Milan visita surpreendente Chievo em busca de um triunfo para entrar na zona europeia

Com uma vitória, as duas equipes terminariam a rodada muito bem colocados, podendo até assumir a terceira colocação isoladamente

Milan visita surpreendente Chievo em busca de um triunfo para entrar na zona europeia
Foto: Getty Images
Chievo
Milan
Chievo: Sorrentino; Cacciatore, Dainelli, Gamberini (Spolli) e Gobbi; Castro, Radovanovic, Rigoni e Birsa; Meggiorini (Floro Flores) e Inglese. Técnico: Rolando Maran
Milan: Donnarumma; Abate, Paletta, Romagnoli e De Sciglio; Locatelli (Sosa), Kucka e Bonaventura; Suso, Lapadula e Niang. Técnico: Vincenzo Montella
INCIDENCIAS: Partida à ser disputada no estádio Marcantonio Bentegodi, em Verona, Itália. Tem início marcado para às 16h45 (de Brasília).

Nesse domingo (16), Chievo e Milan vão se enfrentar no estádio Marcantonio Bentegodi, em Verona, às 16h45 (de Brasília), numa partida que será válida pela oitava rodada da Serie A

Surpresa do campeonato até o momento, o Chievo ocupa a quinta colocação na tabela de classificação, com 13 pontos. Com a mesma pontuação, mas uma posição abaixo, está o Milan que fica atrás pelos critérios de desempate.  

Em seu último jogo, os gialloblù visitaram o Pescara e venceram com autoridade por 2 a 0. Já o Diavolo recebeu o Sassuolo e em um jogo com duas viradas, conseguiu o triunfo por 4 a 3. 

Esse é um duelo onde o Milan tem ampla vantagem nos confrontos: em 26 jogos, os rossoneri somam 20 vitórias, o Chievo venceu duas vezes e ainda houve seis empates.  

Chievo quer vitória para seguir na parte de cima da tabela 

Poucos acreditariam que depois de sete rodadas, o time dirigido por Rolando Maran estaria tão bem colocado. Mas o Chievo não se encontra nessa posição a toa, afinal, já bateu a Internazionale na estreia da competição e dificultou muito a vida de Fiorentina e Napoli. 

E para conseguir mais um resultado positivo, o treinador terá apenas dois desfalques por opção técnica, já que Hetemaj e Cesar chegaram esgotados de seus compromissos com suas seleções e serão poupados. Com isso, gerou-se duas dúvidas na cabeça de Maran.  

A primeira é justamente no miolo de zaga, onde Gamberini e Spolli disputam uma vaga para atuar junto com Dainelli. A outra dúvida é no ataque entre Meggiorini e Floro Flores. No mais, será o mesmo time que bateu o Pescara na última rodada fora de casa e também com o mesmo esquema tático (4-3-1-2).  

Ao falar da partida, Rolando Maran espera que sua equipe mantenha o mesmo empenho que vem tendo durante o campeonato e que o Chievo vai mostrar mais uma vez o porque de estar lá na parte de cima da tabela: "Adquirir solidez ajuda para encarar de frente as equipes mais temíveis. Isso faz parte do crescimento da equipe e queremos confirmar isso. Devemos ir à campo e fazer aquilo que fazemos bem e durante a partida, saberemos se o Milan tem ou não algo a mais do que nós. Vamos jogar com coragem", elucidou o treinador do Chievo. 

Milan busca triunfo para entrar na zona da Champions League 

Depois da emocionante vitória sobre o Sassuolo por 4 a 3, o clima ficou visivelmente melhor. Depois de muito tempo, o Diavolo pode voltar a figurar na parte nobre da tabela, onde a torcida quer que o time esteja.  

Mas, para isso, Montella contará com alguns desfalques, entre eles, Riccardo Montolivo que rompeu ligamento do joelho esquerdo e só deve voltar a jogar em abril do ano que vem. Em seu lugar, Locatelli e Sosa disputam a posição, com ligeira vantagem do jovem italiano. Calabria é outro desfalque importante, já que vinha atuando com certa regularidade e, com isso, Abate será titular novamente.  

Outra mudança será no comando do ataque: Lapadula ganha a vaga de Bacca que voltou esgotado da Seleção Colombiana e será preservado. No mais, será a mesma equipe que vinha atuando nas últimas partidas e também com a manutenção do esquema tático (4-3-3). 

Vincenzo Montella, na tradicional entrevista coletiva, elogiou bastante o Chievo como um todo, definindo-o como uma "pequena Juve" e também o seu treinador que de acordo com ele, recebe o justo tratamento pelo seu ótimo trabalho: "O Chievo é um time chato de se enfrentar, sabe esperar, ser agressivo e esperar os momentos do jogo. É uma equipe particularmente inteligente e uma sociedade revitalizada, diria que é uma pequena Juventus. Maran? Falou-se muito dele para assumir cargos em clubes maiores e creio que seja justa essa estima por ele", salientou o treinador do Milan.