Internazionale recebe Hapoel Be’er Sheva na primeira rodada da Europa League

De volta a competições europeias após uma temporada, os italianos pretendem ir com força máxima para enfrentar a equipe israelense

Internazionale recebe Hapoel Be’er Sheva na primeira rodada da Europa League
Foto: Getty Images
Internazionale
Hapoel Be'er Sheva
Internazionale: Handanovic; D'Ambrosio, Miranda, Ranocchia e Nagatomo; Brozovic, Felipe Melo, Banega, Eder e Palácio; Icardi. Técnico: Frank De Boer.
Hapoel Be'er Sheva: Goresh; Bitton, Miguel Vitor, Tzedek e Davidazde; Hoban, Radi e Ogu; Nwakaeme, Lúcio Maranhão e Melikson. Técnico: Barak Bakhar.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela primeira rodada do Grupo K, da Uefa Europa League, a ser disputado no estádio Giuseppe Meazza, em Milão.

Após a vitória sobre o Pescara, a Internazionale ganhou novo folego para estreia na Uefa Europa League, contra o Hapoel Be’er Sheva, nesta quinta-feira (15), às 16h05, no estádio Giuseppe Meazza. Apesar de desconhecida, a equipe israelense promete dar trabalho aos nerazzurri, após eliminar Sheriff e Olympiacos nos playoffs da Champions, e dar trabalho ao Celtic.

A troca no comando de Roberto Mancini para Frank De Boer ainda não surtiu o efeito esperado: nos três jogos oficiais do holandês pelo campeonato italiano, a Inter saiu vencedora apenas contra o Pescara. O time de Milão ainda empatou com o Palermo, em casa, e foi derrotado na primeira rodada para o Chievo, em Verona. Os resultados deixam o time na modesta 9ª posição da Serie A.

Desconhecido no futebol europeu, o Hapoel tenta construir sua fama no continente a partir desta quinta-feira. A equipe da cidade de Be'er Sheva vive boa fase em 2016, sendo derrotada apenas pelo Celtic no ano. No campeonato nacional o time israelense lidera com sete pontos em três partidas.

Para o jogo a Inter de Milão deve ter algumas mudanças do time que entrou em campo contra o Pescara. Mas, a esperada estreia do atacante Gabriel Barbosa (Gabigol) ainda não deve ocorrer, ficando a expectativa para que o debute ocorra no clássico de domingo, contra a Juventus.

O caminho mais fácil para a Champions League

A Inter já não possui a mesma força na Itália como nos tempos comandado por José Mourinho. Com Juventus, Napoli, Roma, Lazio e até a Fiorentina a sua frente, os nerazzuri amargam quatro temporadas sem disputar o principal torneio interclubes da Europa. Agora que a Europa League garante vaga para o torneio ao campeão, a Beneamata promete empenho para se sagrar campeã.

Frank De Boer deve promover muitas mudanças na equipe, começando pela zaga. Apenas Miranda e D'Ambrosio seguem na equipe, compondo a linha de quatro com Ranocchia e Nagatomo. No meio Gary Medel e João Mario dão lugar a Felipe Melo e Brozovic. Eder e Palácio é a provável dupla ofensiva ao lado de Icardi.

O discurso do técnico Frank De Boer na coletiva de imprensa foi de respeito ao adversário, apesar de pouco conhecimento sobre o Hapoel. A vitória contra o Pescara certamente trouxe um novo ânimo ao Giuseppe Meazza, que começava esquentar com os resultados negativos.

"Não os conheço, mas os vídeos podem ajudar. Não é o mais famoso campeonato, mas respeitamos o Hapoel, e muito, eles chegaram aos playoffs na Liga dos Campeões. Quando você elimina Olympiakos e faz o Celtic correr riscos significa alguma coisa. Temos de levar esta equipe muito a sério", disse o treinador da Inter.

A principal aposta da Inter para o jogo é o atacante Mauro Icardi, que fez três gols nas últimas duas partidas. Capitão da equipe desde a última temporada, o argentino ganhou a confiança do novo treinador e promete ir as redes novamente pela Europa League, já que vem de três partidas oficiais marcando gol no Giuseppe Meazza.

"Eu sempre disse, há muitos líderes na equipe. Às vezes é dito que eu sou, mas são muitos que fazem este trabalho, de comandar e liderar. Eu estou atacando, eu faço gols, mas eu não levo a equipe em meus ombros, trabalhamos em onze dentro de campo, desde o goleiro, até o atacante. Cada um tem sua responsabilidade", disse o Icardi, capitão da equipe.