Atlético de Madrid bate Bayern de Munique e confirma liderança do Grupo D da UCL

Colchoneros marcam com Carrasco, seguram bávaros e seguem 100% na UCL

Atlético de Madrid bate Bayern de Munique e confirma liderança do Grupo D da UCL
Carrasco foi o responsável pelo gol do triunfo colchonero (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP/Getty Images)
Atlético de Madrid
1 0
Bayern de Munique
Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran, Godín, Savic e Filipe Luis; Gabi, Saul, Koke e Carrasco (Gameiro, Min. 72); Griezmann e Torres (Gaitán, Min. 79). técnico: Diego Simeone
Bayern de Munique: Neuer; Lahm, Boateng (Hummels, Min. 62), Martínez e Alaba; Xabi Alonso, Thiago (Kimmich, Min. 66), Vidal e Ribery; Müller (Robben, Min. 59) e Lewandowski. técnico: Carlo Ancelotti
Placar: 1-0, Carrasco, Min. 35
ÁRBITRO: Szymon Marciniak (POL); cartões amarelos: Saúl (Min. 15), Lahm (Min. 26), Thiago (Min. 33), Boateng (Min. 40), Vidal (Min. 86)
INCIDENCIAS: partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da uefa champions league 2016/17, realizada no estádio vicente calderón, em madri, espanha

100%. Nesta quarta-feira (28), Atlético de Madrid Bayern de Munique fizeram um grande jogo pela segunda rodada da fase de grupos da Uefa Champions League 2016/17. Em partida válida pelo Grupo D, os colchoneros venceram os bávaros pelo placar mínimo com gol de Yannick Ferreira-Carrasco e confirmaram a liderança do grupo.

Com este resultado, o Atlético mantém o 100% de aproveitamento na Champions, com duas vitórias em dois jogos e nenhum gol sofrido. O Bayern continua com seus três pontos.

Na próxima rodada do torneio, o Atlético vai visitar o modesto e estreante Rostov na quarta-feira (19), às 14h. No mesmo dia, só que às 16h45, o Bayern recebe os holandeses do PSV. Pelos seus campeonatos nacionais, o Atléti visita o Valencia no próximo domingo (2), às 7h. No sábado (1º), às 10h30, os bávaros recebem o Koln.

Jogo intenso e com Carrasco deixando o Atléti na frente

O começo de jogo foi alucinante e muito bom no Vicente Calderón. Desde os primeiros minutos, cada time mantinha sua forma de jogo. O Atléti marcava bastante e tentava chegar nos contra-ataques e bolas paradas, enquanto o Bayern priorizava a posse de bola e trocava passes tentando achar brechas na forte defesa da equipe espanhola.

A primeira grande chance do jogo aconteceu aos 12', quando Thiago deu lindo passe em profundidade para Müller, que finalizou totalmente livre de primeira na grande área e Oblak fez uma defesa espetacular, salvando os donos da casa, que não conseguiam atacar, mas se fechavam bem e não davam espaço para investidas ofensivas mais incisivas dos visitantes.

Porém, depois dessa chance, o Atléti melhorou e chegou bem em duas oportunidades quase que seguidas. Aos 18', Carrasco aproveitou falha da defesa alemã, avançou pela direita e finalizou para o gol, mas Neuer fez ótima defesa. Quatro minutos depois, Gabi cobrou escanteio da esquerda, a bola foi desviada para trás na primeira trave e Fernando Torres completou no segundo pau, mas mandou na trave.

E a pressão colchonera deu resultado aos 35', quando Griezmann ficou com a sobra no meio, passou de calcanhar para Carrasco, que recebeu, avançou pela esquerda, finalizou cruzado da entrada da área, a bola tocou na trave e morreu no fundo do gol: 1 a 0 Atlético de Madrid. Três minutos depois, quase que o Bayern empatou, quando Ribéry foi lançado na área, aproveitou a boa parede feita por Lewandowski e finalizou, mas a bola foi para fora, em lance que deu números finais à primeira etapa.

Carrasco foi a estrela da primeira etapa (Foto: Javier Soriano/AFP/Getty Images)
Carrasco foi a estrela da primeira etapa (Foto: Javier Soriano/AFP/Getty Images)

Bayern é melhor, Griezmann perde pênalti, mas resultado não muda

Por estar atrás no placar, o Bayern voltou melhor na segunda etapa, chegando com mais perigo nos primeiros dez minutos, enquanto o Atléti se defendia e saía nos contra-ataques. Aos 4', após cobrança de escanteio, Müller apareceu na segunda trave e cabeceou sem marcação, mas na rede pelo lado de fora. Minutos depois, Ribéry fez boa jogada, passou para Alaba, que emendou de canhota e obrigou Oblak a mandar para escanteio.

Só que após esse início intenso dos bávaros, os colchoneros conseguiram equilibrar as ações e começaram a atacar. Aos 15', Saúl entrou na diagonal pela direita, soltou a bomba e bola passou perto do gol de Neuer. Minutos depois, Carrasco aproveitou bom espaço que tinha e arriscou, obrigando Neuer se esticar todo para fazer a defesa.

Porém, o Bayern voltou a pressionar em busca do empate, perdendo chances boas de gol. Aos 38', o Atléti teve a chance de matar de vez o jogo, quando Filipe Luís recebeu dentro da área e foi derrubado por Vidal: pênalti para o Atlético. Griezmann cobrou no alto, só que a bola foi no travessão. Mesmo assim, o pênalti perdido não fez falta e os colchoneros confirmaram a vitória.

Ribery e cia até tentaram, mas a vitória ficou com os colchoneros (Foto: David Ramos/Getty Images)
Ribery e cia até tentaram, mas a vitória ficou com os colchoneros (Foto: David Ramos/Getty Images)