Atletico de Madrid bate Málaga e segue na briga pela liderança do Campeonato Espanhol

Colchoneros abriram boa vantagem ainda no primeiro tempo e garantiram mais uma vitória pela liga espanhola; Gameiro e Carrasco foram os destaques.

Atletico de Madrid bate Málaga e segue na briga pela liderança do Campeonato Espanhol
Foto: Twitter oficial - Atlético Madrid
Atlético Madrid
4 2
Málaga

Em um jogo de seis gols e duas expulsões, o Atlético de Madrid bateu o Málaga por 4x2 no Vicente Calderón e segue na cola do líder Real Madrid. O Atleti fez um ótimo primeiro tempo e aproveitou as falhas da defesa rival para abrir vantagem e administrou bem na etapa final, mesmo quando ficou com um jogador a menos.

Com 21 pontos, os Colchoneros mantém a diferença de três pontos para o líder Real Madrid. No meio de semana, recebem o Rostov pela Champions League antes de voltar a pensar no duelo contra a Real Sociedad na próxima rodada do campeonato espanhol. Já o Málaga segue no meio da tabela com 12 pontos. No próximo final-de-semana receberá o Sporting Gijón.

Apenas um time em campo

A proposta do Málaga era clara: se fechar, marcar e sair nos contra-ataques. Com uma formação defensiva, o objetivo era tirar o espaço do ótimo time de Simeone. O problema foi que a defesa dos visitantes esteve em uma tarde catastrófica e, cometendo muitos erros, foi facilmente batida ainda no primeiro tempo pelos atacantes Colchoneros.

Com buracos na defesa adversária, o Atleti não demorou a abrir o placar. Aos sete minutos, Carrasco foi lançado e bateu firme para abrir o placar no Vicente Calderón. Sem se acomodar com a vantagem, o time da capital seguiu pressionando. Aos nove minutos, perdeu boa chance de cabeça, mas ganhou um verdadeiro presente da defesa do Málaga que Gameiro aproveitou para ampliar.

A vantagem confortável obrigou o Málaga a sair um pouco mais e fez o time da casa perder um pouco do ímpeto ofensivo. Assim, o Málaga conseguiu assustar aos poucos a defesa do Atleti, que fazia partida tranquila até então. Em um cobrança de falta sem ângulo, Oblak acabou aceitando e os visitantes ganharam vida na partida.

A atuação do Atlético, porém, era muito segura e sequer deixou os visitantes criarem esperança de reagir no placar. Ainda no primeiro tempo, Gameiro voltou a marcar e colocar os Colchoneros em vantagem por dois gols novamente.

Atleti se complica, mas garante o resultado

O segundo tempo começou bastante diferente para os donos da casa. Savic recebeu dois cartões em menos de quinze minutos e foi expulso. Pouco depois, Simeone viu Camacho descontar para o Málaga, abrindo novamente a partida que parecia encaminhada para o Atlético.

Apesar de estar com um a menos, o Atleti sofreu pouco na reta final. Ao contrário do que aconteceu diante do Sevilla, quando também teve um expulso, a vantagem no placar permitiu ao time de Simeone fazer o que mais gosta: defender. A defesa que ficou marcada nos últimos anos por permitir poucos gols aos seus adversários sequer tomou sustos na reta final do jogo.

Ainda deu tempo de marcar o quarto com Carrasco, já perto do final do tempo regulamentar, e ver o Málaga ter um jogador expulso (Castro) e igualar o número de atletas em campo. O gol do alívio e da garantia de três pontos, seguindo na cola do líder Real Madrid.