Sevilla empata com Gijón fora de casa e perde chance de assumir liderança provisória

Mesmo abrindo o placar cedo com Vietto, time de Sampaoli cede o empate e fica com 21 pontos; Gijón quebra série negativa de derrotas.

Sevilla empata com Gijón fora de casa e perde chance de assumir liderança provisória
Foto: Miguel Riopa/AFP/Getty Images
Sporting Gijón
1 1
Sevilla

Não faltou emoção El Molinón para o duelo entre Sporting Gijón e Sevilla nesta manhã de sábado. Entre jogadas de muito perigo dos dois times e algumas disputas mais ríspidas, por pouco não se esqueceu a diferença técnica entre um time que vinha de cinco derrotas seguidas contra outro que, caso vencesse,  poderia assumir a liderança do campeonato espanhol.

O empate por 1x1, com gols marcados ainda no primeiro tempo por Vietto e Moi Gómez, foi mais comemorado pelos donos da casa que, com o ponto conquistado deixou a zona de rebaixamento provisoriamente. No meio de semana, o time de Jorge Sampaoli joga pela Champions League diante do Dínamo Zagreb.

A bola mal tinha rolado e, em poucos minutos, foi possível perceber que as emoções seriam fortes no El Molinón. Depois de um ataque perigoso dos donos da casa, Vietto foi lançado em velocidade e abriu o placar tocando na saída do goleiro.

O gol não abateu os donos da casa: precisando da vitória, o Gijón se lançou ao ataque e criou boas oportunidades, exigindo boas intervenções de Rico, goleiro do Sevilla. O gol de empate marcado por Moi Gómez fez justiça ao equilíbrio que se via em campo.

A igualdade no placar deixou o jogo ainda mais disputado e algumas jogadas começaram a ser mais fortes, especialmente por parte do Sporting Gijón, fato que gerou um festival de cartões amarelos na reta final. Os lances de perigo foram vários para os dois lados e parecia difícil o placar permanecer inalterado.

O jogo corrido e elétrico do primeiro tempo mudou bastante na segunda etapa. Apesar de perder Nasri (lesionado no último lance do primeiro tempo), o time visitante ditou o ritmo do segundo tempo. Aparecendo bem pelo lado direito, Mariano era o principal jogador do time de Sampaoli que perdeu muitas oportunidades.

Sabendo da diferença técnica, o Gijón não se expôs da mesma forma na etapa final. Os donos da casa saíram apenas em contra-ataques e dificultaram muito a criação do Sevilla. Mesmo sem Nasri, Ganso não entrou em campo e viu o time fracassar na tentativa de vencer a partida.