Gonzalo Castro destaca empenho diante do United: "Mostramos que podíamos ter o controle"

Meio-campista marcou dois gols na vitória por 4 a 1 sobre o Manchester United

Gonzalo Castro destaca empenho diante do United: "Mostramos que podíamos ter o controle"
Foto: Getty Images

O resultado final costuma ser deixado em segundo plano durante o período de pré-temporada. Após a goleada do Borussia Dortmund sobre o Manchester United por 4 a 1 na manhã desta sexta-feira, pela Champions Cup, foi exatamente esse o caminho que seguiu o meio-campista Gonzalo Castro, autor de dois gols: "Você não pode se cegar pelo resultado", alertou o meio-campista.

O confronto entre ingleses e alemães marcou a estreia do zagueiro Marc Bartra com a camisa aurinegra. O defensor substituiu o companheiro de posição Sokatris no minuto 16 da etapa final: "Eu estou muito, muito feliz por estar aqui. Eu estava muito animado para jogar o meu primeiro jogo no Dortmund. Todos me receberam de uma forma grande", externou.

Leia mais: Com dois golaços, Dortmund goleia Manchester United na abertura da Champions Cup

Outro recém-contratado, o meio-campista Sebastian Rode ponderou que a equipe tentou colocar sua marca no jogo desde o primeiro minuto. Por fim, Gonzalo Castro opinou que, mesmo com as substituições promovidas ao longo do segundo tempo, "mostramos que podíamos controlar o jogo".

O técnico Thomas Tuchel aproveitou o caráter amistoso da Champions Cup para lançar mão dos novos reforços para a temporada. A formação inicial do BVB contou com Sebastian Rode e Ousmane Dembélé, substituídos por Sahin e Hober. Mikel Marino e Emre Mor ingressaram na segunda metade do duelo. Raphael Guerreiro e Mario Götze ainda não foram utilizados.

Leia mais: Mário Götze deixa Bayern de Munique e confirma retorno ao Borussia Dortmund após três anos.

Com a vitória, o BVB soma três pontos e assume a liderança, enquanto os Red Devils ocupam a última posição. Os comandados de José Mourinho voltam a atuar na segunda-feira (25), quando editam o clássico contra o Manchester City. Três dias depois, os mesmos Cityzens encaram o próprio Borussia Dortmund.