Atacante Lukaku revela ter rejeitado proposta da Juventus: "Era cedo para ir à Itália"

Destaque do Everton nas últimas três temporadas, o belga revelou estar insatisfeito por não jogar competições europeias, mas não se enxerga pronto para jogar em outra liga

Atacante Lukaku revela ter rejeitado proposta da Juventus: "Era cedo para ir à Itália"
Foto: Getty Images

A Juventus foi protagonista na última janela de transferência ao gastar R$ 325 milhões para tirar Higuain do rival Napoli. Mas a grana que seduziu o argentino não foi tão eficaz para convencer Romelu Lukaku de trocar a badalada Premier League, pela Serie A. Nem mesmo a oportunidade de disputar a Champions League convenceu o jogador, que revelou o motivo de recusar os bianconeri.

“Me incomoda um pouco (não disputar uma competição europeia), mas acredito que tudo acontece por uma razão. Senão, teria ido para a Juventus ao invés de ficar no Everton. Optei pelo Everton porque era muito cedo para a Itália e eu tive um bom desempenho aqui", disse Lukaku ao jornal belga Het Nieuwsblad.

Emprestado pelo Chelsea na temporada 2013/14, Lukaku correspondeu nos toffees e logo foi adquirido em definitivo pela equipe de Liverpool, por R$ 105 milhões, maior transferência na história do clube. Comandado por Roberto Martinez nas últimas três temporadas, o belga vê no novo comandante, Ronald Koeman, uma chance de aprendizado para rumar para um outro clube.

“Agora temos um novo técnico e é completamente diferente do que era com o senhor (Roberto) Martinez, mas acho que podemos progredir com Koeman. Pode ser que este seja meu último passo aqui, para depois seguir adiante”, revelou o atacante.

O sucesso de Lukaku o tornou um protagonista na equipe do Everton e um dos jogadores mais cobiçados do futebol europeu. Apesar de todo o sucesso o jogador tem apenas 23 anos, mas pensa em sair de Liverpool em um futuro próximo, principalmente por não disputar as principais competições europeias no clube atual.

“Eu soube do interesse de alguns clubes, mas logo ficou muito claro que o Everton não me deixaria sair. Era importante que eu permanecesse calmo, e foi isso o que eu fiz. Eu prometi a mim mesmo que faria meu melhor e quem sabe o que vai acontecer no futuro", finalizou.