Seleção VAVEL da Serie A 2015/16

Escolhemos os principais jogadores da temporada 2015/16 da liga italiana; Juventus e Napoli formam a base do nosso XI

Seleção VAVEL da Serie A 2015/16
Arte: Hugo Alves/VAVEL Brasil

È finita. Chegou ao fim a Serie A 2015/16. Depois de um começo nada empolgante, a Juventus emplacou uma sequência de 25 vitórias em 26 jogos desde outubro do ano passado e conquistou o pentacampeonato. Melhor time desde a época de Maradona e Careca, o Napoli terminou com o vice-campeonato mesmo tendo um Gonzalo Higuaín imperdoável diante do gol. A Roma, que ganhou um gás novo com a chegada de Luciano Spalletti, fecha o G-3. As três equipes representarão a Itália na Uefa Champions League 2016/17.

Embora tenha terminado o primeiro turno na liderança, a Internazionale caiu bruscamente de rendimento em 2016 e terá de se contentar com o quarto lugar, que dá vaga direta à fase de grupos da Uefa Europa League. Quem fará companhia ao time de Milão na UEL é a Fiorentina, que, com uma equipe remodelada em relação à última temporada, oscilou bastante no segundo turno e terminou na quinta colocação.

Surpresa, o Sassuolo fez uma grande campanha e acabou coroado com o sexto lugar, à frente do Milan. O clube milanês, aliás, estava fazendo um campeonato relativamente propício se levar em conta o elenco limitado. Porém, os rossoneri desmoronaram após a demissão do técnico Sinisa Mihajlovic e agora precisam vencer a Juventus na final da Copa Itália, no próximo sábado (21), em Roma, se quiserem ir à Europa League – em caso de vitória da Juve, o sexto colocado do campeonato (Sassuolo) irá à competição continental.

A luta pelo descenso, por sua vez, durou até a última rodada. Dos que ascenderam à elite na última temporada, BolognaCarpi, e Frosinone, apenas o Bologna conseguiu se safar da degola. Carpi e Frosinone se juntaram ao Hellas Verona e foram rebaixados para a Serie B italiana.

Após o encerramento do campeonato, montamos pelo segundo ano consecutivo a Seleção VAVEL da Serie A. Cinco times estão representados no selecionado. Juventus e Napoli são os clubes com mais representantes. Nada mais junto, uma vez que foram as equipes que brigaram pelo scudetto. Distribuído em um 4-3-3, nossa squadra mescla juventude e experiência.

Confira a Seleção VAVEL da Serie A 2015/16

Goleiro: Gianluigi Buffon (Juventus)

Buffon (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Buffon (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Dizem que toda grande equipe começa com um grande goleiro. A Juventus segue esse ditado à risca. Um dos maiores arqueiros do futebol italiano, Gianluigi Buffon fez mais um campeonato impecável, quebrou recordes e é o pilar defensivo da nossa seleção. Faixa de capitão para o veterano camisa 1 da Juventus.

Lateral-direito: Alessandro Florenzi (Roma)

Florenzi (Foto: Silvia Lore/NurPhoto via Getty Images)
Florenzi (Foto: Silvia Lore/NurPhoto via Getty Images)

Provável sucessor de Francesco Totti como capitão da Roma, Alessandro Florenzi, símbolo de raça e amor à camisa, foi um dos grandes destaques do time romano na Serie A 2015/16. Ele ganhou a disputa ferrenha com Elseid Hysaj, do Napoli, e ocupa a lateral direita da nossa defesa.

Zagueiro: Leonardo Bonucci (Juventus)

Bonucci (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Bonucci (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Amado pelos torcedores da Juventus, Leonardo Bonucci manteve o nível do ano passado, chefiou a defesa quando Barzagli e Chiellini estiveram ausentes devido a lesões, e apareceu muitas vezes ao ataque para finalizar a gol. É o primeiro zagueiro do nosso XI.

Zagueiro: Kalidou Koulibaly (Napoli)

Koulibaly (Foto: Andrea Spinelli/Corbis via Getty Images)
Koulibaly (Foto: Andrea Spinelli/Corbis via Getty Images)

Destaque defensivo do Napoli, o jovem Kalidou Koulibaly, de 24 anos, evoluiu meteoricamente nesta temporada, passando segurança e tranquilidade na defesa, além de ter um ótimo tempo de bola. Hoje, o seleganês é, sem dúvida, um dos melhores zagueiros atuando na Itália.

Lateral-esquerdo: Marcos Alonso (Fiorentina)

Marcos Alonso (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)
Marcos Alonso (Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images)

Homem responsável por colocar o respeitado capitão da Fiorentina, Manuel Pasqual, no banco, o espanhol Marcos Alonso brilhou nesta Serie A. Geralmente atuando como um ala no esquema 3-4-2-1 do treinador Paulo Sousa, o jogador se destacou por sua chegada forte à frente e seus cruzamentos precisos.

Meio-campista: Miralem Pjanic (Roma)

Pjanic (Foto: Giuseppe Bellini/Getty Images)
Pjanic (Foto: Giuseppe Bellini/Getty Images)

Miralem Pjanic, mais conhecido como o jogador que dita o ritmo no meio de campo da Roma. O meio-campista bósnio, que geralmente desequilibra em cobranças de faltas, é dono de um pé calibrado que pode deixar um companheiro de equipe em plenas condições de balançar as redes. Articulador de jogadas no meio-campo, ele fez excelentes jogos na Serie A 2015/16 e merece uma vaga no meio-campo da nossa seleção.

