Com dois de Insigne, Napoli derrota Udinese fora de casa após nove anos

Noite de quebra de tabus para os napolitanos: Insigne marca duas vezes e dá primeira vitória ao Napoli no Friuli desde 2007

Com dois de Insigne, Napoli derrota Udinese fora de casa após nove anos
(Foto: Getty Images)
Udinese
1 2
Napoli
Udinese: Karnezis; Widmer, Wague, Danilo, Felipe; Fofana, Kums (Jankto), Badu; Matos (Perica), Zapata (De Paul), Théréau.
Napoli: Reina; Hysaj, Chiriches, Koulibaly, Ghoulam; Allan, Diawara, Hamsík (Zielinski); Callejón, Mertens (El Kaddouri), Insigne (Giaccherini).
Placar: 0-1, min. 47, Insigne. 0-2, min. 56, Insigne. 1-2, min. 58, Perica.
ÁRBITRO: Luca Banti (ITA) Cartões amarelos para: Felipe (U)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 13ª rodada da Serie A, no estádio Friuli, em Udine.

Neste sábado (19), pela 13ª rodada da Serie A, Udinese e Napoli se enfrentaram no Friuli, onde o time da casa não perdia para os napolitanos desde setembro de 2007. E com os primeiros dois gols de Insigne na temporada, nem o gol de Perica foi suficiente para impedir a vitória dos napolitanos por 2 a 1, a primeira desde a modernização do estádio, concluída em 2015.

Com o resultado, o Napoli vai para a quarta posição, com 24 pontos, enquanto a Udinese está na 13ª posição, com 15 pontos. Na próxima rodada, o Napoli enfrentará o Sassuolo na segunda-feira (26), enquanto a Udinese enfrentará o Cagliari, no domingo (25).

Primeiro tempo fraco em emoções

O primeiro tempo não teve grandes emoções nem grandes chances. Poucas oportunidades chegaram a ameaçar tanto o gol defendido por Karnezis, quanto o gol defendido por Reina. A primeira e única grande chance foi somente aos 17 minutos, quando Chiriches e Zapata tentou a finalização, mas Reina o bloqueou e colocou pra escanteio. 

Além disso, não houve quase nada. O Napoli, jogando muito mal ofensivamente, sequer arriscou ao gol friuliano com perigo. Enquanto a Udinese não teve mais grandes chances até o fim da primeira etapa apitado por Luca Banti.

Insigne volta a decidir a favor do Napoli na segunda etapa

O Napoli voltou ao segundo tempo no ataque, e aos dois minutos, após Allan lançar Callejón na direita, o espanhol cruzou rasteiro pra Insigne bater no ângulo, e tirar a sua seca de gols na temporada, além do zero no placar, colocando os napolitanos na frente do marcador.

Insigne voltou para a segunda etapa inspirado. No minuto seguinte, recebeu na entrada da área, e tocou por cobertura, mas a bola bateu no travessão e saiu. Mas ele voltaria. Aos 11 minutos, em cruzamento rasteiro na área feito por Callejón, Widmer dominou e cochilou, Insigne roubou a bola e fez seu segundo gol, logo na primeira partida com gols para o atacante italiano, uma doppietta.

Mas a Udinese ainda estaria viva no jogo. Aos 13 minutos, após escanteio cobrado na área por Kums, Perica subiu sozinho no meio dos defensores napolitanos, e cabeceou forte, no canto esquerdo, sem chances para Reina. Os bianconeri de Udine estavam lá.

Dali em diante, voltava o resumo do primeiro tempo: o de um jogo truncado, de poucos espaços para os adversários, e poucos lances de perigo. Mas aos 32 minutos, chance perigosa a favor do Napoli, em finalização de Mertens, que Karnezis mandou para escanteio. Foi a última chance do jogo, apesar da tentativa de "abafa" do time da casa no final, com o apito final, veio pela primeira vez desde 2007, a vitória napolitana na casa friuliana.