Mascherano estende contrato com Barcelona até 2019 e frustra Juventus

Defensor argentino acertou a renovação de contrato com o clube catalão, que terá uma multa de €100 milhões de euros

Mascherano estende contrato com Barcelona até 2019 e frustra Juventus
Mascherano estende contrato com Barcelona até 2019 e frustra Juventus

Javier Mascherano seguirá sendo jogador do Barcelona pelos próximos 3 anos. O zagueiro argentino de 32 anos, acertou nessa segunda-feira sua renovação de contrato com o clube catalão. O novo vínculo do atleta irá até 30 de junho de 2019, com uma multa estipulada em €100 milhões  de euros (R$ 349,8 milhões).

Segundo a imprensa espanhola, o argentino teve uma melhora significativa de salário, que não foi divulgada pelo clube. Essa renovação encerra boatos de saída de Mascherano, que era alvo de muitos clubes europeus, principalmente a Juventus, da Itália.

De acordo com o jornal 'Sport', da Espanha, a Juventus fez proposta para Mascherano, mas o próprio recusou e preferiu renovar com o clube catalão, invés de seguir o mesmo caminho de seu ex-companheiro de clube, Daniel Alves. No Barcelona desde 2010, Mascherano já tem 6 anos de clube, período em que disputou 290 partidas e conquistou nada menos que 17 títulos, com a camisa azul e grená. Única final que o argentino não jogou nesse tempo que esteve no clube catalão, foi a final do Mundial de Clubes de 2011, contra o Santos.

Javier Mascherano, foi revelado em 2003, pelo River Plate, da Argentina. Após grandes temporadas pelo clube de seu país natal, acabou sendo comprado pelo Corinthians em 2005, através da parceira MSI. No clube brasileiro conquistou o Campeonato Brasileiro de 2005, e permaneceu até 2006, quando se transferiu para o West Ham, da Inglaterra.

Na terra da Rainha, Mascherano iniciou sua trajetória européia. Após salvar o clube do rebaixamento, junto com seu compatriota, Carlos Tévez, o argentino acabou se transferindo para o Liverpool.

Na cidade dos Beatles, Mascherano ganhou moral e virou queridinho da torcida, apesar de ter cometido uma gafe na apresentação ao chamar os torcedores do clube de Red Devils, que na verdade é o apelido para os fãs do Manchester United. Permaneceu no clube até 2010, quando chegou na Espanha e iniciou sua caminhada vitoriosa no Barcelona.