Precisamos falar sobre Saúl Niguez

De promessa a realidade em uma temporada, Saul se mostra, cada vez mais, uma peça imprescindível no esquema tático do Atlético de Madrid

Precisamos falar sobre Saúl Niguez
Foto: Hugo Alves/VAVEL Brasil

Próximo de completar 22 anos, Saúl Niguez é segundo-volante e muitas vezes meia-ofensivo além de peça fundamental no esquema tático de Diego Simeone no Atlético de Madrid. Tudo isso após um ano de gols decisivos e atuações memoráveis que lhe renderam além da titularidade no seu clube, o posto de promessa espanhola. 

Como de praxe no futebol espanhol, a carreira dos jogadores que surgem nas canteiras - como costumam chamar os centros de formação de atletas - começa nos times "B" e não foi diferente com Saul que por lá atuou 30 vezes marcando 5 gols, reafirmando o seu potencial que logo o levou ao time principal.

Em 2012, estreiou no Vicente Calderón e ainda com 17 anos se tornou o jogador mais jovem da história do Atlético de Madrid a defender as cores do clube na Uefa Champions League em partida contra o Besiktas. Mas, logo foi emprestado ao Rayo Vallecano para ganhar experiência.

No Rayo, foram 37 partidas e apenas dois gols, o suficiente para que Simeone pedisse a permanência do meia após o retono do empréstimo. Confira abaixo, um dos dois gols marcados por Saúl com a camisa Franjirroja.

 

De volta a Madrid, aos poucos Saúl começou a entrar durante as partidas até que conquistou a titularidade, colocando o português Tiago no banco. A entrada do meia no time, acrescentou ao Atlético algo que Tiago não tinha como característica, a ofensividade. E essa ofensividade foi responsável por dar vitórias ao time, em especial, na Champions League.

Função tática

Sem muita obrigação ofensiva, Saúl atua como segundo volante, quase sempre ao lado de Gabi com quem alterna a função. Com muita mobilidade, bom passe e habilidade o que fazem do meia um jogador quase que completo, Saúl tem conquistado cada vez mais o seu espaço dentre os grandes meias da Espanha.

A chegada de Niguez ao time fez com que Simeone acrescentasse ao seu já vitorioso esquema, um pouco de verticalidade. Uma vez que com Tiago, o time ganha mais poder defensivo, mas perde a ofensividade e a velocidade que Saúl impõe. Prova disso está na sua constante escalação como meia-ofensivo.

Como um bom segundo volante, Saúl tem como uma de suas principais características a chegada ao ataque unida à sua boa capacidade de finalização o que quase sempre resulta em jogada de risco ao adversário. Confira abaixo os melhores momentos do camisa 8 na temporada 15/16 no vídeo feito pelo canal ScoutNationHD:

 

O que esperar

Seu gol decisivo contra o Bayern de Munique lhe rendeu mais atenção dos clubes, o que resultou em sondagens durante a janela de transferências . No mais, após acertar sua permanência na Espanha, Saúl firma-se como peça importante para dar mobilidade ao sistema de Simeone e avança cada vez mais rumo à titularidade na seleção.

Como prova, em sua estréia pela Uefa Champions League, Saúl decidiu mais uma vez e novamente com um golaço. Tal fato ocorreu na primeira partida do Atlético na competição quando o meia deu a vitória aos colchoneros pelo placar mínimo frente ao PSV. Confira o golaço abaixo: