Fifa confirma sanção e Real e Atlético de Madrid não poderão contratar até janeiro de 2018

Clubes de Madri não poderão contratar pelas próximas duas janelas por conta da irregularidade na contratação de menores de idade

Fifa confirma sanção e Real e Atlético de Madrid não poderão contratar até janeiro de 2018
Foto: Getty Images

A Fifa mostrou que existe um padrão à ser seguido enquanto à contratação de jovens atletas. Nesta quinta-feira (8), o orgão máximo do futebol internacional confirmou a sanção para Real Madrid Atlético de Madrid, que ficarão sem poder contratar jogadores nas próximas duas janelas, mais exatamente até janeiro de 2018. A razão da punição exercida sobre entidade ante os clubes espanhóis é por conta da irregularidade na contratação de jogadores menores de idade, mesma sanção que o Barcelona sofreu à algum tempo.

Com isso, Real e Atlético de Madrid terão que ficar uma temporada e meia jogando apenas com estes elencos, sem poder adquirir nenhum jogador, apenas da "base". Os merengues terão, de certo modo, um problema maior com isto, já que não contrataram, apenas trouxeram de volta os jovens canteranos Álvaro Morata Marco Asensio. O Atléti contratou um bom número de jogadores, provavelmente pensando na sanção, que já havia sido avisada pela Fifa.

Agora, as equipes madridistas terão terão exatamente cinco dias para apresentar alegações diante do Tribunal Arbitral de Esporte (TAS), mesmo prazo que o Barcelona teve. Porém, o TAS nunca revogou uma sanção imposta pela Fifa, o que deixa a situação das duas equipes bem complicada. Além disso, como o Barcelona foi punido, é muito improvável que a entidade mude sua decisão. O Real Madrid já soltou um comunicado sobre a decisão da Fifa. O Atléti ainda não falou sobre tal.

Veja abaixo o comunicado do Real Madrid sobre o caso

Perante a resolução do Comité de Apelo da Fifa que foi hoje (8) dado a conhecer, o Real Madrid C. F. manifesta o seguinte:

1) Que lamenta a citada resolução ao entender que é contrária aos mais elementares princípios do direito sancionador
2) O clube formulará o correspondente recurso de apelo perante o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), solicitando a revogação integral da mesma, com plena convicção de que obterá uma resolução totalmente favorável ante referido organismo.
3) O Real Madrid C. F. solicitará que o procedimento seja tramitado com caráter de urgência a fim de obter a resolução do TAS com a maior brevidade possível.