Presidente do PSG afirma que Matuidi é inegociável: "Importante para nós"

Al-Khelaifi também falou que o mercado de transferências está fechado com a contratação do espanhol Jesé Rodriguez, vindo do Real Madrid

Presidente do PSG afirma que Matuidi é inegociável: "Importante para nós"
Presidente ressaltou o desejo de manter uma equipe competitiva mesmo sem grandes estrelas (Foto: Aurelien Meunier/GettyImages)

Entre vários rumores que despontam na atual janela de verão do mercado europeu, um dos mais comentados é envolta do futuro de Blaise Matuidi. Porém, nessa terça-feira (8), enquanto anunciava a contratação do novo jogador do PSG, o espanhol Jesé Rodriguez vindo do Real Madrid por 25 milhões de euros, o presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi foi questionado sobre o assunto da possível venda.

"Se o jogador quiser sair ele sairá". E continuou rechaçando a idéia de uma possível transferência do volante francês: "Blaise ainda tem dois anos de contrato. Ele é muito importante para nós, temos um bom relacionamento com ele, muito profissional e joga no clube do coração. Não estamos falando sobre uma saída", comentou.

O jogador de 29 anos está há cinco anos, desde que chegou do Saint-Etienne, defendendo as cores do Paris Saint-Germain e segundo os periódicos tanto da França quanto da Itália poderia rumar para a Juventus na próxima temporada. O valor seria de 25 milhões de euros, com luvas adicionais e viria com ao desafio de ser um substituto à altura de Paul Pogba, que foi recentemente anunciado como novo atleta do Manchester United.

Dentre vários assuntos na coletiva, um dos que mais chamaram atenção foi a respeito do mercado, e Nasser foi direto: "Para mim o mercado está fechado. A equipe está bem. Não significa que vamos deixar de contratar uma grande estrela porque o nosso foco é o futuro. Queremos construir um clube para o futuro. Não contratamos jogadores pelo preço. O mais importante é a qualidade do jogador, não olhamos o preço". Finalizou.

Além de Jesé, os recrutas do Paris até agora foram o volante polonês Krychowiak, o lateral direito belga Thomas Meunier, o meia francês Hatem Ben Arfa, e o jovem meia argentino Giovanni Lo Celso que só chegará em janeiro. Sem contar o novo treinador, o basco Unai Emery.