Daniel Alves marca golaço, Juventus atropela Cagliari e volta à liderança da Serie A

Goleada por 4 a 0 e empate do Napoli com o Genoa deixa a Vecchia Signora no topo da classificação

Daniel Alves marca golaço, Juventus atropela Cagliari e volta à liderança da Serie A
Foto: Valerio Pennicino/Getty Images
Juventus
4 0
Cagliari
Juventus: Buffon (Neto, min. 46); Barzagli, Rugani, Chiellini; Daniel Alves, Pjanic, Lemina, Hernanes, Alex Sandro; Dybala (Pjaca, min. 72), Higuaín (Mandzukic, min. 81). Técnico: Massimiliano Allegri.
Cagliari: Storari; Bittante, Ceppitelli, Bruno Alves, Murru; Padoin, Di Gennaro; Barrella, João Pedro (Tachsidis, min. 46), Sau (Munari, min. 67); Borriello (Giannetti, min. 46). Técnico: Massimo Rastelli.
Placar: 1-0, min. 14, Rugani. 2-0, min. 33, Higuaín. 3-0, min. 39, Daniel Alves. 4-0, min. 83, Lemina.
ÁRBITRO: Maurizio Mariani (ITA). Cartões amarelos: Di Gennaro (min. 13), Bittante (min. 41), Rugani (min. 64), Munari (min. 90+1).
INCIDENCIAS: Partida válida pela quinta rodada da Serie A, realizada no Juventus Stadium, em Turim, na Itália.

Sem dificuldades, a Juventus atropelou o Cagliari, nesta quarta-feira (21), no Juventus Stadium, com uma goleada por 4 a 0, em partida válida pela quinta rodada da Serie A. Os bianconeri fizeram três gols no primeiro tempo, com Daniele Rugani, Gonzalo Higuaín e Daniel Alves. Na etapa final, quando o jogo já estava praticamente liquidado, Mario Lemina fechou o placar.

O resultado faz a Vecchia Signora chegar a 12 pontos e retornar à liderança do campeonato, já que o Napoli (11) empatou com o Genoa, em Gênova, também nesta quarta-feira. Já o Cagliari ocupa a 17ª posição, com quatro pontos, mesma pontuação do Empoli (18º), primeira equipe dentro da zona de rebaixamento.

Agora, a Juventus volta a campo no sábado (24) para enfrentar o Palermo, no estádio Renzo Barbera, na Sicília, em jogo que marcará a abertura da sexta rodada da Serie A. O Cagliari, por sua vez, vez encara a Sampdoria, no estádio Sant’Elia, na Sardenha, às 15h45 da próxima segunda-feira (26).

Juventus atropela no primeiro tempo

Com um elenco amplamente superior ao do Cagliari, além de estar jogando em casa, a Juventus não demorou a fazer o goleiro Storari – ex-Juve – a trabalhar. Com três minutos, Pjanic, em cobrança de falta, e Higuaín pararam no arqueiro italiano.

Depois do abafa inicial, a Juve abriu o placar aos 14 minutos. Jogada ensaiada: Pjanic cobrou falta por cima da barreira, Higuaín pegou de primeira, Storari defendeu e Rugani empurrou à rede no rebote.

O time bianconero diminui o ritmo de jogo após abrir o placar. Mas, mesmo com pouca amplitude, os donos da casa chegavam fácil à meta do Cagliari. Aos 27 minutos, Dybala colocou na cabeça de Alex Sandro e o brasileiro por pouco não aumentou a vantagem.

Antes do intervalo, a Juventus praticamente selou a vitória marcando mais duas vezes. Higuaín, que havia mandado um bomba na trave segundos antes, pegou rebote de Storari em chute de Pjanic e fez o segundo. Depois, Pjanic cobrou escanteio rasteiro na entrada da área e Daniel Alves pegou de primeira, rasteiro, uma pedrada sem chances para Storari.

Lemina fecha o placar

Ambos os times fizeram alterações para o segundo tempo. Técnico do Calgiari, Massimo Rastelli tirou o meia João Pedro e o atacante Borriello para colocar Tachsidis e Giannetti, respectivamente. Já Massimiliano Allegri, comandante da Juve, fez uma alteração inesperada: trocou Buffon pelo brasileiro Neto.

Sem dificuldades, a Juventus continuava rondando a área do time rossoblù. A primeira boa chance saiu dos pés que Daniel Alves, que arriscou chute de longa distância, a bola desviou em Bruno Alves e quase enganou o goleiro Storari.

A equipe de Turim passou a cadenciar o jogo após a metade da segunda etapa, e mesmo assim não que buscar finalizações de fora da área. Pjanic, em cobrança de falta, colocou Storari para sujar o uniforme. Hernanes também fez o arqueiro adversário trabalhar em perigosa finalização de fora da área. Mas, aos 83 minutos, a Lemina recebeu passe de cabeça de Mandzukic – entrou no lugar de Higuaín – e anotou o quarto da Vecchia Signora, dando números finais à partida.