Fiorentina fica atrás do placar duas vezes, mas busca empate contra Udinese fora de casa

Viola vai para o intervalo em desvantagem, mas pênalti convertido por Bernardeschi logo aos 6 do segundo tempo decretou o 2 a 2 em Udine

Fiorentina fica atrás do placar duas vezes, mas busca empate contra Udinese fora de casa
Foto: Getty Images
Udinese
2 2
Fiorentina
Udinese: Karnezis; Heurtaux, Danilo, Felipe, Ali Adnan; Kums, Badu, Kone (Jankto, min. 86), de Paul; Perica (Peñaranda, min. 71), Duván Zapata (Thereau, min. 75). Técnico: Giuseppe Iachini
Fiorentina: Tatarusanu; Tomovic, Gonzalo, De Maio; Tello (Kalinic, min. 61), Carlos Sánchez, Badelj, Milic; Borja Valero (Cristóforo, min. 71), Bernardeschi (Chiesa, min. 78), Babacar. Técnico: Paulo Sousa
Placar: 1-0, min. 26, Duván Zapata. 1-1, min. 30, Babacar. 2-1, min. 45, Danilo. 2-2, min. 52, Bernardeschi (pên)
ÁRBITRO: Paolo Mazzoleni, auxiliado por Marco Barbirati e Antonio di Iorio. Amarelos: Heurtaux (UDI); Tomovic, Milic, De Maio (FIO)
INCIDENCIAS: 5ª rodada da Serie A Tim 2016-17, na Dacia Arena, em Udine, Itália

Jogando em Udine, a Fiorentina teve que superar duas vezes a vantagem da Udinese para buscar um empate em 2 a 2 pela quinta rodada da Serie A. Zapata e Danilo marcaram para os mandantes, enquanto Babacar e Bernardeschi, de pênalti, fizeram para o time de Florença. O resultado deixa os dois times com sete pontos na tabela, mas a Viola, que está no 10º lugar, tem um jogo a menos. Os friulanos ocupam o 11º posto.

Os dois times voltam a campo no domingo (25). A Udinese entra em campo às 10h contra o Sassuolo, fora de casa. Já a Fiorentina tem confronto importante contra o Milan em Florença, às 15h45.

Udinese aproveita chances e vai para o intervalo em vantagem

A Udinese começou o jogo criando as melhores chances e aproveitando-se de um começo atrapalhado da Fiorentina para criar chances. Aos 11, Tatarusanu saiu mal em cruzamento de Adnan e a bola sobrou para Badu em boa posição, mas o goleiro viola se recuperou e fez a defesa.

Aos 25, De Paul conectou Zapata no meio dos zagueiros e o colombiano tocou no canto do goleiro para fazer 1 a 0. Os momentos seguintes ao gol foram de total caos para a Fiorentina, que por pouco não sofreu mais gols. Aos 27, na saída errada dos viola, De Paul soubou e soltou para Zapata, que saiu de frente para o gol, mas dessa vez Tatarusanu fez grande defesa para evitar o segundo gol do centro-avante.

No pior momento do seu time no jogo, aos 29, Tello descolou uma arrancada pela direita, passou por Adnan e cruzou para Babacar tocar de letra na entrada da pequena área e empatar. Após o gol da igualdade, a Fiorentina se assentou no jogo, passou a dominar a posse de bola e controlou o jogo. Aos 42, em falta sofrida por ele mesmo, Bernardeschi cobrou no canto esquerdo, mas Karnezis desviou e evitou a virada.

Quando a Viola havia se acalmado no jogo, que parecia ir para o intervalo com o 1 a 1, Babacar se atrapalhou na saída de bola e De Paul cruzou para área. A bola passou por muita gente e Danilo apareceu na segunda trave para mandar para as redes e dar à Udinese a vantagem.

Viola empata rápido e times se acomodam com resultado

A Fiorentina voltou para o segundo tempo tentando pressionar e foi recompensada rapidamente. Aos 5, Babacar foi agarrado por Adnan em bola alçada na área e o árbitro marcou pênalti. Bernardeschi deslocou o goleiro e mandou no canto direito para fazer 2 a 2.

Aos 12, Zapata recebeu de De Paul e arriscou chute de fora, mas Tatarusanu pegou em dois tempos. Quatro mintuos depois, Bernardeschi bateu falta para a área, Kalinic ajeitou e Sánchez pegou chute bonito de canhota, mas Karnezis segurou sem problemas.

Diferente dos jogos iniciais da temporada, a Fiorentina teve muita posse de bola no jogo - 69% -, e, apesar da Udinese ter tido muito mais finalizações (15 a 8), o número de chutes certos foi equilibrado: cinco a três. Porém, após o gol da Viola logo no começo do segundo tempo, os times se acomodaram com o resultado. O time de Florença administrou com posse de bola, enquanto os mandantes tentavam aproveitar falhas para buscar a vitória.

Inclusive com alterações pouca ousadas, os técnicos mostraram também certo conformismo com o 2 a 2 e o jogo foi sem muitas emoções até os 48 da segunda etapa sem o placar ser novamente alterado.