com as inúmeras lesões no joelho, diminuíram o espaço do zagueiro nas principais equipes do futebol romeno e do continente. Em 2003, o ex-atleta pendurou oficialmente as chuteiras, aos 31 anos.