Juventus tem gol legal anulado e Milan vence com golaço de joia Locatelli

Chutaço do meio-campista de 18 anos deu a vitória aos rossoneri, no San Siro; bianconeri reclamaram de tento invalidado no primeiro tempo

Juventus tem gol legal anulado e Milan vence com golaço de joia Locatelli
Foto: Marco Luzzani/Getty Images
Milan
1 0
Juventus
Milan: Donnarumma; Abate, Paletta, Romagnoli, De Sciglio; Kucka, Locatelli, Bonaventura; Suso, Bacca (Lapadula, min. 93), Niang (Poli, min. 69). Técnico: Vincenzo Montella.
Juventus: Buffon; Barzagli, Bonucci, Benatia; Daniel Alves, Khedira, Hernanes (Sturaro, min. 87), Pjanic, Alex Sandro; Higuaín, Dybala (Cuadrado, min. 33). Técnico: Massimiliano Allegri.
Placar: 1-0, min. 64, Locatelli.
ÁRBITRO: Nicola Rizzoli (ITA). Cartões amarelos: Bonucci (min. 30), Pjanic (min. 38) Kucka (min. 44), Donnarumma (min. 50), Daniel Alves (min. 76), Locatelli (min 79), Poli (min. 83).
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada da Serie A, realizada no estádio San Siro, em Milão, na Itália.

Depois de nove derrotas seguidas, o Milan voltou a vencer a Juventus. Empurrados por mais de 75 mil torcedores no San Siro, os rossoneri bateram os bianconeri, neste sábado (22), com um golaço do meio-campista Manuel Locatelli, de 18 anos, em jogo válido pela nona rodada da Serie A. O time de Turim ainda teve um gol legal anulado durante o primeiro tempo.

Com o resultado, o Milan chega a 19 anos e assume provisoriamente a segunda posição na tabela, já que a Roma joga neste domingo (23), contra o Palermo, e pode ultrapassar o Diavolo em caso de vitória. A Juve, por sua vez, segue na liderança, com 21 pontos, mas vê os rivais se aproximarem.

Agora, os dois times voltam a campo no meio de semana. O Milan abre a décima rodada na terça-feira (25), às 16h45, contra o Genoa, no estádio Luigi Ferraris, em Gênova. Já a Juve recebe a Sampdoria, na quarta-feira (26), às 16h45, no Juventus Stadium, em Turim.

Gol mal anulado mancha primeiro tempo

Como esperado, a Juventus tomou as rédeas do jogo nos primeiros minutos do primeiro tempo. Sufocou o Milan e até chegou assustar a torcida milanista presente no San Siro, que viu Donnarumma defender a cabeçada de Alex Sandro.

Contudo, os donos da casa suportaram a pressão inicial e conseguiram equilibrar o duelo. Não à toa, Suso obrigou Buffon a sujar o uniforme com uma finalização colocada de fora da área.

A Juventus era quem chegava com mais perigo, sobretudo nas descidas do brasileiro Alex Sandro pela meia esquerda. Em um dessas infiltradas, o ala encontrou Dybala dentro da área, que chegou batendo de primeira; Donnarumma fez a defesa.

A equipe de Turim sofreu uma grande perda ainda no primeiro tempo. O atacante Dybala tentou marcou um gol do meio-campo, sentiu uma lesão muscular e teve de ser substituído. O colombiano Cuadrado entrou no lugar do argentino.

O embate seguiu truncado, e aos 35 minutos houve um lance polêmico que esquentou os ânimos dos jogadores. Pjanic cobrou falta na área, Bonucci tentou desviar a bola, mas não conseguiu e a redonda foi direto para o gol. O árbitro Nicola Rizzoli chegou a validar o tento, mas, depois de conversar com o assistente, anulou o lance, alegando impedindo de Bonucci.

Higuaín reclama com Rizzoli o lance do gol anulado (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Higuaín reclama com Rizzoli o lance do gol anulado (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

Locatelli marca golaço e Milan vence

No segundo tempo, Cuadrado passou a ser o jogador que mais buscava jogo e importunava a defesa do Milan. O camisa 7 tentava quebrar o encaixe defensivo dos rossoneri através de dribles e arremates de fora da área, ainda que seus chutes fossem para fora.

Porém, foi o Milan quem abriu o placar e explodiu de felicidade a torcida. Locatelli, que já havia feito um lindo gol contra o Sassuolo, soltou um petardo de perna direita que pegou no travessão antes de entrar.

Locatelli celebra seu gol (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Locatelli celebra seu gol (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)

Após o gol, o técnico do Milan, Vincenzo Montella, resolveu fechar sua equipe: tirou o atacante Niang e colocou o volante Poli. Em contrapartida, Massimiliano Allegri fez o inverso, tirando o zagueiro Benatia para pôr em campo o atacante Mandzukic. Com as alterações, o Milan mudou o esquema para o 4-4-1-1, enquanto a Juve passou a atuar no 4-3-3.

A Juventus exerceu uma grande pressão nos minutos finais da partida, mas não conseguiu furar a defesa do Milan. Por fim, depois de cinco minutos de acréscimos, o árbitro Nicola Rizzoli apitou o fim da partida e jogadores e torcida do Milan puderam comemorar o longo tabu de quase quatro anos sem vencer os bianconeri.