Genk vence Sassuolo na Bélgica e embola Grupo F da UEL

Belgas foram eficientes e conquistaram sua primeira vitória na competição; Italianos seguem oscilando na temporada

Genk vence Sassuolo na Bélgica e embola Grupo F da UEL
(Foto: Kristof Van Accom/ Getty Images)
Genk
3 1
Sassuolo

Está definido o grupo mais "embolado" desta edição da Uefa Europa League. Em duelo válido pela segunda rodada da segunda competição mais importante da Europa, o Genk venceu o Sassuolo nesta tarde de quinta-feira (29) na Bélgica por 3 a 1, deixando todos os integrantes do Grupo F com quatro pontos conquistados. Karelis, Bailey e Buffel marcaram para os donos da casa, e Politano diminuiu para a equipe neroverdi.

Décimo colocado apenas na liga nacional da Bélgica, o Genk já havia atuado bem na derrota para o Rapid Viena em sua estreia na UEL. Em sua sétima participação na competição, os belgas terão dois confrontos decisivos nas próximas rodadas frente o Athletic Bilbao, com a possibilidade de encaminhar ou não sua classificação à próxima fase do torneio. Mas antes, o Genk volta a campo pelo campeonato belga neste final de semana, quando recebe novamente na Cristal Arena o Mechelen, visando sua recuperação.

Participando pela primeira vez de uma competição internacional em toda a sua história, o Sassuolo já havia feito na primeira rodada a estreia dos sonhos, goleando os espanhóis do Bilbao por 3 a 0 no Città del Tricolore. A derrota na Bélgica desta quinta-feira expõe ainda mais a irregularidade dos italianos na temporada. Na Serie A, o clube venceu três partidas e perdeu as outras três, estacionando na nova colocação. Antes de voltar suas atenções à UEL, a equipe neroverdi visita neste domingo (2) o Milan no San Siro.

Demonstrando como seria a partida do início ao fim, o Genk foi preciso e cirúrgico em seus ataques na Cristal Arena. A primeira finalização do duelo já terminou com a bola no fundo das redes. Após falha na saída de jogo da defesa italiana, Pozuelo levantou bem a bola na área e Karelis completou para o gol. A vantagem no placar deixou os donos da casa ainda mais incisivos visando amplicar o marcador. Coley e Susic por pouco não alcançaram este objetivo com chutes à longa distância. Aos 20, Biondini desperdiçou grande oportunidade pelo alto, o que acabou fazendo falta logo no lance seguinte. 

Cinco minutos após o lance perigoso do adversário, Susic novamente arriscou de longe, Consigli espalmou para frente e Bailey completou livre de marcação para a meta italiana, ampliando o marcador na Bélgica. À partir do segundo tento do Genk, os comandados de Eusebio Di Francesco melhoraram na partida, dominando as ações da partida. Contudo, até o intervalo, a única finalização neroverdi saiu dos pés de Magnanelli, sem levar muito perigo à meta de Bizot. Por outro lado, o Genk se fechou defensivametne e aproveitou a velocidade de Bailey nos contra-ataques.

Semelhante ao que ocorreu no início da partida, o Genk seguiu pressionando o adversário. Principal nome do confronto, Bailey arriscou bonito de fora da área e por pouco não anotou o terceiro em grande estilo. Mas se a "pintura" não veio com Bailey, ela apareceu pouco tempo depois com uma grande jogada envolvendo todo o setor de meio campo, que acabou nos pés de Thomas Buffel, que só completou para o gol. Quatro minutos depois, Politano arriscou de longe, a bola desviou e encobriu o goleiro Bizot e morreu nas redes. Mesmo após seu gol, o Sassuolo não demonstrou poder de reação, e os quase 10 mil torcedores que compareceram a Cristal Arena só acompanharam o Genk administrar o resultado que deixou tudo indefinido no Grupo F.