De franzino à referência: Griezmann é a grande arma do Atlético de Madrid na UCL

Francês brilha na tutela de Simeone, e pode ganhar a primeira Champions aos 25 anos; principal nome da França na Euro 2016

De franzino à referência: Griezmann é a grande arma do Atlético de Madrid na UCL
Atacante é a principal esperança colchonera para o Derby Madrilenho na final da Champions.

Antoine Griezmann é um dos maiores atacantes da atualidade, disputado por diversos clubes, entre eles Chelsea, Manchester United e Paris Saint-Germain. O camisa 7 do Atlético de Madrid faz a melhor temporada de sua carreira com 32 gols em 53 jogos: Sendo 22 tentos marcados na La Liga, sete em Uefa Champions League, e três na Copa do Rei, além de 7 assistências: Uma no torneio continental, e seis no Espanhol.

Recusado no Lyon á revelação da Real Sociedad

Fã do brasileiro Sonny Anderson, e torcedor do Olympique Lyonnais. O início da carreira foi difícil, o jogador nativo de Mâcon (cidade há 40km de Lyon), teve que superar o preconceito pela baixa estatura para um atacante (1,75m) e sair de casa ainda adolescente para tentar brilhar nos campos da Europa.

"Sim, me chamaram [O Lyon], mas me disseram que eu era muito pequeno e teria de esperar um ano, e jogar com a equipe local, e depois ir a eles. Isso eu não queria, graças ao que ocorreu, estou aqui." Em entrevista ao Mundo Deportivo.

Griezmann marcando o gol que eliminaria o Lyon nas preliminares da Champions League 2013/2014 (Foto: Getty Images)

Na Real Sociedad que o francês deu ás caras para o mundo, nesse tempo o atleta ainda se vingou de ter sido dispensado pelos franceses, ao marcar um golaço no dia 20 de Agosto de 2013, na fase preliminar da Champions, no estádio Gerland. Naquela temporada, Griezmann chamaria atenção de ninguém mais, ninguém menos que o Atlético de Madrid e iria para o clube madrilenho.

Comandado por Simeone, o francês encanta a Europa

Na temporada 2014/2015, Antoine foi contratado pelos madrilenhos por £30 milhões(aproximadamente R$ 120 milhões, na conversão atual). E de cara mostrou que valeu todo esforço dos colchoneros pelo seu futebol.

A melhora do "Grizi" (como é chamado pelos fã) foi impressionante, se na Real o francês somou 53 tentos, em cinco temporadas, no Atleti em apenas duas, foram 57 gols marcados. Sem contar que nos últimos três confrontos na Champions, o mini-francês marcou em todos.

Antoine comemorando seu gol diante o Barcelona nas quartas de finais da Champions (Foto: Jean Catuffe/Getty Images)

Muito por conta do seu grande entrosamento extra-campo com a equipe, muito amigo de Diego Godin, é natural ver a descontração dos jogadores até em campo. Aliado ao fato de ser um dos grandes fatores que fez Fernando Torres renascer e formar o grande dueto que poderá infernizar no San Siro, aliás é de Torres que ele quer ver o gol na final.

"Tento dar a bola para Fernando nas melhores posições e ele sabe qual o objetivo. Espero que ele marque em Milão." concluiu.

Atualmente, além de ser um dos pilares da equipe do técnico Diego Simeone, o camisa 7 colchonero é uma das armas da Seleção Francesa para a disputa da Eurocopa 2016. Mas para poder pensar na Euro, terá de enfrentar o grande rival Real Madrid na final da Champions League, no estádio Giuseppe Meazza, sábado (28), ás 15h45 (Horário de Brasília).