Aos 38 anos, Miroslav Klose anuncia aposentadoria e almeja carreira como técnico

Com grandes passagens por Kaiserslautern, Werder Bremen, Bayern de Munique e Lazio, atacante encerra a carreira com muitos gols marcados e como o maior artilheiro da história das Copas

Aos 38 anos, Miroslav Klose anuncia aposentadoria e almeja carreira como técnico
Foto: Getty Images

Miroslav Klose, o maior artilheiro da história das Copas do Mundo, com 16 gols, anunciou oficialmente, nesta terça-feira (1º), sua aposentadoria. O polonês naturalizado alemão, de 38 anos, teve grandes passagens por Kaiserslautern, Werder Bremen, Bayern de Munique e Lazio. Agora, o ex-jogador irá focar na carreira de treinador.

Além de ter marcado muitos gols e conquistado diversos títulos, o ex-atacante possui uma bela história com a camisa da Seleção Alemã. Até sua última convocação, foram 137 jogos e 71 gols marcados, chegando à disputar quatro Copas do Mundo pela Alemanha. Klose foi vice-campeão em 2002, terceiro lugar nas Copas de 2006 e 2010, e por fim, conquistando o título em 2014. 

Com tanta história pela seleção da Alemanha, Miroslav Klose quer seguir a carreira de treinador, e a federação alemã de futebol, confirmou que o ex-atacante fará parte da comissão técnica do atual comandante da Seleção Alemã, Joachim Löw. Em entrevista, Klose falou da sua volta à Mannschaft, agora em outra função. "Os melhores feitos da minha carreira vieram com a Seleção Alemã. Foi um período maravilhoso para mim e nunca irei esquecer. É por isso que estou retornando", declarou o ex-jogador.

O último clube da carreira de Klose foi a Lazio, onde ficou por cinco temporadas. Pelo time romano, o ex-atacante atuou em 171 partidas e marcou 64 gols. Ele não teve seu vínculo renovado ao término da última Serie A. O único título conquistado foi uma Copa Itália, em 2013.

Na infância, Miroslav Klose jogava pelo SG Blaubach-Diedelkopf, até ser transferido em 1998 ao Homburg, clube pelo qual fez sua estreia no profissional. No ano seguinte já estava vestindo a camisa vermelha do Kaiserslautern, pelo qual atuou em 147 partidas e marcou 52 gols. Saiu dos Die Roten Teufel e rumou ao Werder Bremen, onde novamente brilhou.

Neste meio tempo conseguiu ser convocado para a Seleção Alemã e se transferiu ao poderoso Bayern de Munique. Em 2011, já veterano, assinou com a Lazio. Conquistou na carreira: uma Copa Itália, três Copas da Alemanha e duas Bundesliga.