Maradona lamenta iminente ida de Higuaín à Juve: "Torcedores do Napoli não mereciam isso

Atacante argentino realizou exames médicos na semana passada, em Madri, para assinar contrato até 2020 com os bianconeri

Maradona lamenta iminente ida de Higuaín à Juve: "Torcedores do Napoli não mereciam isso
Higuaín está de saída para a Juventus (Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

Ídolo no Napoli, Diego Maradona mostrou, nesta segunda-feira (25), toda sua insatisfação acerca da iminente transferência de Gonzalo Higuaín à Juventus. O ex-treinador da Seleção Argentina criticou o modo como o atacante está fechando com os bianconeri e acredita que o jogador não será capaz de repetir novamente as boas atuações que teve em Nápoles.

Artilheiro máximo da Serie A 2015/16, tendo marcado 36 gols em 35 jogos, Higuaín realizou na última sexta-feira (22), em Madri, exames médicos para assinar contrato até junho de 2020 com a Juventus. O clube de Turim pagaria, em duas parcelas, € 90 milhões à agremiação napolitana para contar com o atleta.

"Higuaín saiu do Napoli por um valor tão alto por causa da cláusula em seu contrato e também porque ele nunca vai conseguir repetir o desempenho da última temporada a partir de uma perspectiva do futebol", disse Maradona à imprensa italiana.

O ex-jogador ainda lamentou o fato de Higuaín ter passado por exames médicos às escondidas. "A forma como ele vai sair está errada. O tratamento que ele recebe em Nápoles não vai encontrar em lugar nenhum. Eu gostei de ele ter realizado os exames médicos em segredo. Os torcedores do Napoli não mereciam isso", disparou.

Sem Higuaín, o Napoli já se movimenta no mercado para contratar outro atacante a fim de ocupar a lacuna deixada pelo argentino. Segundo a imprensa local, a diretoria do clube pensa em Mauro Icardi, da Internazionale, Carlos Bacca, do Milan, e Arkadiusz Milik, do Ajax.

Maradona está na expectativa para a chega de reforços. "Agora, eu espero que [o presidente do Napoli, Aurelio] De Laurentiis use os € 90 milhões para montar um Napoli capaz de ganhar", afirmou.