Totti dá assistência, Dzeko brilha e Roma espanta má fase com goleada sobre Crotone

Capitão romanista deu passe para primeiro gol do atacante bósnio, o terceiro da equipe romana na partida

Totti dá assistência, Dzeko brilha e Roma espanta má fase com goleada sobre Crotone
Totti e Dzeko comemoram o gol do camisa 9, que teve assistência do capitão da Roma (Foto: Divulgação/AS Roma)
AS Roma
4 0
Crotone
AS Roma: Szczesny; Florenzi (Emerson, min. 80), Manolas (Juan Jesus, min. 72), Fazio, Bruno Peres; Paredes, Strootman; Totti, El Shaarawy, Salah (Iturbe, min. 67); Dzeko.
Crotone: Cordaz, Sampirisi (Martella, min. 60), Ferrari, Claiton, Ceccherini; Rohden (Nalini, min. 45), Capezzi, Crisetig, Salzano, Palladino (Stoian, min. 66); Falcinelli.
Placar: 1-0, min. 26, El Shaarawy. 2-0, min. 37, Salah. 3-0, min. 48, Dzeko. 4-0, min. 57, Dzeko.
ÁRBITRO: Carmine Russo (ITA). Cartão amarelo: Nalini (min. 50)
INCIDENCIAS: Partida disputada entre Roma e Crotone, válida pela quinta rodada da Serie A, realizada no estádio Olimpico de Roma

Pela quinta rodada da Serie A, a Roma recebeu o Crotone, no estádio Olimpico de Roma, nesta quarta-feira (21), buscando uma recuperação após derrota para a Fiorentina na rodada anterior. O adversário era um dos times que subiram à primeira divisão italiana e, com apenas um ponto no campeonato, ainda buscava sua primeira vitória na competição. Por conta disso, o técnico romanista Luciano Spalletti resolveu armar uma equipe bastante ofensiva, contando inclusive com a presença do capitão Francesco Totti entre os titulares.

A Roma aproveitou o mando de campo e a superioridade técnica para impor seu estilo de jogo, partindo para cima do Crotone desde o primeiro minuto. Essa postura atacante foi recompensada com dois gols logo na primeira etapa, marcados por El Shaarawy e Salah, além de diversas outras oportunidades. O terceiro gol romanista foi um golaço de Dzeko, aproveitando lindo lançamento de Totti, aos 3 minutos do segundo tempo. E o time da casa ainda foi buscar mais um tento, aos 17 da etapa final, com Dzeko novamente.

Com a vitória, a Roma ocupa a terceira colocação da Serie A, com 10 pontos em cinco partidas, ficando atrás de Juventus (12) e Napoli (11). A próxima partida dos giallorossi será no próximo domingo (25), quando a equipe viaja a Turim para enfrentar o Torino. Enquanto isso, o Crotone segue sem vencer na competição e ocupa a lanterna, com apenas um ponto conquistado. A próxima oportunidade de reabilitação será na próxima segunda-feira (26), quando a equipe da Calabria recebe a Atalanta.

Roma domina e abre vantagem de dois gols no primeiro tempo

O time da casa resolveu partir pra cima e confirmar a sua postura ofensiva logo nos primeiros minutos, tendo sua primeira oportunidade com o egípcio Mohamed Salah, aos 30 segundos de jogo, num cruzamento que passou por toda a área do Crotone, até ser desviado para escanteio. Após a cobrança, Florenzi pegou sobra na entrada da área e bateu de primeira, assustando o goleiro Cordaz. Aos 5 minutos, foi a vez de Dzeko carimbar a trave dos adversários. Paredes puxou bom contra-ataque e lançou o centroavante, que finalizou de canhota e acertou o poste.

Dominando a partida e controlando a maior parte das ações ofensivas, a Roma viu o Crotone ameaçar apenas aos 17, em finalização de fora da área que Szczesny defendeu com tranquilidade. No entanto, aos 25, a Roma conseguiu abrir o placar. Florenzi fez boa jogada pela direita e cruzou para El Shaarawy, livre de marcação, completar. O goleiro Cordaz ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol giallorosso. Menos de 2 minutos depois, Dzeko assustou de novo. Após linda jogada no meio de campo, o camisa 9 recebeu no mano a mano, bateu de canhota e Cordaz quase foi traído por um desvio de sua defesa, mas conseguiu evitar que a bola entrasse, defendendo em dois tempos.

Aos 31, foi a vez dos visitantes chegarem com perigo. Depois de cruzamento pela direita, Palladino teve grande oportunidade, driblou o defensor e finalizou de canhota, mas pegou mal na bola e acabou mandando para fora. A oportunidade desperdiçada fez falta, já que, aos 36 minutos, Mohamed Salah ampliou para a Roma. O camisa 11 fez bonita tabela com El Shaarawy na entrada da área e recebeu livre cara a cara com Cordaz, que nada pôde fazer para segurar a bomba do egípcio.

E por muito pouco o terceiro gol não saiu com Dzeko aos 43, depois de jogada espetacular de Totti. O Capitano recebeu na ponta-esquerda, dominou com o lado de fora do pé e levantou na área de trivela. Dzeko subiu bem, cabeceou no cantinho, mas Cordaz fez grande defesa. Após essa boa chegada, ainda houve tempo para mais uma finalização de El Shaarawy, que tentou da entrada da área, mas acabou não acertando o gol do Crotone, pouco antes do juiz apitar e determinar o fim da primeira etapa.

Dzeko marca duas vezes em 17 minutos e sacramenta vitória romanista

Na segunda etapa, nem deu tempo de perceber se o Crotone ensaiaria uma reação porque logo aos três minutos, Totti fez lançamento espetacular para Dzeko. O bósnio foi preciso ao aproveitar a saída de Cordaz e encobrir o goleiro adversário, marcando um lindo gol no estádio Olimpico. A chance seguinte deu à Roma uma vantagem ainda maior. Em contra-ataque puxado por Salah, Edin Dzeko recebeu livre no meio da área e não desperdiçou, tocando tranquilo para o fundo gol.

Em lance bastante confuso, o árbitro Carmine Russo marcou pênalti para o Crotone depois de Florenzi derrubar Falcinelli dentro da área. Rafaelle Paladino partiu para a cobrança, podendo diminuir a vantagem dos donos da casa, mas acabou vendo Szczesny fazer grande defesa, mantendo a defesa da Roma sem ser vazada na partida. Aos 17, a Roma chegou mais uma vez com Totti, que recebeu bom passe na entrada da área e tentou colocar no canto, mas pegou fraco na bola, que passou à direita do gol adversário.

Daí pra frente, o que se viu foram duas equipes que pareciam já estar conformadas com o resultado. Ainda dominando a posse de bola, os jogadores giallorossi esperavam o melhor momento para buscar o ataque, tentando ampliar a goleada. Mas foi o Crotone quem teve a melhor oportunidade, com o meia Aniello Salzano. O camisa 20 do time visitante recebeu pela esquerda e arriscou de fora, carimbando a trave de Szczesny, que não chegaria na bola. Leonardo Capezzi teve duas grandes oportunidades para diminuir, mas não conseguiu aproveitar. No primeiro momento, aproveitou corte mal feito pela defesa romanista e dominou livre na marca do pênalti, mas bateu em cima de Szczesny e viu o goleiro polonês fazer boa defesa. Pouco depois, recebeu cruzamento, subiu mais que seu marcador e tentou tocar no canto, mas acabou mandando muito à esquerda, desperdiçando excelente oportunidade.