Basel encara PSG buscando seguir vivo por vaga nas oitavas de final

Suíços possuem apenas um ponto, mas sonham com uma remota classificação à próxima fase; PSG quer eliminar o concorrente e seguir batalhando pela liderança

Basel encara PSG buscando seguir vivo por vaga nas oitavas de final
Fotomontagem: VAVEL
Basel
Paris Saint-Germain
Basel: Vaclík; Gaber, Suchý, Balanta, Traoré; Serey Dié, Xhaka; Callà, Delgado, Bjarnason; Doumbia.
Paris Saint-Germain: Aréola; Meunier, Marquinhos, Thiago Silva, Kurzawa; Matuidi, Verratti, Thiago Motta; Di María, Cavani, Lucas.
ÁRBITRO: Ovidiu Haţegan (Romênia). Assistentes: Octavian Șovre e Sebastian Gheorghe. Quarto árbitro: Radu Ghinguleac. Linha de fundo: Radu Petrescu e Sebastian Colţescu.
INCIDENCIAS: Partida válida pela quarta rodada da Uefa Champions League. A ser realizada no St. Jakob-Park, na Basileia, Suíça.

O panorama do Grupo A está bem definido. Dois times brigando pela primeira posição e outros dois buscando a vaga na Europa League. Nesta terça-feira (1º), em partida válida pela quarta rodada da Uefa Champions League, o Basel recebe o Paris Saint-Germain. Para o time francês, é mais uma chance de recuperar o bom futebol e convencer o torcedor, que anda desconfiado do atual elenco.

No confronto da última rodada, o PSG bateu o time suíço por 3 a 0. Os gols foram marcados por Ángel Di María, Lucas e Cavani. Porém, a equipe da capital francesa está na segunda colocação atrás do Arsenal, graças ao critério desempate. Ambos possuem sete pontos. Basel e Ludogorets somam um ponto cada.

Basel e o remoto sonho de avançar às oitavas de final

O Basel está invicto em casa nesta temporada. Foram sete jogos, cinco vitórias e dois empates. A equipe lidera a Liga da Suíça com larga vantagem e terá que provar o fator casa contra o atual tetracampeão francês. Desde o início da Champions, todos sabiam que o time azul e vermelho brigaria pela terceira posição do Grupo A, mas ainda há uma chance de classificação. Vencer o PSG em casa seria um grande passo para a conquista desse objetivo.

Urs Fischer, técnico do Basel, falou sobre essa situação: “Seria realmente errado sentar e se concentrar no jogo contra o Ludogorets, em Sofia. Nós não sabemos o que eles vão fazer - eles jogarão em casa contra o Arsenal e o que acontece se eles ganharem? Temos que nos concentrar em nós mesmos e tentar jogar como fizemos em Paris, quem sabe um pouco melhor.

Seydou Doumbia, atacante do Basel, analisou o momento fora do normal vivido pelos adversários: “Sabíamos que o jogo seria muito difícil lá. Mas eu não acho que o PSG está fraco. É verdade que este ano eles não demonstraram o que vinham fazendo nos anos anteriores. Mas a equipe não mudou completamente, com exceção de um ou dois jogadores.

A equipe tem duas dúvidas para o confronto de logo mais. O zagueiro Michael Lang torceu o tornozelo no final de semana contra o Grasshopper. O técnico Urs Fischer o colocou sua participação como incerta. Alexander Fransson está se recuperando de um mal estar e ainda não se recuperou. Ele treinou segunda-feira, mas a decisão será tomada no vestiário.

PSG visa liderança, mas também quer a volta da confiança plena

Vendo sua equipe ser muito questionada pelos torcedores e pela imprensa, Unai Emery admitiu que o time ainda precisa evoluir, mas ressaltou a importância do resultado: “Queremos melhorar o nosso jogo, isso é certo. Mas a equipe está progredindo. Temos conseguido bons jogos e alguns não tão bons, mas o mais importante agora é ganhar. Porém, é claro que é melhor ganhar jogando bem. A equipe vem se defendendo bem e mantendo a posse de bola, mas ainda falta mais trabalho e confiança para que possamos melhorar.

O principal desfalque do PSG é o lateral-direito Serge Aurier. O marfinense está com uma lesão no calcanhar e está sendo poupado, Javier Pastore volta à lista de relacionados após um longo período tratando uma lesão na panturrilha: “Aurier tem um problema no tornozelo há alguns meses, desde o jogo contra o Monaco. Ele atuou com dores e decidimos deixá-lo recuperar permanentemente seu tornozelo. Durante o treino de domingo, ele sentiu um desconforto. Javier é um atleta que conhece bem o clube, ele sabe o quão importante é para a equipe ao fazer a ligação entre a defesa e o ataque. Ele está retornando gradualmente e vamos ver se participará do jogo contra o Basel.

Marquinhos, zagueiro brasileiro, também participou da entrevista coletiva e citou o principal objetivo: “Nosso objetivo é se classificar em primeiro lugar neste grupo. A concorrência na Ligue 1 é muito importante para nós, porque nos permite manter o foco e progredir. O Basel conseguiu nos causar problemas no Parc, o que não acontece muitas vezes, por isso devemos ter cuidado, mas dar o nosso máximo para trazer os três pontos.

Edinson Cavani marcou 14 gols nos últimos 13 jogos do PSG. Com a saída de Ibrahimovic, o uruguaio vai buscando o protagonismo. Neste período, o atual tetracampeão francês sofreu alguns tropeços na Ligue 1, vendo o líder Nice disparar na ponta. A equipe que antes dominava o cenário nacional, hoje sofre com criticas e desconfiança dos próprios fãs (mesmo atualmente com seis jogos sem perder), que estão com um pé atrás em relação a Unai Emery. Uma vitória nesta terça, poderá dar confiança ao elenco.