Em jogo equilibrado, Dortmund e Schalke 04 empatam no Revierderby

Igualdade no placar foi um péssimo resultado para as aspirações do Borussia Dortmund ao título da competição

Em jogo equilibrado, Dortmund e Schalke 04 empatam no Revierderby
Foto: Reprodução/Schalke04
Borussia Dortmund
0 0
Schalke 04
Borussia Dortmund: Bürki, Piszczek, Sokratis, Ginter, Passlack (Guerreiro, min. 71), Weigl, Dembélé (Rode, min. 87), Götze, Kagawa (Schürrle, min. 79), Pulisic, Aubameyang. Técnico: Thomas Tuchel
Schalke 04: Fährmann, Höwedes, Naldo, Nastasic, Kolasinac, Geis, Schöpf, Meyer (Konoplyanka, min. 75), Goretzka, Bentaleb (Stambouli, min. 90), Di Santo (Moting, min. 63). Técnico: Markus Weinzierl
ÁRBITRO: Felix Brych (ALE). Cartões amarelos: Kagawa (min. 7), Weigl (min. 12), Nastasic (min. 34), Bentaleb (min. 36), Dembéle (min, 41), Sokratis (min. 64), Kolasinac (min. 74), Goretzka (min. 90)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 9ª rodada da Bundesliga, disputado no Signal Iduna Park, em Dortmund. Público presente: 80.179 torcedores

Em um jogou bastante disputado, Borussia Dortmund e Schalke 04 se enfrentaram neste sábado (29) em jogo válido pela 9ª rodada da Bundesliga, no Signal Iduna Park, em  Dortmund.  Os aurinegros, que tropeçaram na rodada anterior – empate de 3 a 3 com o Ingolstadt – buscavam a recuperação no campeonato, enquanto os azuis reais foram em busca da manutenção da boa fase recente da equipe, após a boa vitória por 3 a 0 diante do Mainz 05.

O duelo, apitado por Felix Brych, terminou em 0 a 0, resultado decepcionante para ambos, mantendo-os longe de seus respectivos objetivos dentro da competição.

O Dortmund volta a campo na quarta-feira (2/10), quando encarará o Sporting-POR, pela Uefa Champions League, enquanto o Schalke 04 jogará na quinta-feira (3/10), contra o Krasnador, pela Europa League, na Veltins-Arena.

Improdutivo, Dortmund para na boa marcação do Schalke 04

O Borussia Dortmund, pressionado pelos últimos resultados – dois empates nos últimos dois jogos pela Bundesliga -, tinha a missão de impor seu ritmo, por estar jogando em casa, mas foi o Schalke 04 que chegou com mais perigo nos primeiros minutos, tendo inclusive, obrigando o zagueiro Sokratis Papastatholous, logo aos dois minutos de jogo, a evitar um lance de muito perigo por parte dos azuis reais.

Errando muitos passes e aparentemente tenso, os aurinegros receberam dois cartões logo nos primeiros minutos da partida, com Weigl e Kagawa entrando para a lista de Felix Brych. O panorama não mudou muito e o ataque dos donos da casa prosseguiu ineficaz, muito pela excelente disposição tática e aplicação dos jogadores do Schalke 04.

Aquém das expectativas em relação ao seu futebol, como de costume no Signal Iduna Park, o Borussia tentou impor uma pressão nos minutos finais da primeira etapa, mas o sistema defensivo dos azuis reais estava bem estruturado, com destaque para o brasileiro Naldo, em uma excelente exibição, perfeito nos desarmes e na cobertura.

Já o Schalke, apesar de bem disposto em campo e melhor na partida, sentiu a falta de seu poderio ofensivo – ausências de Huntelaar e Embolo – o que não permitiu com que a superioridade da equipe no setor de meio-campo se transformasse em chances concretas de gol, mantendo a igualdade no placar.

Dortmund cria chances, mas não consegue marcar e empata mais uma

As equipes voltaram a a segunda etapa sem qualquer alteração em relação e a equipe mandante tinha a missão de mudar o cenário do primeiro tempo, em que a equipe sequer finalizou contra a meta do goleiro Fährmann, no entanto, assim como na etapa inicial, foram os visitantes que assustaram primeiro, em uma jogada de Meyer, Geis e Kolasinac, que contou com uma boa intervenção de Bürki, evitando o primeiro gol da partida.

A primeira grande oportunidade dos aurinegros veio através de Mario Götze, exigindo uma defesa espetacular do arquei Fährmann, que até então não havia sido incomodado.  Realizando uma grande partida, Kolasinac foi responsável por evitar o gol do Dortmund, após evitar, com um excelente desarme, um cruzamento que fatalmente chegaria aos pés de Pusilic, que sem marcação, teria totais condições para abrir o placar.

O Schalke continuou se defendendo bem e o Dortmund, com dificuldade de criação durante todo o jogo, foi incapaz de passar pela marcação eficiente montada pelo treinador Markus Weinzierl.