Após estreia com empate na UEL, Fiorentina e Roma fecham rodada da Serie A

Equipes empataram fora de casa na primeira rodada da fase de grupos da Liga Europa, mas agora trocam foco para Italiano

Após estreia com empate na UEL, Fiorentina e Roma fecham rodada da Serie A
Foto: Getty Images
Fiorentina
Roma
Fiorentina: Tatarusanu; Tomovic, Gonzalo, Astori; Tello (Bernardeschi), Badelj, Vecino, Milic (Maxi Olivera); Borja Valero, Ilicic; Kalinic. Técnico: Paulo Sousa
Roma: Szczesny; Florenzi, Manolas, Fazio, Bruno Peres (Juan Jesus); De Rossi, Strootman, Nainggolan; Perotti, Salah, Dzeko. Técnico: Luciano Spalletti
ÁRBITRO: Nicola Rizzoli, que será auxiliado por Filippo Meli e Gianluca Vuoto
INCIDENCIAS: 4ª rodada da Serie A Tim 2016-17, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália; a partida começa às 15h45 (horário de Brasília)

Rivalidade que cresce ainda mais recentemente, pelos confrontos decisivos das últimas temporadas e também por conta da polêmica transferência de Salah, Fiorentina Roma fecham a rodada da Serie A. Os times, que estrearam com empate na UEL, agora focam no Italiano: a Viola precisa melhorar sua campanha, enquanto o time da capital quer manter-se na disputa pela liderança.

No último confronto, em março deste ano, a Roma goleou a Fiorentina por 4 a 1, com gols de El Shaarawy, Salah (2x) e Perotti, enquanto Ilicic, de pênalti, descontou. No total, foram 157 confrontos na Serie A, e o retrospecto é equilibrado, com 51 vitórias dos giallorossi, 48 da Viola e 58 empates.

Sousa espera que Fiorentina transforme chances criadas em gols

Depois de uma pré-temporada de pouco brilho e uma janela de transferências de certa forma frustrante, a Fiorentina começou a temporada pouco empolgante. Na última quinta-feira (15), o time empatou em 0 a 0 com o PAOK, fora de casa, na primeira rodada da fase de grupos da Europa League. Pela Serie A, foram dois jogos: derrota por 2 a 1 para a Juventus e vitória por 1 a 0 sobre o Chievo. Na terceira rodada, a Viola só ficou em campo por 28 minutos contra o Genoa, já que o jogo foi suspenso por conta de fortes chuvas no Luigi Ferraris.

O técnico Paulo Sousa acredita que o time, apesar de não marcar gols, conseguiu construir jogadas suficientes na partida anterior e, que se continuar assim, os gols irão sair daqui para frente.

"Para marcar, precisamos construir. Contra o PAOK criamos muito, mas faltou colocar a bola para dentro. Mas, trabalhando sobre nosso jogo, isso vai chegar. O que construimos contra o PAOK deveria ter sido suficiente para vencermos", disse.

Após o jogo contra o PAOK, Sousa, perguntado sobre a ausência de Bernardeschi no time titular, falou que via o jogador 'confuso', o que abriu especulações sobre o extra-campo do jogador da Seleção Italiana. O treinador na coletiva deste sábado (17), desfez o mau-entendido e disse que sua afirmação havia sido exclusivamente sobre as atuações do italiano, e ressaltou que o jogador tem tudo para ser um dos grandes do país.

"Me chateia que eu tenha deixado uma abertura para especulações. Nunca falei sobre a vida privada de um dos meus jogadores, e nunca falarei. Não tem nada a ver com isso, era tudo sobre o âmbito Fiorentina. Quis dizer que Bernardeschi foi o último a chegar para os treinamentos do início de temporada e que precisa melhorar fisicamente. Hoje, os jogadores que tem talento, precisam consolidá-lo. Para isso, devem continuar trabalhando e sem pensar onde já conseguiu chegar: prosseguindo com trabalho, humildade e espírito de sacrifício para alcançar o topo. E isso vai chegar", explicou.

Bernardeschi briga com Cristian Tello por uma vaga no time titular da Fiorentina, que também tem dúvida na outra ala: Milic e Olivera disputam uma vaga. O volante Vecino, que ficou fora dos últimos jogos por lesão, está recuperado e deve voltar ao time titular. A Viola não tem nenhum desfalque por lesão.

Spalletti destaca força do grupo e acredita em sucesso na temporada

Após a frustração de ser eliminada nos playoffs da Champions League, a Roma começou com bons resultados o Campeonato Italiano, apesar da dificuldade. Com sete pontos em três jogos, o time da capital está na ponta da tabela, mas terá neste domingo (18) o seu maior desafio na Serie A até aqui. Até por conta disso, o time enfrentou o Viktoria Plzen, fora de casa, com vários reservas, e estreou na Europa League com empate por 1 a 1.

O técnico Luciano Spalletti afirmou que, apesar de pouco empolgar até agora, a Roma está mais competitiva que a última temporada e destacou a força e o bom ambiente do elenco.

"Eu tenho que disseminar confiança. E algo de bom, estou seguro disso, vai acontecer. Porque não mudo de ideia: Roma tem um ambiente favorável e o elenco é forte. Acredito que é mais competitiva que no último ano, mas não só por conta de Totti. Ele sozinho não basta. É necessário continuidade e simplicidade. Devemos fazer as coisas simples e fazê-las bem", afirmou.

O capitão da Roma, que vem saindo do banco para decidir em alguns momentos, novamente deve começar no banco de reservas. O trio de ataque deve ser formado por Perotti, Salah e Dzeko. Os desfalques de Spalletti são na defesa: o zagueiro Rüdiger e o lateral Mario Rui estão fora por lesão.