Goleiro de 17 anos para Cavani e Toulouse impõe segunda derrota do PSG na Ligue 1

Alban Lafont fez grandes defesas e impediu atacante uruguaio de ajudar PSG, que perde segunda partida na temporada; Toulouse não vencia o PSG desde 2009

Goleiro de 17 anos para Cavani e Toulouse impõe segunda derrota do PSG na Ligue 1
Foto: Pascal Pavani/AFP/Getty Images
Toulouse
2 0
Paris Saint-Germain
Toulouse: Areola; Aurier, Marquinhos, Thiago Silva, Maxwell; Rabiot (Augustin, min. 79), Krychowiak, Matuidi (Motta, min. 70); Lucas (Pastore, min. 57), Cavani, Di Maria.
Paris Saint-Germain: Areola; Aurier, Marquinhos, Thiago Silva, Maxwell; Rabiot (Augustin, min. 79), Krychowiak, Matuidi (Motta, min. 70); Lucas (Pastore, min. 57), Cavani, Di Maria.
Placar: 1 a 0, Bodiger (min. 48) e 2 a 0, Durmaz (min. 79)
ÁRBITRO: Frank Schneider (FRA). Cartões Amarelos: Aurier (min. 24 e min. 46), Toivonen (min. 39), Yago (min. 45), Motta (min. 75). Cartão vermelho: Aurier (min. 46).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Ligue 1, temporada 2016/17. Realizada no Stadium Municipal, em Toulouse.

Após sete temporadas, o Toulouse voltou a vencer o Paris Saint-Germain. O tabu que durava desde 2009 caiu nesta sexta-feira (23). Com gols de Yann Bodiger e Jmmy Durmaz, o Téfécé venceu o atual tetracampeão da Ligue 1 por 2 a 0, em partida válida pela sétima rodada da competição.

A última vitória do Toulouse diante do PSG aconteceu dia 18 de outubro de 2010, quando a equipe venceu por 1 a 0 pelo Campeonato Francês. De lá para cá foram 16 jogos, com 15 vitórias do time da capital e um empate. A derrota é a segunda nesta temporada para o Paris. Na edição 2015/16, os parisienses alcançaram essa marca negativa após 31 rodadas.

Com duas derrotas nesta temporada, o time de Unai Emery terá a chance de se recuperar na quarta-feira (28), quando enfrenta o Ludogorets, fora de casa, pela segunda rodada da Uefa Champions League. O TFC visita o Caen no sábado (1º), buscando se manter na parte de cima da tabela. O Toulouse agora é o segundo colocado com 14 pontos, mesma pontuação do Nice. O PSG caiu para terceiro com 13.

+ Confira mais informações do futebol francês

Toulouse segura ímpeto do PSG

O primeiro lance de destaque da partida aconteceu cedo, com menos de dois minutos. Blaise Matuidi disputou com Clément Michelin e Alexis Blin, sendo imprensado pelos dois. O volante do PSG sofreu um corte no nariz e precisou de atendimento, voltando em seguida. Naturalmente, o time da capital ditou o ritmo no inicio e colocou o Toulouse para marcar em seu campo de defesa.

Após chute despretensioso desviado, o Toulouse ganhou um escanteio. Yann Bodiger cobrou e Edouard cabeceou para fora. Mesmo mantendo a posse de bola, os parisienses não conseguiam assustar, sempre rondavam a área, mas sem muita criatividade. Depois de um lançamento longo, Aurier disputou no alto com Lafont, mas deixou o cotovelo no rosto do goleiro. O lateral recebeu amarelo.

Aos 29 minutos, em cobrança curta de escanteio, aconteceu um bate-rebate na área dos mandantes. A bola sobrou para Thiago Silva que mandou de bicicleta para o meio. Cavani chegou completando de primeira, mas Lafont operou um milagre, impedindo o gol com o joelho.

O jovem goleiro do Toulouse parou o atacante uruguaio mais uma vez. Triangulação na esquerda, Maxwell recebeu em profundidade e cruzou na medida para Cavani, o camisa 9 cabeceou e Lafont salvou à queima-roupa. O clima esquentou no fim do primeiro tempo. Cavani fez falta desnecessária em Diop e a confusão se instaurou no gramado. Muita discussão e empurrões, o árbitro resolveu na conversa. Ainda deu tempo de Aurier cabecear e Steeve Yago salvar em cima da linha, mandando para a linha de fundo.

Aurier é expulso logo no inicio da etapa final

+ Siga a VAVEL no Twitter

O começo do segundo tempo não poderia ser melhor para o Toulouse. Com um minuto, Aurier puxou Toivonen pela camisa dentro da área. O árbitro Frank Schneider marcou pênalti. Bodiger bateu de perna esquerda e deslocou Areola, abrindo o placar para o time da casa. O lance gerou muita reclamação por parte do PSG. Unai Emery colocou Marquinhos na direita e puxou Krychowiak para a defesa. Lucas saiu para a entrada de Pastore. No TFC, Trejo entrou para colocar mais gás no ataque.

Tocando a bola, o Toulouse tinha tranquilidade para manter a vantagem. O Paris corria atrás para recuperar a posse. A entrada de Trejo deu mais mobilidade ao time da casa. Durmaz chutou rasteiro de fora da área, a redonda bateu no poste de sustentação da rede. O técnico do PSG colocou Thiago Motta para a zaga e trouxe Krychowiak de volta para o meio. O brasileiro naturalizado italiano esteve muito perto de ser expulso ao empurrar um adversário logo após receber cartão amarelo.

Alexis Blin recebeu na esquerda e chutou cruzado, Areola segurou. Do outro lado, Di María arrematou de fora da área e Lafont espalmou. Logo depois, o Toulouse matou o jogo. Thiago Motta entregou a paçoca para Durmaz, o sueco avançou livre e chutou na saída do goleiro. O Paris Saint-Germain não tinha mais esquema tático, o time estava totalmente desarrumado e no desespero para buscar dois gols no fim. Mas isso não aconteceu.