Griezmann e Torres comandam goleada do Atlético de Madrid sobre Sporting Gijón

Ambos os jogadores marcaram duas vezes na vitória por 5 a 0

Griezmann e Torres comandam goleada do Atlético de Madrid sobre Sporting Gijón
Atlético de Madrid
5 0
Sporting Gijón
Atlético de Madrid: OBLAK; VRSJALKO, SAVIC, GODÍN, FILIPE LUIS; SAÚL, KOKE, CARRASCO 9AUGUSTO FERNÁNDEZ), GAITÁN; GRIEZMANN (TORRES) E GAMEIRO (CORREA).
Sporting Gijón: CUELLAR; LILLO, MERÉ, AMOREBIETA, ISMA LÓPEZ (BORJA VIGUERA); SERGIO ÁLVAREZ, NACHO CASES, BURGUI, VÍCTOR (AKRAM AFIF), DOUGLAS; DUJE COP (CASTRO).
Placar: 1-0, MIN. 2, GRIEZMANN. 2-0, MIN. 5, GAMEIRO. 3-0, MIN. 30, GRIEZMANN. 4-0, MIN. 72, TORRES. 5-0, MIN. 90+2, TORRES (PÊNALTI).
ÁRBITRO: OCÓN ARRÁIZ AMARELOU AMOREBIETA E LILLO (SPO).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Espanhol 2016/17, disputado no Estádio Vicente Calderón, em Madrid.

O Atlético de Madrid goleou o Sporting Gijón, por 5 a 0, neste sábado (17). Griezmann e Torres, duas vezes cada, e Gameiro marcaram os gols no Vicente Calderón, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Espanhol 2016/17.

Os colchoneros mataram o jogo rapidamente. Antes dos cinco minutos já estava 2 a 0. Griezmann e Gameiro aproveitaram a falha defensiva do Sporting e o camisa 7 abriu o placar. No ataque seguinte foi a vez do centroavante fazer jogada individual e ampliar o marcador.

Anda no primeiro tempo, Griezmann marcou o segundo, também de fora da área, mas dessa vez com um grau de dificuldade e plasticidade bem maior. No segundo tempo foi a vez de Fernando Torres se destacar. Entrou no lugar de Griezmann e deixou sua marca duas vezes. A primeira através de assistência de Correa e a segunda de pênalti, já nos acréscimos.

O jogo marcou o tricentésimo jogo de Koke como profissional – 274 com o Atlético e 26 com a seleção – aos 24 anos de idade. Outra marca importante alcançada no jogo foi a de Filipe Luís, que igualou Donato, como o brasileiro com mais jogos com a camisa colchonera – 136 partidas.

A equipe de Diego Simeone, agora, vai a oito pontos na competição, aproximando-se de Barça e Real. Na próxima rodada, o Atlético vai ao Camp Nou enfrentar o Barcelona. Já o Sporting Gijón, que visita o Celta, em Vigo, na quarta-feira (21), continua com sete pontos, também na parte de cima da tabela.

Início arrasador e vitória praticamente garantida

Simeone mudou um pouco a equipe quando comparado com o jogo diante do PSV na Uefa Champions League. Juanfran e Gabi foram poupados para o jogo contra o Barcelona no meio de semana e deram lugar a Vrsaljko e Carrasco, deixando a equipe mais ofensiva. Koke e Saúl formaram a dupla de centro campistas, mostrando que a equipe estava bem mais ofensiva.

E a ofensividade e a pressão maior no campo de ataque deram resultado logo de cara. Antes dos 2 minutos de jogo Gameiro pressionou Amorebieta e desviou para Griezmann, que saiu de frente para o goleiro Cuellar. O camisa 7 não titubeou e abriu o placar.

No ataque seguinte foi a vez do outro atacante francês marcar. Gameiro recebeu dentro da área e cortou para o pé direito. Bateu colocado, tirando do goleiro e marcou um bonito gol. E a boa apresentação colchonera continuou ao longo do primeiro tempo, sufocando os visitantes a todo instante.

Aos 10 minutos, Carrasco fez bonita jogada, driblando um grande número de adversários, mas finalizou fraco. Aos 28, o juiz anulou um gol legal de Gameiro, alegando impedimento de Filipe Luís, que estava em condição legal.

Mas não demorou para o terceiro gol sair. Griezmann recebeu de Carrasco e ajeitou para a canhota. Mesmo de longe, bateu com convicção e definiu o jogo, marcando o terceiro gol rojiblanco. Nos minutos finais, ainda deu tempo para Carrasco finalizar na trave Gameiro para fora, mas com perigo.

Três vira, cinco acaba

Como era de se esperar, matando o jogo na primeira etapa, o Atlético viria para a segunda etapa mais tranquilo, controlando o resultado, ainda mais com um jogo importante e difícil se aproximando – visita o Barcelona na quarta-feira. Mesmo antes das alterações de Cholo Simeone, a equipe criou algumas oportunidades. Griezmann quase marcou aos 8 e aos 22 minutos, quando boa parte da torcida gritou gol, mesmo a bola tocando no lado de fora da rede.

Quando Correa e Torres entraram, o Atlético voltou a ser mais contundente no ataque. Tanto que aos 27 minutos a dupla funcionou e ampliou o placar. Filipe Luís começou bem a jogada, passando por dois jogares, tocou para Correa, que também se livrou de um adversário e levou para a linha de fundo. No cruzamento, Torres se adiantou ao goleiro e desviou par ao gol.

Aos 35 minutos, foi a vez de o Sporting Gijón criar sua melhor chance na partida. Nacho Cases tabelou lindamente com Akram Afif e saiu cara a cara com Oblak. Porém, o capitão do Gijón ficou nervosa na frente o gol e finalizou mal, desperdiçando a chance de marcar o gol de honra.

Já nos acréscimos, ainda deu tempo de o Alético marcar o quinto gol. Nico Gaitán sofreu pênalti e Fernando Torres bateu com categoria, deslocando Cuellar e definido o marcador.