Dortmund não joga bem e perde para Bayer Leverkusen fora de casa

Leões foram superiores e derrotam os aurinegros após nove anos de jejum em casa

Dortmund não joga bem e perde para Bayer Leverkusen fora de casa
Foto: Divulgação/Uefa
Bayer Leverkusen
2 0
Borussia Dortmund
Bayer Leverkusen: Leno; L. Bender (Wendell Min. 46), Tah, Toprak, Henrichs; Kampl, Aránguiz (Baumgartlinger Min. 90); Brandt (Volland Min. 67), Çalhanoglu; Chicharito, Mehmedi. Técnico: Roger Schmidt
Borussia Dortmund: Bürki; Piszczek, Sokratis, Ginter; Pulisic (Emre Mor Min. 46), Weigl, Guerreiro, Dembélé; Rode (Kagawa Min. 71), Castro (Schmelzer Min. 46); Aubameyang. Técnico: Thomas Tuchel
Placar: 1 – 0 Min. 10 Mehmedi, 2 – 0 Min. 79 Chicharito.
ÁRBITRO: Manuel Gräfe (ALE) Cartões Amarelos: Aránguiz (Min. 14), Kampl (Min. 37), Chicharito (Min. 40), Toprak (Min. 62), Ginter (Min. 74), Çalhanoglu (Min. 88).
INCIDENCIAS: Partida Válida Pela 6ª rodada da Bundesliga 2016/17. Estádio: Bay Arena/Leverkusen (Alemanha). Público: 30.210 Pagantes.

Na Bay Arena o Bayer Leverkusen enfrentou o Borussia Dortmund em duelo válido pela 6ª rodada da Bundesliga 2016/17, neste sábado (1°). Os leões começaram a temporada de forma irregular e vão tentando se acertar na competição encarou um time que faz um campeonato convincente e vai fazer de tudo para buscar o titulo.

O duelo foi brigado os mandantes foram melhores e venceram pelo placar de 2 a 0 com gols de Mehmedi e Chicharito Hernández. Com o resultado colocou os leões na sétima colocação com 10 pontos. Já os aurinegros estão terceiro com 12 pontos.

A próxima partida do Bayer Leverkusen é contra o Werder Bremen no Weserstadion no dia (15/10). Enquanto que o Borussia Dortmund recebe o Hertha Berlin no Signal Iduna Park no dia (14/10). 

Com uma postura defensiva do time aurinegro Mehmedi marca no começo do jogo e coloca sua equipe na frente do marcador

Os mandantes ainda não se encontraram na competição e logo aos 3 minutos Çalhanoglu cobrou a falta e mandou com perigo sobre a meta de Bürki, o arqueiro suíço só acompanhou a bola sair a sua direita. Depois aos 8 minutos tiveram uma boa chance na cabeça de Chicharito, o atacante mexicano desviou de cabeça o cruzamento de Henrichs e obrigou o goleiro aurinegros a fazer boa defesa.

Só que aos 10 minutos conseguiram abrir o marcador em cobrança de escanteio batido por Çalhanoglu, o turco mandou na cabeça de Mehmedi, o camisa 14 ganhou a disputa no alto com Weigl e mandou no canto, deixando sua equipe em vantagem no marcador.

A equipe aurinegra só foi ter a sua oportunidade aos 20 minutos Piszczek deu ótimo passe para Aubameyang, o atacante gabonês arriscou rasteiro em cima de Leno que fez a defesa em dois tempos.

Mais tarde os leões tiveram outra ocasião de gol aos 31 minutos em uma saída errada de Raphaël Guerreiro, o português foi inverter a bola e mandou nos pés de Çalhanoglu que passou para Kampl, o esloveno arriscou com veneno e quase marcou contra seu ex-time. No fim da primeira etapa, Aránguiz recebeu assistência e mandou pra fora.

Ainda os visitantes tentaram empatar o jogo Guerreiro cruzou para Aubameyang que fez o pivô e deu para Dembélé isolar por cima da meta de Leno. Logo em seguida foi à vez do lateral português arriscou de fora da área e obrigar o goleiro aspirina a fazer a defesa.  

Chicharito deixa sua marca e decreta a vitória para o Leverkusen

Na etapa final Roger Schmidt colocou o brasileiro recém-convocado por Tite para defender a seleção brasileira, e o lateral teve uma boa chance com dois minutos de bola rolando só que arriscou sem direção. O time da casa teve outra ocasião com Kampl que mandou rasteiro, mas Bürki atento fez a defesa.

O time aurinegro até que tentou e aos 19 minutos Jonanthan Tah saiu jogando mal e perdeu a bola para Dembélé, o francês passou para Aubameyang e o atacante passou a Schmelzer só que o capitão da equipe arriscou mal.

Na melhor chance da equipe aurinegra na partida Guerreiro deu ótimo passe para Aubameyang que ganhou na velocidade do marcador e arriscou em cima de Leno, mas ninguém apareceu para pegar a sobra, perdendo a possibilidade de empatar.

A resposta dos mandantes foi com Çalhanoglu, o turco se livrou de dois marcadores e arriscou ao gol, obrigando Bürki a defender. Mas aos 34 minutos marcaram o segundo, a jogada começou com Volland que passou a bola para Çalhanoglu, o camisa 10 cruzou rasteiro para Chicharito de carrinho empurrar paras as redes e aumentar a vantagem.

Logo depois os visitantes quase descontaram, Dembélé cruzou por baixo Leno não conseguiu afastar, mas Henrichs conseguiu isolar o perigo para sua equipe. Em cobrança de falta batido por Guerreiro, o lateral mandou no meio de gol e o goleiro aspirina defendeu.

No fim do jogo Volland teve de tudo para fazer o terceiro, o atacante se livrou dos marcadores só que arriscou em cima de Bürki.