Toulouse aproveita contra-ataques, vence e coloca Lille na zona de rebaixamento

Quatro derrotas em seis jogos, Lille entra na zona de rebaixamento e pode acabar a rodada na lanterna; Toulouse dá importante passo na briga pelo G-3

Toulouse aproveita contra-ataques, vence e coloca Lille na zona de rebaixamento
Foto: Divulgação/Lille
Lille
1 2
Toulouse
Lille: Enyeama; Corchia, Basa, Soumaoro, Palmieri; Mavuba (Mendes, min. 80), Bissouma, Sankhare; Rony Lopes, Bauthéac (Sliti, min. 63), De Préville (Eder, min. 63).
Toulouse: Lafont; Yago, Diop, Jullien, Moubandje; Bodiger, Blin, Durmaz (Cafaro, min. 61), Issiaga Sylla (Michelin, min. 61); Edouard (Jessy Pi, min. 90), Toivonen.
Placar: 0 a 1 Toivonen (min. 12); 1 a 1 Basa (min. 34) e 1 a 2 Toivonen (min. 78).
ÁRBITRO: Jerome Miguelgorry (FRA). Cartões Amarelos: Issiaga Sylla (min. 15), Yago (min. 20), Toivonen (min. 21), Diop (min. 38), Bauthéac (min. 45+2), Moubandje (min. 66), Bissouma (min. 69).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sexta rodada da Ligue 1, temporada 2016/17. Realizada no Stade Pierre-Mauroy, em Villeneuve d'Ascq.

A crise aumentou. Após perder para o lanterna no final de semana, o Lille sofreu sua quarta derrota na Ligue 1 na tarde desta terça-feira (20). Em casa, perderam para o Toulouse por 2 a 1, em partida válida pela sexta rodada da competição. Ola Toivonen marcou os dois gols da equipe visitante. Marco Basa anotou o tento para os mandantes.

O Toulouse não vencia o Lille fora de casa há dez anos. A última vitória foi dia 16 de setembro de 2006, por 3 a 1. Com o resultado, o time subiu provisoriamente para a segunda colocação com 11 pontos. Os Dogues desceram para a zona de rebaixamento, ocupando a 18ª posição com quatro pontos. Dependendo dos resultados da quarta-feira, a equipe pode terminar a rodada na última posição.

Para tentar a recuperação neste péssimo inicio de temporada, o LOSC encara o Saint-Étienne, fora de casa, no domingo (25), às 10h. O Toulouse terá pela frente o PSG, na sexta-feira (23). Dependendo dos resultados.

Muitas faltas e empate no placar

A primeira boa chance da partida aconteceu aos dois minutos, quando Bissouma chutou de fora da área e assustou a defesa do Toulouse. A bola passou à esquerda da meta. Os mandantes ocupavam o campo ofensivo, mas deixavam espaços e davam o contra-ataque ao TFC. Em uma dessas descidas, Durmaz recebeu na direita, puxou para dentro e arriscou por cima da trave.

Pouco depois, aos 12 minutos, o Toulouse recuperou a posse pelo meio. Yann Bodiger acionou Toivonen, o sueco avançou, driblou Basa e tocou com categoria na saída de Enyeama, deslocando o nigeriano. Em uma investida do Lille pela faixa lateral, Issiaga Sylla machucou o nariz de Bauthéac. O meia teve um corte profundo e sangrou bastante. O jogo estava pegado, muitas faltas duras. O técnico Antonetti foi expulso por reclamar demais com o quarto árbitro.

Os Dogues passaram a tomar conta das ações. Bauthéac cruzou na cabeça de Sankhare, que testou firme e obrigou o jovem Lafont a fazer grande defesa. Mas no minuto seguinte, o Lille empatou. Em cobrança de falta, De Préville levantou no tumulto e Marco Basa, sem marcação, cabeceou no cantinho, empatando o jogo.

A equipe da capa seguiu superior na reta final do primeiro tempo e quase virou com Corchia, que parou no goleiro. Bauthéac, que começou a bater após ter o nariz rasgado, deu um carrinho em Issa Diop, mas levou apenas amarelo.

Lille é ofensivo, mas peca na defesa

Na volta do intervalo, o Lille manteve a postura ofensiva. Após tabela pela esquerda, Bauthéac acionou Palmieri na linha de fundo. O lateral cruzou rasteiro e De Préville bateu de primeira. O goleiro caiu no canto e salvou o que seria a virada. Enquanto isso, o técnico Antonetti assistia ao jogo da arquibancada. Aos poucos o Toulouse recuava mais e tinha dificuldades em explorar contra-ataques.

Antes da metade do segundo tempo, o herói de Portugal na Eurocopa, Éder, entrou em campo para fazer uma função mais aguda no Lille, sendo o homem de referência para as bolas levantadas na área. Mas quem quase marcou foi o Toulouse, em erro da defesa. Michelin cruzou, Toivonen dividiu com Enyeama, a bola sobrou para Edouard, mas o atacante chutou por cima do travessão. Em cobrança de falta, Bodiger arrematou por cima da meta.

A reta final da partida teve o Lille em busca dos três pontos e o TFC esperando um erro do adversário. E esse erro aconteceu. A defesa saiu jogando errado e Issa Diop recuperou a posse. Ele tocou para o atacante sueco e recebeu na esquerda, cruzando de volta na medida para Toivonen chutar no contrapé de Enyeama, fazendo 2 a 1.

A resposta do LOSC veio pelo alto. Sliti cruzou e Soumaoro cabeceou nas mãos do goleiro. Yann Bodiger cometeu falta em Corchia. Lopes foi para a cobrança, soltou o pé, mas Lafont encaixou no centro do gol. Desorganizado, os Dogues não conseguiram marcar o gol de empate e foram derrotados mais uma vez.