Com grandes atuações de Raffael e Hazard, Gladbach goleia Werder Bremen

Dupla continua mostrando grande sintonia e conduz goleada por 4 a 1 diante de um Bremen inofensivo

Com grandes atuações de Raffael e Hazard, Gladbach goleia Werder Bremen
Foto: Reprodução/Borussia
Borussia M'Gladbach
4 1
Werder Bremen
Borussia M'Gladbach: Sommer; Korb, Christensen, Vestergaard, Jantschke; Traoré, Kramer, Johnson (Nico Schulz, min. 85), Stindl (Dahoud, min. 64); Raffael (Hofmann, min. 46), Hazard. Técnico: André Schubert
Werder Bremen: Drobny; Selassie, Sané, Diagne (Moisander, min. 46), Garcia; Fritz (Johannsson, min. 46), Bauer, Yatabaré (Kainz, min. 86), Grillitsch, Gnabry, Junuzovic. Técnico: Viktor Skripnik
Placar: 1 - 0, min. 11, Hazard. 2 - 0, min. 17, Hazard. 3 - 0, min. 21, Raffael. 4 - 0, min. 41. 4 - 1, min. 73, Gnabry
ÁRBITRO: Tobias Stieler (ALE). Cartões Amarelos: Fritz (min. 22), Grillitsch (min. 59), Sané (min. 86). Cartões Vermelhos: Johannsson (min. 80)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª rodada da Bundesliga 2016/2017, disputada no Borussia-Park, em Mönchengladbach. Público: 54.014 presentes

Borussia Mönchengladbach e Werder Bremen se enfrentaram nesse sábado (17) pela 3ª rodada da Bundesliga, no Borussia-Park, em Mönchengladbach em uma partida de recuperação para ambas as equipes, já que vinham de derrota na rodada anterior.

Os Potros, jogando em casa, imprimiram seu ritmo desde o início do duelo e golearam o Werder, facilmente, por 4 a 1, após uma impecável atuação na etapa inicial. Raffael e Hazard, duas vezes cada, anotaram os gols do M’Gladbach, enquanto Gnabry descontou para os papagaios.

O Gladbach volta a campo, assim como o Werder, na quarta-feira (21), quando visitará o RB Leipzig, fora de casa, enquanto os papagaios vão receber o Mainz 05, visando a primeira vitória na competição

Atuação impecável na etapa inicial e Gladbach massacra o Werder

O Borussia Mönchengladbach, pressionado devido às derrotas para o Freiburg e o Manchester City, pela Bundesliga e Champions, respectivamente, eram ingredientes interessantes para o duelo diante do Werder Bremen, mas os Potros não demonstraram abatimento algum e começaram o jogo pressionando os visitantes, com Thorgan Hazard perdendo duas chances incríveis em apenas dez minutos.

E foi exatamente dos pés de Hazard que o Borussia abriu o placar no Borussia-Park, após uma jogada de habilidade do brasileiro Raffael, que tocou para Johnson assistir o meia-atacante belga. Não demorou muito para que os Foals aumentassem a vantagem e após um excelente lançamento do zagueiro Vestergaard, Hazard dominou, avançou e bateu na saída do goleiro, anotando o segundo gol da partida.

O Gladbach, sem diminuir o ritmo, continuou comandando as ações ofensivas do jogo e chegou ao terceiro gol logo aos vinte minutos, em uma jogada polêmica, onde Kramer, de acordo com os jogadores do Werder, teria cobrado a falta com bola rolando e, no decorrer da jogada, Stindl sofreu falta dentro da área, convertido por Raffael, com uma excelente finalização segura, no meio do gol, para ampliar o marcador.

A vida do Werder Bremen não estava fácil e Raffael, mais uma vez, apareceu para anotar o quarto tento dos Potros, em uma linda finalização dentro da área.

Focado no duelo contra o RB Leipzig, Gladbach cadencia o jogo e garante a vitória

Como tem rodada da Bundesliga no meio da semana e com o placar elástico, Schubert voltou para o segundo tempo sem o brasileiro Raffael, com a vaga sendo ocupada por Jonas Hofmann, pouco aproveitado desde que foi contratado.

Com uma boa vantagem no placar os Potros não se preocuparam em atacar, tendo em vista que o Werder era a equipe que deveria correr os riscos e dessa forma a partida seguiu monótona, com o Gladbach administrando a posse de bola e o Werder demonstrando sua incapacidade de organização e articulação de jogadas ofensivas.

Serge Gnabry, vice-campeão olímpico com a Alemanha, foi o jogador mais lúcido dos Papagaios e foi o autor do gol de honra dos visitantes, em uma excelente finalização, sem chances para Yann Sommer. Após o gol o Werder até esboçou uma reação, mas o volante Johannsson, em um lance isolado, ofendeu o árbitro Tobias Stieler e foi expulso diretamente.

Logo em seguida, Hazard quase chegou a seu hat-trick, mas o chute do belga acertou a trave, no último lance de perigo da partida que serviu para recuperar a confiança do Gladbach.