Napoli vence Crotone e espanta má fase

Primeiro tempo dá a vitória aos napolitaos depois de três jogos sem vencer; Crotone marca pela primeira vez na Serie A em seu estádio

Napoli vence Crotone e espanta má fase
Foto: Getty Images
Crotone
1 2
Napoli
Crotone: Cordaz; Rosi, Dos Santos, Ferrari, Martella; Capezzi, Krisetig, Salzano (Stoian); Tonvev (Nwankow) Falcinelli, Palladino (Rohden).
Napoli: Reina; Hysaj, Maksimovic, Koulibaly, Strinic; Allan, Diawara, Hamsik (Zielinski); Callejon (Giaccherini), Gabbiadini, Mertens (El Kaddouri).
Placar: 0-1, min. 17, Callejón. 0-2, min. 30, Maksimovic. 1-2, min. 89, Rosi.
ÁRBITRO: Paolo Mazzoleni (ITA) Cartões amarelos para: Ferrari (C) Crisetig (C) Cartões vermelhos para: Gabbiadini (N)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 9ª rodada da Serie A, no estádio Ezio Scida, em Crotone.

Neste domingo (23), pela primeira vez na história da Serie A, o Crotone jogou em seu estádio reformado, agora com capacidade para 16.000 pessoas, o Ezio Scida, e estreou-o com derrota para o Napoli por 2 a 1. Callejón e Maksimovic marcaram os gols napolitanos, enquanto Rosi diminuiu na reta final da partida e fez o primeiro gol dos calabreses na nova casa.

Com o resultado, o Napoli vai para a terceira posição provisoriamente, com 17 pontos, enquanto o Crotone segue na lanterna, com somente um ponto conquistado.

Na próxima rodada, o Napoli receberá o Empoli no San Paolo, enquanto o Crotone irá ao Artemio Franchi enfrentar a Fiorentina. Ambos os jogos serão realizados nesta quarta-feira (26), às 16h45 (de Brasília).

Napoli abre boa vantagem no primeiro tempo

Nos primeiros minutos, o Napoli já foi em direção ao ataque em busca do gol. A primeira chegada foi aos quatro minutos, quando Allan foi bloqueado dentro da área e a bola sobrou para Hamsík, na marca do pênalti, pegar de primeira e mandar pra fora. Minutos depois, os napolitanos seguiam ao ataque. Aos 15, após contra-ataque do Napoli, Gabbiadini tem grande oportunidade e Cordaz faz grande defesa. E dois minutos depois, aos 17, o gol napolitano sairia: após cruzamento de Mertens da esquerda, a defesa tirou mal e Callejón abriu o placar para o Napoli na partida.

Aos 30 minutos, Gabbiadini sofreu falta de Ferrari no meio-campo. Revoltado com a falta, o atacante italiano chutou Ferrari. O árbitro Paolo Mazzoleni viu o lance e expulsou Gabbiadini. Seria um problema ofensivo para o Napoli. Seria, mas aos 33 minutos, após escanteio cobrado na área do lado direito, o goleiro Cordaz saiu caçando borboleta e Maksimovic, na segunda trave, só empurrou pro gol vazio para marcar o segundo gol dos napolitanos. 

O Crotone, apático, mal arriscava contra o gol de Reina. E os napolitanos tiveram boa chance aos 43 minutos com passe longo de Mertens para Callejon, o espanhol, livre, bateu cruzado e Cordaz, bem colocado, fez boa defesa colocando pra escanteio.

Crotone diminui a vantagem, mas não consegue impedir revés

O Napoli passou a levar a partida em banho-maria. A tocar mais a bola no meio, pelas laterais, rezando pro tempo passar e garantir os 3 pontos. Mas volta e meia o Crotone aparecia em bons lances. Como aos 21 minutos, quando em contra-ataque do Crotone, bola ajeitada de cabeça para Simy, que na cara de Reina, mandou sobre o gol.

O Napoli teve sua melhor chance aos 26 minutos, quando após lançamento para Mertens, tentou encobrir o goleiro, mas ele pegou, no rebote, com o gol vazio, chutou fraco e a defesa pitagórica se recuperou. Aos poucos o Crotone se mandou para o ataque, e aos 31 minutos, Falcinelli deixou Koulibaly na saudade e bateu colocado, Reina esticou todo e fez grande defesa, no rebote, dividiu e mandou pra escanteio. 

O Crotone chegaria ao seu primeiro gol em seu estádio na história da Serie A aos 44 minutos, quando após escanteio, bola na área, toque de cabeça, Rosi dominou com as costas, ajeitou e fez o gol, apesar da reclamação dos jogadores napolitanos que pediam impedimento que não existiu. Mas não havia tempo para mais reação dos pitagóricos, e a vitória foi napolitana ao apito final do árbitro.