Sem Gabigol, Internazionale sucumbe frente à Sampdoria e faz Frank de Boer balançar no cargo

Apesar da pressão sofrida no final da partida, time de Gênova segura o placar e sai de campo com os três pontos; Inter abusa dos gols perdidos e volta a perder na Serie A

Sem Gabigol, Internazionale sucumbe frente à Sampdoria e faz Frank de Boer balançar no cargo
Foto: Divulgação/Sampdoria
Sampdoria
1 0
Internazionale
Sampdoria: Puggioni; Regini, Skriniar, Silvestre, Sala; Linetty, Torreira, Barreto, Bruno Fernandes; Quagliarella (Budimir), Muriel (Álvarez). Técnico: Marco Giampaolo.
Internazionale: Handanovic; Ansaldi, Miranda, Murillo, Santon; Brozovic, João Mário, Banega; Candreva (Palacio), Éder (Perisic), Icardi. Técnico: Frank de Boer
Placar: 1-0, min.44, Quagliarella
ÁRBITRO: Paolo Silvio Mazzoleni. Amarelos: Sala, Miranda, Ansaldi e João Mário
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Serie A, realizado no estádio Luigi Ferraris, em Gênova, Itália.

Em um jogo dramático do começo ao fim, a Sampdoria contou com um gol do atacante Fabio Quagliarella e uma ajuda da trave para sair com a vitória diante da Internazionale, por 1 a 0, no estádio Luigi Ferraris, em Gênova.  Os nerazzurri abusaram dos gols perdidos neste domingo e voltaram a perder na Serie A, colocando o mandato do técnico Frank de Boer novamente sob dúvidas. Gabriel Barbosa, o 'Gabigol', não foi relacionado para a partida.

Com a vitória, a Sampdoria deu um grande salto na tabela. Os bluerchiati saíram da 16ª colocação e chegaram ao 12º lugar, com 14 pontos. Na 11º posição, a Internazionale soma os mesmos 14 pontos, perdendo uma grande oportunidade de encostar nos cinco primeiros posicionados.

Na próxima rodada, a Sampdoria irá enfrentar a Fiorentina, fora de casa, no domingo (6/11) que vem. Já a Internazionale terá um compromisso pela Uefa Europa League no meio da semana, na quinta-feira (3/11), contra o Southampton, na Inglaterra.

Sampdoria joga bem no primeiro tempo e consegue gol no final 

Jogando em casa, a Sampdoria conseguiu colocar seu jogo em prática e se saiu melhor do que seus rivais nos primeiros 45 minutos. As melhores oportunidades começaram a sair aos dez minutos, principalmente com Fabio Quagliarella e Luis Muriel, mas o goleiro Samir Handanovic estava lá para manter o zero no placar e salvar a Internazionale.

As investidas nerazzurri foram muito bem interceptadas pela forte marcação da Sampdoria. Mas quando conseguiam furar o bloqueio defensivo, a qualidade das finalizações não eram boas. Com Mauro Icardi apagado, as principais jogadas ofensivas da Internazionale eram com Antonio Candreva, Éder e João Mário. Aos 39 minutos, Marcelo Brozovic perdeu a melhor oportunidade da equipe visitante. O croata recebeu passe de Cristian Ansaldi, o meio-campista chutou firme de perna esquerda e acertou a trave do goleiro Christian Puggioni.

No 44º minuto, quando a Internazionale estava em um momento melhor no jogo, a equipe de Milão recebeu um balde água fria. O polonês Karol Linetty recebeu passe na ponta esquerda, serviu Fabio Quagliarella, que chutando firme de perna esquerda, abriu o placar para a Sampdoria.

Trave e Puggioni salvam Sampdoria no segundo tempo

A Internazionale começou com tudo o segundo tempo, principalmente com jogadas pelas laterais, sob o comando de Marcelo Brozovic, Antonio Candreva e Éder, buscando de todas as maneiras o gol de empate e recolocar sua equipe no jogo. Mas como foi no primeiro tempo, a qualidade ofensiva da Inter foi abaixo da média e pouco eficiente.

O apagado Mauro Icardi perdeu duas boas oportunidades claras de gol, uma aos 63 minutos e outro aos 67, deixando os torcedores interistas desesperados com a falta de gol e os desperdícios deles nesta partida. Sem Gabigol, que não foi relacionado para a partida, Frank de Boer resolveu apostar em Ivan Perisic e Rodrigo Palacio.

O argentino entrou com vontade e mudou um pouco a jogabilidade da Internazionale, passando a criar mais, porém, ainda sim sem fazer o gol. Aos 93 minutos, a última chance da Inter na partida não foi bem concluída por causa da trave e do goleiro Christian Puggioni. Ambos foram providenciais para salvar a Sampdoria em um chute de Palacio da pequena área e evitar o empate nerazzurro.