Lateral do PSG, Serge Aurier é condenado a dois meses de prisão por agressão policial

Marfinense entrou com recurso e está liberado para atuar normalmente pelo Paris Saint-Germain; Aurier tenta reverter pena

Lateral do PSG, Serge Aurier é condenado a dois meses de prisão por agressão policial
Foto: Patrick Kovarik/AFP/Getty Images

O lateral direito do Paris Saint-Germain, Serge Aurier, foi condenado nesta segunda-feira (26) a dois meses de prisão por agressão policial, episódio que aconteceu em maio após o jogador sair de uma boate na capital francesa. O advogado do marfinense anunciou que entrou com recurso imediatamente após a sentença, a fim de reverter a condenação.

Na madrugada do dia 30 de maio, Aurier e um grupo de amigos foram abordados por policiais. O jogador estava parado em um carro que estava no meio da rua. O lateral primeiramente se recusou a sair do carro, posteriormente agrediu verbalmente, com ameaças, e empurrões. Na ocasião, ele foi levado para prestar esclarecimentos. Ele revelou que houve um atrito com os agentes, mas negou agressão.

Aurier foi condenado pelo Tribunal Correcional de Paris a pagar 600 euros por danos físicos e 1.500 euros por danos morais. Devido ao recurso de seu advogado, Serge está autorizado a defender o PSG na França ou no exterior, estando livre para jogar nesta quarta-feira (28) pela Uefa Champions League, contra o Ludogorets, na Bulgária.

Ao tomar conhecimento da decisão, o Paris Saint-Germain lançou nota oficial: “Serge Aurier apareceu pessoalmente perante o tribunal de Paris para responder às acusações contra ele. O clube tomou nota de sua condenação. Foi pedido um recurso na saída da audiência por um advogado do jogador. Assim, e de acordo com as regras do procedimento penal, Serge Aurier se beneficia novamente da presunção da inocência enquanto se aguarda a decisão da Corte de Apelações.

Enquanto se aguarda esta decisão, o jogador está autorizado a prosseguir o exercício de sua profissão na França e no exterior. Além disso, o clube gostaria de sublinhar a atitude profissional do jogador depois de seu retorno aos treinamentos em 4 de julho. Ao mesmo tempo, o Paris Saint-Germain reafirma seu compromisso de respeitar as forças de segurança e sua missões”, informou o clube.

O jogador de 23 anos também se envolveu em uma polêmica em fevereiro, ao fazer uma live no Periscope falando mal de Laurent Blanc e outros companheiros de clube. Na ocasião, ele foi afastado. Aurier também já foi pego dirigindo sem carteira de habilitação quatro vezes, tornando-o reincidente.