Após goleadas na última rodada, Barcelona e Atlético de Madrid duelam pelas primeiras posições

Em meio à polêmicas envolvendo Neymar, o Barcelona acredita no poder ofensivo para vencer a partida; Atlético, confere suas esperanças ao francês Griezmann

Após goleadas na última rodada, Barcelona e Atlético de Madrid duelam pelas primeiras posições
Barcelona
Atlético de Madrid
Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti, Alba; Rakitic, Busquets, Iniesta; Messi, Suárez, Neymar
Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran, Savic, Godín, Filipe; Koke, Gabi, Saúl, Carrasco; Griezmann, Gameiro
ÁRBITRO: Borbalán Fernández
INCIDENCIAS: Partida válida pela 5ª rodada da La Liga a ser disputada no Camp Nou em Barcelona, na Espanha.

Nesta quarta-feira (21), Barcelona e Atlético de Madrid se enfrentam no Estádio Camp Nou em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Espanhol. A partida é de amplo interesse das duas equipes que vieram de goleadas na última rodada, uma vez que trata-se de um confronto direto pelas primeiras posições na tabela e até mesmo pelo título, sendo assim de interesse até mesmo do líder, Real Madrid.

O Barcelona é - atualmente - o 2º colocado no campeonato com 9 pontos ficando atrás somente do Real Madrid, que lidera com 12. A equipe chega motivada para o confronto contra os colchoneros, vindos de duas goleadas sendo uma delas válida pela Uefa Champions League.

Leia mais: Barcelona, a vítima favorita de Fernando Torres

Os rojiblancos por sua vez ocupam a 4ª posição na competição e mostram evolução diante do futebol apresentado nas primeiras rodadas da competição. Embalados por três boas vitórias consecutivas, sendo uma pela Uefa Champions League, os colchoneros devem brigar mais uma vez pelo título da Liga.

Os últimos confrontos envolvendo as equipes foram, de certa forma, históricos. Nas duas partidas mais recentes, válidas pela UEFA Champions League 15/16, vantagem para os colchoneros. A primeira partida, disputada no Camp Nou foi vencida pelos  azulgrana, que sofreram a derrota no Vicente Calderón, dando adeus à competição. 

Luis Enrique: "O Atlético faz basicamente o mesmo que o consagrou nas últimas temporadas"

O treinador do Barcelona, Luis Enrique, concedeu entrevista pré-jogo na manhã desta terça-feira (20) e ressaltou pontos importantes para o duelo contra o Atléti. Em meio à elogios ao adversário, Enrique ainda falou sobre Neymar e a sua tão críticada lateral-direita. 

Logo ao início da entrevista, Luis deixou claro o seu respeito pelo adversário desta quarta-feira (21) e afirmou: "O Atlético faz praticamente o mesmo que o consagrou nas últimas temporadas. São base em quase todo mundo quando o assunto é se defender. Dominam a bola parada e as transições de jogo. É uma das melhores equipes de toda a primeira divisão". "Devemos cometer poucos erros, fazer uma partida completa e aproveitar bem os espaços através da posse de bola. É um rival direto, nenhuma partida contra eles é fácil. Espero que o Camp Nou esteja lotado, precisaremos dele.", completou o treinador.

Quando questionado sobre Neymar, o treinador se manifestou em favor do craque brasileiro. Luis rasgou elogios ao jogador brasileiro que foi duramente criticado por sua maneira de jogar: "Neymar joga desta maneira. É permitido no regulamento. Em 2015, foi uma surpresa, mas agora não é. Existem outros jogadores com o mesmo perfil que ele" e completou: "Sabemos em que mundo estamos e o que nos interessa. Não há nada na La Liga que possa surpreende-lo".

Desde a saída de Dani Alves, o Barcelona tem sofrido com a sua - instável - lateral-direita. Hora ocupada por Sergi Roberto, outrora ocupada por Aleix Vidal, mas nunca bem representada. Sobre esse aspecto, Enrique declarou: "Todos os jogadores devem melhorar o seu rendimento. Está é a minha mensagem para eles. Todos cometemos erro, devemos melhorar para ter mais minutos em campo. Gostaria de contar com a maioria dos meus jogadores, mas não é fácil. Peço que meus jogadores sigam melhorando suas qualidades" - completou.

Para a partida, a equipe culé não possui desfalques e conta com as voltas de Sergi Roberto e Busquets, que foram poupados na última rodada. Sergi, mais uma vez, atuará na lateral-direita.

Simeone: "Neymar se diverte, canta, dança e destrói!" 

Em meio à polêmica envolvendo o jogador brasileiro, Diego Simeone se absteve, preferindo manter sua neutralidade. O treinador, no entanto, rasgou elogios ao jogador. Além disso, Cholo comentou sobre seu adversário e comentou sobre Griezmann, principal peça ofensiva da sua equipe.

Sobre o Neymar, Cholo afirmou: "Ele tem uma forma de jogar que é assim, cada um tem o seu estilo e seu jogo, e a dele me encanta. O criticaram e colocaram em evidência a sua vida particular. Se diverte, canta, dança e destrói, assim podem seguir criticando-o que ele responde onde tem que responder",afirmou Simeone que aproveitou a oportunidade para deixar claro a sua preocupação com o atacante brasileiro. Para Cholo, a personalidade de Neymar permite que ele faça o que faz, e é extraordinário.

LEIA MAIS: Precisamos falar sobre Saúl Niguez

Após falar do craque brasileiro, Simeone voltou o seu foco ao adversário desta quarta e quando questionado pela imprensa espanhola, afirmou: "O Barcelona mantem sua identidade, seu futebol magnífico. Imagino que a única dúvida deles seja Mascherano e os demais serão os de sempre, imagino o melhor Barcelona, como sempre que os enfrentamos". Quando questionado sobre a supremacia do Barcelona no futebol mundial, Simeone concordou afirmando: "O Barcelona ainda é o melhor time do futebol mundial".

Outro ponto importante da coletiva de imprensa, foi Griezmann. Em alta desde o ano passado, o atacante figura em uma campanha do periódico francês L'Equipe que pede para que votem nele para o melhor do mundo. Cholo comentou o fato: "Os jornalistas vão votar, a justiça está na mão deles. Acredito que qualquer um dos escolhidos serão realmente os melhores, mas, talvez Griezmann esteja por que fez outra temporada grandiosa."

Para a partida, Simeone não conta com nenhum desfalque, com exceção de Tiago, que já está entregue ao departamento médico desde a partida contra o PSV pela Uefa Champions League.