Reina compara ida de Higuaín à Juve com transferência de Figo ao Real Madrid: "Difícil de digerir"

Goleiro afirma que torcida do Napoli ainda não engoliu a saída do atacante para a maior rival

Reina compara ida de Higuaín à Juve com transferência de Figo ao Real Madrid: "Difícil de digerir"
Reina e Higuaín se abraçam celebrando vitória do Napoli, no San Paolo, na temporada passada (Foto: Franco Romano/NurPhoto/Getty Images)

O goleiro Pepe Reina concedeu, na manhã desta quinta-feira (1º),  entrevista à Radio Onda Cero, onde comentou a respeito de sua convocação para a Seleção Espanhola. Mas, como tem sido corriqueiro nas entrevistas de jogadores do Napoli, o assunto de Gonzalo Higuaín veio à tona. Para o goleiro dos azzurri, a ida do atacante argentino à Juventus, maior rival do Napoli, é semelhante a outro caso bastante conhecido no mundo do futebol.

"Para os napolitanos, a venda de Higuaín tem sido difícil de digerir. É comparável à transferência de Figo do Barcelona para o Real Madrid", disparou o arqueiro.

Reina fez menção à histórica transferência do português Luis Figo, que deixou o Barcelona para assinar com o maior rival, Real Madrid. O jogador atuou pelo clube da Catalunha entre 1995 e 2000, jogou 249 partidas e marcou 45 gols. No ano de 2000, trocou os culés pelos chamados "galácticos" de Madrid. No time merengue, jogou também por cinco anos, tendo entrado em campo em 239 partidas e balançado as redes 57 vezes.

Porém, a entrevista não teve só polêmicas. Isso porque Pepe Reina voltou a ser convocado para a Seleção Espanhola após dois anos, e se mostrou muito feliz pelo feito: "Quanto à Espanha, por outro lado, estou muito satisfeito por ter sido chamado pelo novo treinador, porque finalmente posso voltar para vestir aquela camisa".

Quem também se mostrou entusiasmado, não só com a convocação para sua seleção nacional, como também para a temporada com o novo clube, foi o polonês Piotr Zielinski. O meio-campista chegou recentente a Nápoles após se destacar no Empoli durante a temporada anterior.

"Não estou desapontado por não ter ido para o Liverpool, porque eu vou jogar a Champions League, e eu sou parte do Napoli, que é uma das melhores equipes que poderia me contratar aos 22 anos. O clube pagou caro por mim, e, em seguida, colocou no meu contrato uma cláusula de € 65 milhões, isto significa que o Napoli está esperado muito de mim. Espero jogar bem", comentou.

O meio-campista também rasgou elogios a seu novo treinador, Maurizio Sarri. "Ele [Sarri] me queria ver no Napoli já em janeiro, mas eu queria terminar a temporada no Empoli. Assim que cheguei a Nápoles, o treinador calorosamente me abraçou e me disse que estava ansioso para me ver. Sarri é um grande comandante e estou feliz por estar à sua disposição".