Meio-campista: Jorginho (Napoli)

Jorginho (Foto: Giuseppe Bellini/Getty Images)
Jorginho (Foto: Giuseppe Bellini/Getty Images)

Os holofotes desta temporada no Napoli estavam voltados a Gonzalo Higuaín. Mas o ítalo-brasileiro Jorginho também teve um ano de tirar o chapéu. Passes curtos e longos, roubadas de bola e visão de jogo são as principais características do camisa 8 azzurro. Dominou o meio de campo como muitos atletas experientes não conseguem.

Meio-campista: Paul Pogba (Juventus)

Pogba (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Pogba (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Fechando a trinca de meio-campistas: Paul Pogba. Ele iniciou a temporada com o peso da camisa 10 nas costas depois que Carlos Tévez acertou com o Boca Juniors. Porém, o meio-campista recuperou seu futebol assim como toda a equipe juventina, mostrou que realmente é um craque e, com atuações soberbas, terminou como um dos melhores jogadores da Serie A. Não à toa, várias potências mundiais querem tirá-lo da Juventus em 2016/17.

Ponta direita: Paulo Dybala (Juventus)

Dybala (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
Dybala (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Paulo Dybala retribuiu em campo o investimento feito pela Juventus ao tirá-lo do Palermo ano passado. Com 19 gols, o atacante argentino terminou como vice-artilheiro da Serie A e, no último jogo do certame, marcou duas vezes e forneceu uma assistência na goleada por 5 a 0 sobre a Sampdoria. O camisa 21 também guardou belíssimos gols nesta sua primeira temporada no clube de Turim.

Centroavante: Gonzalo Higuaín (Napoli)

Higuaín (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)
Higuaín (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)

Gonzalo Higuaín fez muitos goleiros pegarem bolas na rede durante o campeonato. O atacante do Napoli viveu seu melhor momento na carreira durante a Serie A 2015/16 ao anotar absurdos 36 gols em 35 jogos. Somente Luis Suárez, do Barcelona, conseguiu marcar mais (40). Higuaín, ou ‘Pipita’, se tornou o jogador que mais fez gols na Serie A em uma só temporada. O recorde pertencia ao sueco Gunnar Nordahl, que anotou 35 tentos quando defendeu o Milan na temporada 1949/50.

Ponta esquerda: Lorenzo Insigne (Napoli)

Insigne (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)
Insigne (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)

Apesar de algumas lesões, Lorenzo Insigne fez uma temporada acima da média no Napoli, conciliando gols (13) e assistências (11), e é o último atleta a integrar a Seleção VAVEL da Serie A 2015/16. A agilidade do italiano para escapar da marcação, seus chutes precisos de longa e média distância, e sua importância para o ataque napolitano lhe garantiu uma vaga em nosso XI.

Técnico: Massimiliano Allegri (Juventus)

Allegri (Foto: Dino Panato/Getty Images)
Allegri (Foto: Dino Panato/Getty Images)

Embora Luciano Spalletti (Roma) e Maurizio Sarri (Napoli) tenham feito ótimo campanhas, o treinador escolhido pela editoria italiana da VAVEL Brasil para comandar nossa seleção é Massimiliano Allegri. Com o início irregular na Serie A, o técnico esteve na mira de alguns torcedores que chegaram a pedir a sua saída. No entanto, ele ficou, superou as críticas, ajeitou a Juve e foi coroado no final com uma extensão contratual e o scudetto.

Melhor jogador: Gonzalo Higuaín (Napoli)

'Pipita' (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)
'Pipita' (Foto: Maurizio Lagana/Getty Images)

Revelação: Gianluigi Donnarumma (Milan)

Donnarumma (Foto: Matteo Bottanelli/NurPhoto via Getty Images)
Donnarumma (Foto: Matteo Bottanelli/NurPhoto via Getty Images)

O que você fazia aos 16 anos de idade? Não lembra? Pois este goleiro da foto acima assumiu a titularidade da meta do Milan, sete vezes campeão da Champions League, com essa idade. Lançado por Sinisa Mihajlovic, ex-técnico do rossonero, Gianluigi Donnarumma é uma promessa em ascensão e chegou a disputar com Buffon o posto de goleiro da nossa seleção. Agora com 17 anos, Donnarumma é titular absoluto do Milan e, sem dúvida, a revelação da Serie A 2015/16.

Menções honrosas a: Ciprian Tatarusanu (Fiorentina), Samir Handanovic (Internazionale); Elseid Hysaj (Napoli), Faouzi Ghoulam (Napoli), Lucas Digne (Roma), Sime Vrsaljko (Sassuolo), Stephan Lichtsteiner (Juventus); Andrea Barzagli (Juventus), Francesco Acerbi (Sassuolo), Giorgio Chiellini (Juventus), Jeison Murillo (Inter); Allan (Napoli), Antonio Candreva (Lazio), Claudio Marchisio (Juventus), Emanuele Giaccherini (Bologna), Giacomo Bonaventura (Milan), Leandro Paredes (Empoli), Marek Hamsík (Napoli), Rajda Nainggolan (Roma), Riccardo Saponara (Empoli), Sami Khedira (Juventus); Carlos Bacca (Milan), Domenico Berardi (Sassuolo), Mauro Icardi (Inter), Stephan El Shaarawy (Roma); Eusebio Di Francesco (Sassuolo), Luciano Spalletti (Roma), Maurizio Sarri (Napoli).

Participaram da escolha da Seleção VAVEL da Serie A 2015/16:

Bruno da SilvaBruno Nicolodi, Caio Bitencourt, Charley MoreiraElias FernandesEloiza CamargoGabriel Menezes, Jandir Rocha, Julio CesarLucas Martins, Luciano CairesPaulo PianettiRenan Souza e Thomás Santana.