Destaque na Juventus, Dybala valoriza Serie A: "Cristiano e Messi não marcariam tantos gols"

Argentino foi um dos principais responsáveis pela grande arrancada da Velha Senhora no segundo turno do Calcio

Destaque na Juventus, Dybala valoriza Serie A: "Cristiano e Messi não marcariam tantos gols"
O garoto de 22 anos anotou 16 tentos nesta atual temporada (Foto: Valerio Pennicino/ Getty Images)

Um dos principais responsáveis pelo quinto título consecutivo da Juventus na Serie A, o jovem Paulo Dybala vêm demonstrando todo seu potencial nesta primeira temporada vestindo o manto da Velha Senhora. Além da conquista do scudetto, o argentino já havia vencido a Supercopa da Itália em uma final diante da Lazio, marcando o segundo e decisivo gol do título bianconero.

Com 16 tentos anotados nesta temporada da Serie A, Dybala "cutucou" os maiores jogadores do mundo: Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, afirmando que o desempenho dos mesmos seria completamente diferente atuando em solo italiano.

"Na Itália se defende muito bem. Não é como na Espanha, embora o Atlético de Madrid esteja mudando essa mentalidade. Messi e Cristiano não teriam marcado 80 ou 90 gols na Itália. Talvez, fariam 40, como Gonzalo Higuaín, mas não 80", revelou ao jornal Tuttosport.

Nesta temporada, Cristiano Ronaldo marcou 47 vezes em 44 partidas pelo Real Madrid, já Messi, marcou em 40 oportunidades em 46 confrontos disputados. 

Revelação do Instituto Atlético Central Córdoba da Argentina, Dybala vêm sendo comparado com o camisa 10 do Barcelona desde sua chegada ao Palermo, por onde atuou e chamou a atenção de todos os grandes clubes do mundo durante três anos. Pelo clube rosanero, Dybala participou do acesso na temporada de 2013/2014, e marcou 21 tentos em 93 partidas.

"Gosto que me comparem com Messi. Não sei se me transformarei em um craque tão grande como ele, mas minha meta é conquistar a Bola de Ouro. E na minha idade, Messi já tinha uma", completou.

Mesmo com o título já garantido, a Juventus de Dybala volta a campo pelo Calcio já no próximo domingo (8), em um duelo fora de casa diante do já rebaixado Hellas Verona no Estádio Marcantonio Bentegodi, em confronto válido pela penúltima rodada da Serie A.